publication . Article . 2014

Moldes contrários: o romantismo como modelo (negativo) para o naturalismo

Alan Victor Flor da Silva; Germana Maria Araújo Sales;
Open Access Portuguese
  • Published: 03 Dec 2014 Journal: MOARA – Revista Eletrônica do Programa de Pós-Graduação em Letras ISSN: 0104-0944 (issn: 0104-0944, eissn: 0104-0944, Copyright policy)
  • Publisher: Universidade Federal do Pará
Abstract
<jats:p>Modelos negativos são paradigmas com os quais não desejamos ser comparados, aos quais queremos nos contrapor ou dos quais esperamos ser diferentes. Considerando-se, portanto, esse conceito, a partir dos romances O Mulato (1881), de Aluísio de Azevedo, A Normalista (1893), de Adolfo Caminha, e Hortência (1888), de Marques de Carvalho, objetivamos, com este trabalho, demonstrar que os idealizadores do Naturalismo no Brasil atribuem ao Romantismo, ainda que de forma negativa, a função de modelo. Para tanto, este estudo terá como foco principal as personagens femininas Ana Rosa, Maria do Carmo e Hortência, pois essas mulheres da ficção naturalista apresentam...
Subjects
free text keywords: Philosophy, Humanities
Related Organizations

JOBIM, José Luís. O Manuscrito. Rio de Janeiro, 2012.

LAJOLO, Marisa; ZILBERMAN, Regina. A formação da leitura no Brasil. São Paulo: Ática, 1999.

PEREIRA, Lúcia Miguel. História da literatura brasileira : prosa de ficção (de 1870 a 1920). Belo Horizonte: Itatiaia; São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 1988.

RIBEIRO, Júlio. A Carne. Rio de Janeiro: Editora Três, 1972.

ROMERO, Sílvio. A literatura em perspectiva. In: CANDIDO, Antonio (Org.). Sílvio Romero: teoria, crítica e história literária. Rio de Janeiro: Livros Técnicos e Científicos; São Paulo: EDUSP, 1978.

SODRÉ, Nelson Werneck. História da literatura brasileira. 10. ed. Rio de Janeiro: Graphia, 2002.

VERÍSSIMO, José. O romance naturalista no Brasil. In: BARBOSA, João Alexandre (Org.). José Veríssimo: teoria, crítica e história literária. Rio de Janeiro: Livros Técnicos e Científicos; São Paulo: EDUSP, 1978.

ZOLA, Émile. Do romance: Stendhal, Flaubert e os Goncourt. Trad. Plínio Augusto Coelho. São Paulo: Imaginário; Editora da Universidade de São Paulo, 1995.

_____. O romance experimental. In: ______. O romance experimental e o Naturalismo no teatro. São Paulo: Perspectiva, 1982.

Any information missing or wrong?Report an Issue