Formação em comunicação aumentativa e alternativa dos profissionais de intervenção precoce: um estudo qualitativo na região norte de Portugal

Master thesis Portuguese OPEN
Fernandes, Hugo André da Silva Martins;
(2014)
  • Subject: Comunicação aumentativa e/ou alternativa | :Ciências da Educação [Ciências Sociais] | Formação | Early intervention | Qualitative study | Intervenção precoce | Training | Estudo qualitativo | Augmentative and alternative communication

Dissertação de mestrado em Educação Especial (área de especialização em Intervenção Precoce) A capacidade de comunicar permite criar oportunidades de interação, influenciar o comportamento de outros e através disso exercer controlo sobre o meio ambiente da pess... View more
  • References (55)
    55 references, page 1 of 6

    Acabado, J. A. (1993). A iniciação à leitura e o professor Janeiro Acabado: vida e obra. Beja: Associação de Municípios do Distrito.

    Almeida, I. C. (2010). O modelo de intervenção centrado na família: da teoria à prática. Revista Diversidades, 27, 12-16.

    Almeida, I., C. (2009). Estudos sobre a intervenção precoce em Portugal: Ideias dos especialistas, dos profissionais e das famílias. Lisboa: Instituto Nacional para a Reabilitação.

    Almeida, L. S., & Freire, T. (2008). Metodologia de investigação em psicologia educação (5ª ed.). Braga: Psiquilibrios.

    Almeida, M. A., Piza, M. H., & Lamônica, D. A. C. (2005). Adaptações do sistema de comunicação por troca de figuras no contexto escolar. Pró-Fono Revista de Atualização Científica, 17(2), 233-240.

    Almirall, C. B. (1988a). Interacción social en usuarios de sistemas de comunicación no vocal. In C. B. Almirall, & R. P. Bellacasa (Eds.), Comunicación aumentativa - curso sobre sistemas y ayudas técnicas de comunicación no-vocal (p. 113-136) Madrid: Inserso.

    Almirall, C. B. (1988b) Sistemas de comunicación no-vocal: clasificación y conceptos básicos. In C. B. Almirall & R. P. Bellacasa (Eds.), Comunicación aumentativa - curso sobre sistemas y ayudas técnicas de comunicación no-vocal (p. 19-47) Madrid: Inserso.

    Amaral, I. (1996, novembro). Comunicação com crianças surdocegas. Comunicação apresentada no Segundo Congreso Iberoamericano de Comunicación Alternativa y Aumentativa. Recuperado em 2010, setembro 3, de http://enlaces.c5.cl/Congreso/HTML/charla2.htm

    American Speech-Language-Hearing Association (ASHA) (1982). Language - committee on language. Recuperado em 2013, julho 22, de http://www.asha.org/policy/RP1982-00125

    American Speech-Language-Hearing Association (ASHA) (2005). Roles and responsibilities of speech-language pathologists with respect to augmentative and alternative communication: position statement. Recuperado em 2013, julho 22, de http://www.asha.org/policy/PS2005-00113/

  • Metrics
Share - Bookmark