Teoria da mente, esquizofrenia e inimputabilidade : estudo exploratório

Master thesis Portuguese OPEN
Santos, Nélia Joana Araújo dos (2012)
  • Subject: Teoria da mente | Esquizofrenia | Cognição social | Falsa crença | Faux as | Prisão | Theory of mind | Schizophrenia | Social cognition | False belief | Prison | 316.6 | 616.895.8

Dissertação de mestrado integrado em Psicologia (área de especialização em Psicologia da Justiça) A cognição social é um constructo alargado que incorpora várias habilidades, tais como a perceção de emoções, perceção social e teoria da mente, estando o seu comprometimento relacionado com a perturbação esquizofrénica. A Teoria da Mente (ToM) é a habilidade mais danificada nesta doença psiquiátrica. Esta teoria envolve a capacidade de compreender estados mentais dos outros, como diferentes dos nossos e a capacidade de executar inferências corretas sobre o conteúdo desses estados mentais. No presente estudo, uma amostra de 29 esquizofrénicos inimputáveis, foi testada ao nível do comprometimento da ToM em relação a variáveis sociodemográficas e variáveis de contexto de internamento prisional. A operacionalização da ToM foi testada a partir de uma tarefa de falsa crença de primeira ordem (Sally-Ann Test), e um teste de reconhecimento do faux pas social. Resultados revelam que indivíduos esquizofrénicos têm maior taxa de sucesso em tarefas de falsa crença de primeira ordem. Variáveis que definem medidas de suporte social, reportaram maior influência sobre os resultados obtidos na tarefa de reconhecimento do faux pas. No geral, os resultados revelam que a execução em tarefas da ToM está intrinsecamente relacionada com os défices cognitivos relativos à esquizofrenia. Social cognition is an extended construct which involves several abilities, such as emotional perception, social perception and theory of mind and their impairment is related with schizophrenic disorder. Theory of Mind (ToM) is the ability that as much damage in this psychiatric disease. This theory incorporates the capacity of understanding mental states of others as different from others, and the capacity of making correct inferences about the content of those mental states. In the present study, a sample of 29 not imputable schizophrenic was tested at the level of damage in ToM, concerning socio – demographic variables, and prison context. The testing of ToM was made by using one task of firs-order false belief (Sally-Ann Test) and a social faux pas recognition test. Results reveal that schizophrenic individuals as a bigger rate in first-order false believe tasks. Variables that define social support measures, report a larger influence on data in the faux pas recognition test. Overall, data reveal that the executions in ToM tasks are intimately connected with cognitive impairments in schizophrenia.
  • Metrics
    0
    views in OpenAIRE
    308
    views in local repository
    127
    downloads in local repository

    The information is available from the following content providers:

    From Number Of Views Number Of Downloads
    Universidade do Minho: RepositoriUM 308 127
Share - Bookmark