Homicide in intimate relationships: the media construction of crime on men and women

Master thesis Portuguese OPEN
Alves, Bruno Ricardo Castro (2015)
  • Subject: Homicide in intimate relationships | Homicídio nas relações de intimidade | Double transgression | Femininity | Dupla transgressão | Feminilidade | Masculinidade | Masculinity | Cavalheirismo judicial | Judicial chivalry

Dissertação de mestrado integrado em Psicologia Atualmente o contacto com os meios de comunicação é inevitável, apresentando estes um papel marcante ao moldar a opinião pública sobre o crime, tanto no que concerne a ofensores como a vítimas. Assim, com este estudo pretende-se compreender até que ponto há uma culpabilização ou desculpabilização do agressor e até que ponto este problema de homicídio nas relações de intimidade é visto como um fenómeno individual ou como um problema de ordem pública. A metodologia utilizada consistiu na análise de conteúdo, manifesto e latente, de artigos noticiosos publicados no jornal Correio da Manhã entre janeiro de 2003 e maio de 2014. O corpus de análise contempla 59 casos de crimes de homicídio conjugal, na sua maioria perpetrados por homens (n = 38). Os principais resultados indicam que os homens são, geralmente, mais penalizados que as mulheres e que o homicídio quando cometido por eles é mais frequentemente enquadrado numa problemática de ordem pública. O homicídio cometido por mulheres é mais penalizado relativamente a outros homicídios nas relações de intimidade cometidos por outras mulheres, quando se aproxima do comportamento tradicionalmente associado ao masculino, sendo essencialmente visto como uma problemática de ordem pessoal. Nowadays the contact with the media is inevitable, taking such a remarkable role in shaping public opinion about crime, both in relation to offenders and victims. Thus, this study aims to understand if the offender is blamed or forgiven and if the problem of homicide in intimate relationships is seen as an individual phenomenon or as a public order problem. The methodology consisted of manifest and latent content analysis, of news articles published in the newspaper Correio da Manhã between January 2003 and May 2014. The corpus of analysis includes 59 cases of homicide in intimate relationships crimes, mostly perpetrated by men (n = 38). The main results indicate that men are generally more penalized than women and the homicide when committed by them is most often framed in a public order problem. The homicide committed by women is more penalized in relation to other homicides in intimate relationships committed by other women when approaching the traditional view associated with male behavior, being essentially seen as a personnel order problem.
  • References (50)
    50 references, page 1 of 5

    Carlyle, K., Slater, M., & Chakroff, J. (2008) Newspaper coverage of intimate partner violence: Skewing representations of risk. Journal of Communication, 58, 168-186.

    Carlyle, K., Scarduzio, J., & Slater, M. (2014). Media portrayals of female perpetrators of intimate partner violence. Journal of Interpersonal Violence, 29, 2394-2417. doi:10.1177/0886260513520231

    Chesney-Lind, M. (1997). The female offender. Girls, women and crime. Thousand Oaks: Sage Publications.

    Chimbos, P. (1978). Marital violence: a study of interspousal homicide. San Francisco: R&E Associates.

    Chimbos, P. (1998). Spousal homicides in contemporary Greece. International Journal of Comparative Sociology, 39(2), 213-223.

    Connel, R. (1987). Gender and power. Cambridge: Polity Press.

    Connell, R. (2005). Masculinities (2a ed.). Oakland, CA: University of California Press.

    Cunha, M. I. (1994). Malhas que a reclusão tece: Questões de identidade numa prisão feminina. Lisboa: Gabinete de Estudos Jurídico-Sociais do Centro de Estudos Judiciários.

    Dantas-Berger, S., & Giffin, K. (2005). A violência nas relações de conjugalidade: Invisibilidade e banalização da violência sexual?. Cadernos de Saúde Pública, 21(2), 417-425.

    Daly, K. (1989). Neither conflict nor labelling nor paternalism will suffice: Race, ethnicity, gender, and family in criminal court decisions. Crime & Delinquency, 35, 136-168.

  • Metrics
    0
    views in OpenAIRE
    214
    views in local repository
    93
    downloads in local repository

    The information is available from the following content providers:

    From Number Of Views Number Of Downloads
    Universidade do Minho: RepositoriUM 214 93
Share - Bookmark