Mazagão Velho: imagem-mundo de uma festa, um baile e suas máscaras

Master thesis Portuguese OPEN
DIAS, Ronne Franklim Carvalho (2009)
  • Publisher: Universidade Federal de Goiás
  • Subject: máscaras, identidade, cultura visual, aprendizagem, hibridismo | masks, identity, visual culture, learning, hybridism. | :LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::ARTES [CNPQ]

Esta pesquisa tem como objeto de estudo as máscaras da Festa de São Tiago de Mazagão Velho, no estado do Amapá. Realizada desde 1777 pelos moradores da cidade amapaense às margens do rio Mutuacá, a festa celebra a transferência da ex-colônia portuguesa da região de Dukkala, ao norte da África. Repleta de visualidades diversificadas, rituais e símbolos do catolicismo, a comunidade vive com intensidade suas manifestações culturais e religiosas. As máscaras ganham destaque durante um baile exclusivo para brincantes mascarados e, neste estudo, são analisadas como artefatos visuais a partir da perspectiva da cultura visual. A pesquisa visa construir interpretações sobre relações entre máscara e identidade, observando e discutindo processos de aprendizagem ligados à feitura e utilização das máscaras no contexto simbólico da festa. O trabalho investiga, também, os significados de prováveis pontos de infiltração, resistência e hibridização que as máscaras apresentam em decorrência da formação multicultural da comunidade e das influências do mundo globalizado. O texto é construído a partir de múltiplas interpretações dos colaboradores da pesquisa que, através de entrevistas abertas, revisitam e reconstroem histórias da memória oral e cultural da cidade This study has its focus on the masks of the feast of St. James of Mazagão Velho in the state of Amapá - Brazil. Held since 1777 by the residents of the city in the margins of the Mutuacá River, the feast celebrates the transfer of the former Portuguese colony from the Dukkala region, in the North of Africa. Full of rich and diversified visualities, rituals and symbols of Catholicism, the community lives with intensity its cultural and religious manifestations. The masks are distinguished during a ball exclusive for masked individuals and, in this study they are analyzed from the perspective of visual culture as visual artifacts. The research aims to build interpretations on the relations between mask and identity, observing and discussing the learning processes connected to the production and use of the masks in the symbolic context of the feast. The work also investigates the meanings of possible points of infiltration, resistance and hybridization that the masks present originated from a multicultural community formation and the influences of a global world. The text is built taking into consideration the multiple interpretations of the research participants that, through open interviews, recollect and reconstruct histories of the cultural and oral memory of the city
Share - Bookmark