OCORRÊNCIA NATURAL DE MICOTOXINAS EM MILHO (Zea mays L.) E SUA INFLUÊNCIA NO DESEMPENHO DE FRANGOS DE CORTE

Doctoral thesis Portuguese OPEN
Maurício Schneider Oliveira (2014)
  • Publisher: Universidade Federal de Santa Maria
  • Subject: frangos de corte | desempenho | segurança alimentar | micotoxina | fungos | MEDICINA VETERINARIA | fungi | mycotoxin | food safety | performance | broiler chickens

Fungos podem ser encontrados em toda a natureza e são de conhecida ocorrência na cultura do milho. Aqueles que possuem a capacidade de produzir substâncias tóxicas para humanos e animais, a partir de seu metabolismo secundário, denominam-se fungos toxígenos e os metabólitos produzidos são denominados micotoxinas. Devido a presença de diversas espécies fúngicas toxígenas na lavoura de milho, a ocorrência de um grande número de metabólitos é esperada. Além de ocorrerem em sua forma nativa, micotoxinas podem ocorrer na forma designada mascarada, resultado de alterações em sua estrutura ou de reações químicas com constituintes de plantas, tornando-as indetectáveis para as metodologias de análise convencionalmente empregadas. Em consequência aos prejuízos que as micotoxinas podem causar a saúde humana e animal, legislações estabelecendo limites máximos permitidos de contaminação em alimentos tem sido propostas, porém restritas a um pequeno número de micotoxinas, em parte devido a limitações analíticas e parte em decorrência da escassez de dados de ocorrência natural destes contaminantes na forma nativa e mascarada. Para avaliar a ocorrência de micotoxinas no milho, 148 amostras de milho foram coletadas nos estados pertencentes a região sul do Brasil. Todas as amostras estavam contaminadas com pelo menos 10 metabólitos fúngicos e a maior co-ocorrência detectada em uma mesma amostra foi 51 de compostos. Em todas as amostras de milho analisadas, foram detectadas pelo menos duas micotoxinas listadas na legislação brasileira (fumonisina B1 e fumonisina B2). Além da pesquisa das formas nativas de micotoxinas, foram realizadas análises para determinação de fumonisinas na forma mascarada. Setenta e duas amostras de milho foram analisadas e a concentração de fumonisinas mascaradas encontrada foi até duas vezes maior do que a concentração de fumonisinas na forma nativa. Ademais, uma correlação positiva (R=0.97) foi encontrada entre a concentração de fumonisinas na forma nativa e mascaradas. Baseado nesta correlação, foi gerado um modelo matemático de predição para estimativa da concentração de fumonisinas totais, baseado na medida de fumonisinas na forma nativa. Como consequência a constatação da co-ocorrência a diversas micotoxinas, o desempenho de frangos de corte submetidos a dietas contaminadas com materiais de cultivo fúngico foi avaliado. Peso corporal e conversão alimentar foram significativamente alterados aos 21 dias de experimento no grupo que recebeu dieta contendo maiores concentrações de ácido fusárico. As metodologias analíticas aplicadas permitiram uma primeira abordagem para estudo da co-ocorrência de micotoxinas na sua forma nativa e na forma mascarada em amostras de milho naturalmente contaminadas, coletadas na região sul do Brasil. O efeito negativo sobre o desempenho de frangos de corte observado, demonstrando que a co-ocorrência de micotoxinas do gênero Fusarium tem real impacto na avicultura e requer maior atenção das partes envolvidas. Fungi can be found everywhere in nature and are known occur in maize. Those which have the ability to produce substances toxic to humans and animals, from its secondary metabolism, are named toxigenic fungi and the metabolites produced are called mycotoxins. Due to the presence of various toxigenic fungal species in maize crop, the occurrence of a large number of metabolites is expected. Besides occur in native forms, mycotoxins can occur in the form called masked, a result of changes in structure or chemical reactions with constituents of plants, making them undetectable to the analytical methodologies conventionally employed. Due to the damage that mycotoxins can cause to human and animal health, laws establishing maximum permitted levels of contamination in food has been proposed, but restricted to a small number of mycotoxins, partly due to analytical limitations and partly in consequence of the lack of database of natural occurrence of these contaminants in the native and masked forms. To evaluate the occurrence of fungal metabolites in maize, 148 samples were collected in the South region of Brazil. All samples were contaminated with at least 10 fungal metabolites and the higher co-occurrence detected in the same sample was 51 metabolites. In all maize samples analyzed were detected at least two mycotoxins adressed by Brazilian law (fumonisin B1 and fumonisin B2). Besides the research of the native forms of mycotoxins, analysis for masked fumonisin were performed. Seventy two maize samples were analyzed and masked fumonisin concentration was found up to two times greater than the concentration of fumonisins in native form. Furthermore, a positive correlation (R = 0.97) was found between the concentration of native and masked fumonisin. Based on this correlation, a mathematical prediction model to estimate the concentration of total fumonisins, based on the concentration of native fumonisins was generated. After knowing the co-occurence of several fungal metabolites in maize, the performance of broilers chickens submitted to diets with fungal culture material was evaluated. Body weight and feed conversion were significantly altered after 21 days of experiment in the group receiving diet containing higher concentrations of fusaric acid. The analytical methodologies enabled a first approach to study the co-occurrence of mycotoxins in their native and masked forms in maize naturally contaminated, collected in the South region of Brazil. The negative effect on the performance of broilers chickens, demonstrating that the co-occurrence of Fusarium mycotoxins have real impact in poultry and requires greater attention of the parties involved.
Share - Bookmark