Informação, cidadania e inclusão digital : estudo de comunidade na Favela Santa Marta, Rio de Janeiro/RJ

Doctoral thesis Portuguese OPEN
Patrícia Mallmann Souto Pereira (2014)
  • Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • Subject: Inclusão digital | Information and citizenship | Cidadania | Digital inclusion | Favela Santa Marta (Rio de Janeiro, RJ) | Slum | Santa Marta slum | Communit's study | Discursive public sphere | Cultural citizenship | Information science

O tema desta tese é informação, cidadania e inclusão digital, num contexto de favela. Teve como objetivo geral: compreender como se dá a relação entre informação, cidadania e inclusão digital, tendo como campo empírico a favela Santa Marta, localizada na cidade do Rio de Janeiro/RJ. O marco teórico partiu de três conceitos principais: informação, cidadania e inclusão digital. A definição de informação adotada na pesquisa se fundamenta no paradigma social da área de Ciência da Informação. O conceito de cidadania é baseado em três dimensões: jurídico-política, que envolve direitos e deveres, com base em Marshall; cidadania cultural, que envolve sentimento de pertencimento e identidade cultural, com base em Cortina; e de participação, que se dá na esfera pública discursiva, com base em Habermas. A noção de inclusão digital é abordada como envolvendo acesso e apropriação das tecnologias de informação e comunicação (TICs) (sua incorporação no cotidiano) e, mais amplamente, um conjunto de três dimensões: digital, informacional e social. Os resultados ressaltam que a favela: possui um valor simbólico histórico e cultural marcante, o que lhe confere um status de comunidade; possui ampla possibilidade de acesso à internet, tendo telecentros, lan houses e sinal de internet wireless público; se configura num espaço físico de circulação de informação, tendo a prática informacional do “boca a boca” como uma das mais eficazes; exerce a discussão pública de construção da cidadania em duas esferas públicas, uma física (em praça pública) e uma virtual (basicamente via Facebook); possui instituições e grupos de representação comunitária e projetos sociais, responsáveis pela circulação de informação para o exercício e a construção da cidadania. Conclui que a relação entre informação, cidadania e inclusão digital se dá pela articulação comunitária promovida por lideranças locais, que se valem da informação como ponto de partida, tanto física como virtualmente. The theme of this thesis is about information, citizenship and digital inclusion in a slum. General goal: understanding the relationship between information, citizenship and digital inclusion. Santa Marta slum was chosen as the object of the study, which is located in the city of Rio de Janeiro/RJ. The theoretical framework set out three main concepts: information, citizenship and digital inclusion. The definition of information adopted in the thesis is based on the social paradigm of Information Science area. The concept of citizenship is based on three dimensions: legal and policy that involves rights and duties, based in Marshall; cultural citizenship, which involves feelings of belonging and cultural identity, based in Cortina; and participation, which occurs in discursive public sphere, based on Habermas. The digital inclusion’s concept is approached as involving access and appropriation of ICTs (its incorporation in daily life) and, more broadly, a set of three dimensions: digital, informational and social. The results accentuate that the slum: has a distinctive historical and cultural symbolic value, giving it a status of community; has extensive possibility of internet access, with telecenters, lan houses and public wireless internet; configures itself as a physical space of circulation of information and informational practice of "word of mouth" as one of the most effective; exercises a public discussion of the construction of citizenship in two public spheres, a real (in public spaces) and virtual (basically via Facebook); owes institutions and groups of community representation and social projects, responsible for the circulation of information for the citizenship. The conclusion is that the relationship between information, citizenship and digital inclusion is promoted by communication from local community leaders, who use information as a starting point, the physical and virtual formats.
Share - Bookmark