Das sobras à indústria da reciclagem: a invenção do lixo na cidade - Uberlândia-MG 1980-2002

Doctoral thesis Portuguese OPEN
Couto, Ana Mágna Silva (2006)
  • Publisher: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
  • Subject: Lixo na cidade | Reaproveitamento (Sobras, refugos, etc) | Lixo -- Eliminacao -- Uberlandia, MG | :CIENCIAS HUMANAS::HISTORIA [CNPQ]

Esta pesquisa buscou problematizar as relações vividas em torno do lixo, na cidade de Uberlândia-MG, ao longo dos anos de 1980 a 2002. A questão do lixo constitui assunto vasto e complexo. Como problemática do espaço e do viver urbanos, o lixo pode ser apreendido, entre outras coisas, como empreendimento/negócio, trabalho/sobrevivência e, também, no que se refere ao governo municipal, problema da administração pública e da política. Propusemo-nos a lidar com o lixo como objeto de análise histórica, problema social e político, nova maneira de trabalhar e de sobreviver, fator com implicação direta na vida das pessoas. A documentação analisada contribuiu para decifrar algumas transformações que se inscrevem em diversos espaços, possíveis de ler nas diferentes formas de lida e apropriação dos restos. Registros que traduzem o modo como a visão sobre o lixo veio modificando-se, delineando um processo histórico em que as relações estabelecidas com ele revelam profundas mudanças no corpo da cidade e na sensibilidade de seus moradores. Nesse caminho, as alternativas e soluções que se encontram, para dar um destino aos restos que a cidade produz, articulam-se à instituição dos lugares de lixo, contribuindo para evidenciar importantes aspectos da vida urbana determinados hábitos da população e limites de normas e leis, que, por vezes, deixavam de ser observados até mesmo pelos órgãos públicos. Ao percorrer uma cartografia desenhada pelos restos, tomamos consciência das hierarquias e contradições sociais que eles contribuem para desnudar. Num curto período de tempo, a problemática do lixo assume diferentes dimensões e crescente complexidade: de uma questão ambiental e de saúde pública a sua institucionalização como mercadoria. O gerenciamento dos restos delineia não apenas novas ingerências da sociedade, tanto sociais quanto políticas, como também uma percepção de que da exploração do lixo é possível se auferir lucro This researchs sought problemas of relationship of living around the trash, in the city of Uberlandia-MG, for the years of 1980 thru 2002. The question of the trash constituted complex and vast matter. As problematics of the space and of live urban, of trash can be learned, between other things, as empreendiment /negotiate, work/survive and as well in what refers, to the municipal government, problem of the administration public and of the political. We proposed ourselves to deal with trash as object of analyzes history, social problem and political, new way to Work and to survive, factor with implication strainght the life off the people. A document contributed for deciphering some transformation that Itself inscribes In the space possible of to read in the different forms of handles and apropriation of the remainders. Register that will translate lhe way to look at the trash history in that the relationship established with him reveals deep changes in the body of city and in the sensibility of his inhabitantes. In that road, the alternatives and solution that be found for give, a fale to the remainders that the city produces, articulates itself to Institution of the places of trash, contributing for evindential important aspects of the urban life - determined habits of the population and limits of norms and laws, that for times, left of to be observed keeps even by the organizations publics. Upon studing a plan designed by the contradict social,that they contribute for disobey. In a short period of time, a problematic of the trash assumes different dimentions and growing complexity: of a question environmental and of health public to his institutionalization as merchandise. The management of the remainders delineate not barely new instruction of the society, so much social as much as political, like a perception of the exploration of lhe trash and possibility itself to earn profit
Share - Bookmark