Acesso a cargos de autoridade: e a mulher, como vai? Um estudo sobre segregação ocupaciopnal por gênero na região metropolitana de Belo Horizonte

Doctoral thesis Portuguese OPEN
Sirlei Lopes Bastos (2010)
  • Publisher: Universidade Federal de Minas Gerais
  • Subject: Sociologia Teses. | Estratificação social Teses. | Mercado de trabalho Teses.

A presente tese concerne o exame dos determinantes do acesso a cargos de autoridade para homens e mulheres alocados no mercado de trabalho na Região Metropolitana de Belo Horizonte a partir das abordagens da teoria do capital humano, teorias do mercado segmentado, estruturalistas e abordagens sociológicas e feministas de gênero e do patriarcado. As abordagens utilizadas oferecem suporte para as seguintes questões de pesquisa: a) O que determina a posição de homens e mulheres, comparativamente, no mercado de trabalho, em cargos de autoridade? b) O gênero pode ser considerado o maior determinante do acesso a cargos de autoridade? c) Qual é a capacidade explicativa da escolaridade para o acesso a cargos de autoridade? Para responder as estas questões, a proposta é analisar os determinantes da situação ocupacional em cargos de autoridade para a Região Metropolitana de Belo Horizonte. Os dados utilizados são oriundos do BH Survey 2002. As técnicas estatísticas baseiam-se no método de Regressão Logística Multinomial com suporte do Programa SPSS (Statistycal Package for Social Science) versão 13.0. Concluo este estudo, identificando em que situação ocupacional no mercado de trabalho se encontra o maior impacto de gênero e da escolaridade. Os investimentos femininos em educação não se traduziram em uma maior equidade no que tange ao acesso a postos mais altos ou em melhores recompensas. Para a ocupação em cargos de autoridade, sua determinação, reflete ainda concepções sexistas da divisão de papéis e atribuições. O papel da educação conforme postulado pela teoria do capital humano é mais efetivo no acesso a cargos de autoridade, mostrando um efeito positivo e estatisticamente significativo. O gênero por sua vez, mostrou efeito positivo e estatisticamente significativo em todas as equações, sendo que o efeito é sempre maior quando se considera a situação de ocupação em cargo de autoridade. Sendo o acesso a cargos de autoridade um aspecto da inserção ocupacional consubstanciado a um conjunto de fatores, dentre os quais estes foram os mais expressivos. Não obstante o valor explicativo de variáveis como a idade, a raça, o estado civil e filhos, é o gênero que mais se mostrou com efeito aditivo ao modelo de capital humano. This thesis concerns the examination of the determinants of access to positions of authority allocated to men and women in the labor market in the metropolitan region of Belo Horizonte from the approaches to human capital theory, theories of segmented market, structuralist and feminist and sociological approaches gender and patriarchy. The approaches used to support the following research questions: a) What determines the position of men and women, comparatively, the labor market in positions of authority? b) The genus can be considered the greatest determinant of access to positions of authority? c) What is the explanatory power of education to access to positions of authority? To answer these questions, the proposal is to analyze the determinants of occupational status in positions of authority for the metropolitan region of Belo Horizonte. The data used come from the BH Survey 2002. Statistical techniques are based on the method of Multinomial Logistic Regression with Support SPSS (Statistycal Package for Social Science) version 13.0. I conclude this study by identifying occupational situation where the labor market is the biggest impact of gender and schooling. The investments in female education did not translate into greater equity in terms of access to higher ranks or better rewards. For the occupation in positions of authority, his determination, still reflects sexist conceptions of the division of roles and responsibilities. The role of education as postulated by the theory of human capital is more effective access to positions of authority, showing a positive and statistically significant. The genre in turn, showed positive and statistically significant in all equations, and the effect is always larger when considering the situation of occupation in positions of authority. Since access to positions of authority one aspect of the occupational embodied a set of factors, among which the most significant were these. Notwithstanding the value of explanatory variables such as age, race, marital status and children, is the genre that best showed additive effect with the human capital model.
Share - Bookmark