Caracterização do material particulado atmosférico (MP1,0 e MP 2,5) quanto ao conteúdo iônico inorgânico em ambientes aberto e fechado

Master thesis Portuguese OPEN
Flávia Augusta Marquezini (2012)
  • Publisher: Universidade Estadual de Londrina. Centro de Ciências Exatas. Programa de Pós-Graduação em Química.
  • Subject: Química atmosférica | Íons - Concentração | Ânions - Análise cromatográfica | Ar - Qualidade - Normas | Ar - Poluição | Atmospheric chemistry | Ions | Concentration | Anions | Chromatographic analysis | Air quality | Standards | Air | Pollution

Amostras de material particulado atmosférico fino (MP2,5 e MP1,0) foram coletadas em Londrina/PR e Assis/SP e analisadas com o objetivo de investigar a correlação existente entre espécies iônicas solúveis provenientes de fontes antrópicas (nitrato e sulfato). Íons secundários como cloreto, nitrato e sulfato foram medidos utilizando a cromatografia de íons. As razões NO3-/SO42- foram determinadas para os locais amostrados. No ambiente fechado impactado por frota veicular utilizando etanol/gasolina, a razão NO3-/SO42- foi >1 para MP1,0 e MP2,5 indicando a assinatura das emissões veiculares atuais. Razões < 1,0 foram obtidas para o MP1,0 em Londrina e em Assis sugerindo a contribuição de fontes estacionárias. Os dados obtidos nos locais abertos em Londrina e Assis mostraram que cloreto, nitrato e sulfato podem ter mecanismos de formação ou remoção distintos dependendo da fração de tamanho do MPA. O cálculo das razões NO3-/SO42- e das correlações entre as espécies no MPA secundário foram coerentes, mostrando que a ferramenta NO3-/SO42- pode ser aplicada para inferir sobre fontes de contaminantes atmosféricos e contribuindo para futuras discussões sobre nova regulamentação de padrões de qualidade do ar. Atmospheric fine particulate samples (PM1,0 and PM2,5) were collected in Londrina/PR and Assis/SP and analysed with the objective to investigate the correlation of soluble ionic species from anthropogenic sources (nitrate and sulfate). Secondary ions such as chloride, sulphate and nitrate were measured using ion chromatography. The mass ratios NO3-/SO42- were determined for the sampled locations. In indoor environment impacted by vehicular fleet using ethanol/gasoline, the ratios NO3-/SO42- was > 1 to PM1,0 and PM2,5 indicating the current vehicular emission signature. Mass rate < 1 were obtained for MP1,0 in Londrina and Assis suggesting the contribution of stationary sources. The data obtained from open locations in Londrina and Assis showed that chloride, nitrate and sulfate could have distinct formation or removal mechanisms depending on the size fraction of the fine PM. The ratios NO3-/SO42- and correlations species in the secondary fine PM are consistent, showing that the mass ratios can be applied to infer about atmospheric contaminant sources and contributing to future discussions on new air quality standard legislation.
Share - Bookmark