A eficiência da semeadura direta para a revegetação de uma jazida de cascalho na fazenda Água Limpa, APA Gama Cabeça de Veado, Brasília, DF

Master thesis Portuguese OPEN
Santos, Larissa Carolina Amorim dos (2011)

A recuperação de áreas degradadas pela mineração é um processo lento e oneroso. O plantio de mudas nativas tem sido a maneira mais comum de se revegetar áreas mineradas. Uma alternativa a esse método é a semeadura direta no substrato exposto. Redução de custo, incentivo aos processos de regeneração natural, maior diversidade de espécies e menor manutenção são algumas vantagens desse método. Este trabalho, portanto, visou à avaliação do sucesso do estabelecimento de espécies arbóreas nativas do Cerrado em uma jazida de cascalho. Para isso foram instalados três experimentos, na Fazenda Água Limpa, Universidade de Brasília, DF. Os experimentos foram instalados nos anos de 2006 e 2007, e foram acompanhados até aproximadamente os seis meses após a semeadura. Foram utilizadas oito espécies nativas do cerrado (Hymenaea stigonocarpa, Enterolobium gummiferum, Enterolobium contortisiliqum, Copaifera langsdorffii, Curatella americana, Solanum lycocarpum, Eugenia dysenterica e Cybistax antisyphilitica). Foram testados no primeiro experimento duas profundidades de covas e seis tipos adubações. No segundo experimento foram testados protetores físicos de germinação, e por fim no terceiro experimento foi testado o efeito alelopatico da Solanum lycocarpum. Após os 6 meses da semeadura, a área foi abandonada, não sofrendo nenhum tipo de manutenção. No ano de 2009, foi realizada a nova mensuração da altura e do diâmetro dos indivíduos sobreviventes com o intuito de avaliar o desenvolvimento das espécies e o efeito dos tratamentos em longo prazo. Conclui-se no primeiro experimento que não houve diferenças significativas entre a utilização de diferentes profundidades de covas na sobrevivência e altura das plântulas de Hymenaea stigonocarpa, Enterolobium gummiferum e Copaifera langsdorffii. No segundo experimento os concluiu-se que protetores elevaram germinação das espécies Enterolobium contortisiliquum e Copaifera langsdorffi em 57%. No terceiro experimento, Solanum lycocarpum não apresentou influência no estabelecimento de Eugenia dysenterica e Curatella americana. Das oito espécies utilizadas nos experimentos somente Cybistax antisyphilitica, não se estabeleceu nos plantios. _______________________________________________________________________________ ABSTRACT The reclamation of degraded areas by mining is slow and costly. Introducing native plants trees on spoils has been the most common way to deal with the problem. An alternative to this is directly sowing native species on exposed spoils. Cost reduction, encouraging natural regeneration processes, greater diversity of species and less maintenance are some advantages of such a proposal. This study aimed to assess the success of the establishment of Cerrado native tree species in area degraded by mining. Three experiments were installed in the à gua Limpa Farm of the University of Brasília, Brazil. The experiments were conducted for six months between 2006 and 2007. Eight tree species were used in the experiments (Hymenaea stigonocarpa, Enterolobium gummiferum, Enterolobium contortisiliqum, Copaifera langsdorffii, Curatella americana, Solanum lycocarpum, Eugenia dysenterica e Cybistax antisyphilitica). The first experiment tested two different depths for tree holes and six mixes of fertilizers. The second experiment tested shelters germination efficiency. Finally the third experiment tested the allelopathic effect of Solanum lycocarpum on other native tree species. Data were collected up to three years after sowing and results have showed no significant effect of tree hole depths on the germination, survival, and height development of Hymenaea stigonocarpa, Enterolobium gummiferum, Copaifera langsdorffii. The second experiment has showed seed shelters increased germination and survival for Enterolobium contortisiliquum and Copaifera langsdorffi up to 57% of sown seeds. The third experiment has concluded that Solanum lycocarpum presented any effect on the establishment of Eugenia dysenterica and Curatella americana. Out of the eight species used in the experiments only Cybistax antisyphilitica did not establish in the area.
Share - Bookmark