Utilização do Eazi-Breed CIDR, novo e reutilizado, em protocolos longos e curtos para sincronização do estro e da ovulação em ovelhas

Master thesis Portuguese OPEN
Espedito Vieira do Nascimento Filho (2009)
  • Publisher: Universidade Federal Rural de Pernambuco
  • Subject: Progesterona | Prenhez | Ovelha Santa Inês | Inseminação artificial | Reprodução animal | MEDICINA VETERINARIA | Artificial insemination | Progesterone | Sheep

Foram conduzidos dois experimentos para avaliar a utilização do Eazi-Breed CIDR novo e reutilizado em protocolos longos e curtos na sincronização do estro e da ovulação em ovelhas. No primeiro estudo avaliou-se o desempenho reprodutivo de ovelhas em programa de inseminação artificial em tempo fixo com protocolo curto (cinco dias) e longo (doze dias) de progesterona na sincronização do estro e da ovulação. Foram utilizadas 48 ovelhas distribuídas aleatoriamente em dois grupos experimentais GC e GL. As ovelhas foram tratadas com Eazi-Breed CIDR, por cinco dias no GC (n=24) e por 12 dias no GL (n=24). No momento da retirada do dispositivo todas as fêmeas dos grupos receberam, por via intramuscular 12,5 mg Dinoprost Trometamina e 300 UI de eCG. Todas as fêmeas foram inseminadas em tempo fixo por via transcervical 50 horas após a retirada do dispositivo. As sincronizações do estro ocorreram em 100,0% das ovelhas e o diagnóstico de gestação foi realizado no 30 dia após a inseminação, no entanto, a taxa de prenhez foi de 33,30% no GC e 41,70%% no GL, não sendo observado diferença estatística (P>0,05). Os resultados permitem concluir que os protocolos curtos e longos utilizando Eazi-BreedCIDR são satisfatórios na sincronização do estro em ovelhas para inseminação artificial em tempo fixo, porém, baixa taxa de prenhez. No segundo experimento, teve-se o objetivo de avaliar o efeito da reutilização de implantes intravaginais sobre a prenhez de ovelhas. Foram utilizadas 55 ovelhas da raça Santa Inês. Estas foram distribuídas aleatoriamente em três grupos experimentais sendo GI (Eazi-Breed CIDR em primeiro uso) e GII (Eazi- Breed CIDR em segundo uso) por um período de cinco e 12 dias e GIII (Eazi-Breed CIDR em terceiro uso), durante cinco dias. As ovelhas foram tratadas com um dispositivo de progesterona Eazi Breed CIDR inserido na porção anterior da vagina e após a retirada do implante, aplicou-se Gonadotrofina Coriônica Eqüina, na dose de 300UI e 12,5 mg de Dinoprost Trometamina, ambos pela via intramuscular. A sincronização do estro ocorreu em 100,0% das ovelhas em todos os grupos GI, GII e GIII. O diagnóstico de gestação através da ultra-sonografia foi realizado aos 30 dias após a cobertura e a taxa de prenhezdos grupos GI foi de 82,0 e 91,0%, GII 91,00% para os dois tratamentos e no GIII de 82,00% não sendo observado diferenças estatísticas (P>0,05). Os resultados permitem concluir que os protocolos curtos e longo com Eazi-Breed CIDR reutilizado é satisfatório no desempenho reprodutivo de ovelhas mestiças da raça Santa Inês. Two experiments were conducted to evaluate the use of Eazi-Breed CIDR new and reused in long and short protocols in synchronization of estrus and ovulation in ewes. The first study evaluated the reproductive performance of ewes in the program of fixed-time artificial insemination protocol with progesterone protocol on short (five days) and long (twelve days) of progesterone in the synchronization of estrus and ovulation. 48 sheep were used randomly in two experimental groups and GC GL. Ewes were treated with Eazi- Breed CIDR, for twelve days in the CG (n = 24) and five days in GL (n = 24). Upon removal of the device all the females of the groups received, by intramuscular 12.5 mg dinoprost tromethamine and 300 IU of eCG. All females were inseminated at fixed time by transcervical 50 hours after removal of the device. The synchronization of estrus occurred in 100% of the sheep and the diagnosis of pregnancy was performed at 30 days after insemination, however, the pregnancy rate was 33.3% and 41.7% in the GC% in the GL, not being observed statistical difference (P> 0.05). The results show that the protocols using short-and long Eazi-Breed CIDR are satisfactory in synchronization of estrus inewes for artificial insemination in fixed time, but low rate of pregnancy. the second experiment, has been to evaluate the effect of re-use of intravaginal implants on the pregnancy of sheep. 55 sheep were used in Santa Inês breed. These were distributed randomly into three experimental groups and GI (Eazi-Breed CIDR in the first use) and GII (Eazi-Breed CIDR in the second use) for five and 12 days and GIII (Eazi-Breed CIDR in the third use) for five days. Ewes were treated with an progesterone Eazi Breed CIDR inserted in the anterior portion of the vagina and after implant removal was applied 300UI of equine chorionic gonadotropin, and 12.5 mg of tromethamine dinoprost, both through intramuscularly. Synchronization of estrus occurred in 100% of ewes in all groups GI, GII and GIII. The diagnosis of pregnancy by ultrasound was performed at 30 days after the coverage and rate of pregnancy of the GI was 82 and 91%, GII 91% for both treatments and in GIII 82% not being observed differences statistics (P> 0.05). The results show thatthe protocols with short and long Eazi-Breed CIDR reused is satisfactory in the reproductive performance of crossbred sheep of Santa Inês.
Share - Bookmark