Caracterização de íons majoritários presentes no material particulado gerado por combustão de motores do ciclo diesel

Master thesis Portuguese OPEN
Regis, Ana Carla Dias (2011)
  • Subject: Combustíveis diesel - Poluição | Poluição - Aspectos ambientais | Ar - Poluição | Biodiesel - Poluição | Íons majoritários

92 f. Atualmente, tanto a necessidade de melhor compreensão dos mecanismos de formação de partículas atmosféricas quanto os efeitos do MPA no ambiente e na saúde humana, geram uma busca por espécies químicas que possam ser usadas como marcadores de fontes e/ou precursores de material particulado. Dentre estas, encontram-se os íons majoritários (formiato, acetato, oxalato, succinato, F-, Cl-, NO3-, SO42-,PO43-, dentre outros), estes podem ser representantes tanto de poluição atmosférica primária como secundária, associados principalmente a cátions de origem crustal (Na+, K+, NH4+, Mg2+ e Ca2+). Tais íons podem ser encontrados no material particulado e são relacionados como indicadores para estimar a situação de poluição atmosférica de uma dada região. Sendo, assim, o objetivo deste trabalho foi avaliar a influência do teor de biodiesel nas emissões de íons majoritários presentes no material particulado (MP). Para tanto, foi realizada primeiramente amostragem de PM1 proveniente da queima de misturas binárias diesel/biodiesel (B4, B50) e biodiesel puro (B100) em motor do ciclo diesel, acoplado a um dinamômetro estacionário / sistema de diluição a volume constante (CVS). Além disso, foram coletadas amostras no principal terminal de ônibus da cidade de Salvador – Estação da Lapa. A análise das amostras coletadas na estação de ônibus mostra que as concentrações de maior parte dos íons presentes no MP foram maiores nos períodos onde há o maior fluxo de ônibus e de pessoas. Íons como sulfato, lactato, propionato, succinato, oxalato, formiato, magnésio, cálcio, sódio e cloreto apresentaram elevadas concentrações em períodos que a circulação de ônibus e pessoas era intensa. Comparativamente as emissões da LAPA se assemelham muito com as do motor em bancada dinanométrica, isso ratifica a sugestão de maior contribuição da emissão veicular na estação. A partir das concentrações dos íons emitidos pela queima das misturas combustíveis, nota-se três grupos distintos de comportamento, à medida que a proporção de biodiesel aumenta: aqueles que tiveram diminuição em sua concentração (sulfato, cálcio, succinato e magnésio) aqueles que tiveram aumento em sua concentração (potássio, fosfato, sódio, nitrato e amônio), e aqueles que não apresentaram tendência definida (fluoreto, formiato, oxalato, lactato e cloreto). A emissão total dos íons majoritários presentes nas misturas xvii diminuiu significativamente com o aumento percentual de biodiesel isso poderia a princípio representar um ganho do ponto de vista ambienta
Share - Bookmark