Atividade antimicrobiana do extrato alcoólico do fruto da Caesalpinia ferrea Mart

Master thesis Portuguese OPEN
Tomaz, Klívio Loreno Raulino (2010)
  • Publisher: Universidade Federal Rural do Semi-Árido
  • Subject: Caesalpinia ferrea | halo de inibição | fitoterapia | mastite bovina | inhibition halo | mastitis bovine | :CIENCIAS AGRARIAS::ZOOTECNIA::PRODUCAO ANIMAL [CNPQ]

O tratamento usual da mastite bovina é realizado com administração de antimicrobianos, que muitas vezes, promovem a resistência bacteriana a esses compostos. Medicamentos fitoterápicos têm sido utilizados, porém nem todas essas opções apresentam comprovação científica acerca da eficácia de ação contra os agentes causadores da enfermidade. O objetivo desse estudo foi avaliar a atividade antimicrobiana do extrato alcoólico do fruto da Caesalpinia ferrea Mart. frente a bactérias causadoras de mastite bovina. O estudo foi dividido em dois experimentos sequenciais. No experimento I, avaliou-se o potencial da atividade antimicrobiana da solução aquosa líquida (extrato 1) e liofilizada (extrato 2) do resíduo etanólico fracionado com clorofórmio e solução aquosa do resíduo etanólico liofilizado (extrato 3) frente doze bactérias selecionadas (quatro cepas padrão e oito cepas de campo), como triagem para o experimento seguinte. No experimento II, utilizando a mesmas bactérias do experimento anterior, avaliou-se o potencial da atividade antimicrobiana do extrato que obteve melhor resultado no experimento I, em oito diluições. Esse estudo foi desenvolvido através da técnica do poço e em triplicatas. No experimento I, os resultados indicaram que 91,66% das bactérias analisadas não apresentaram diferença estatística para a atividade antimicrobiana entre os três extratos, constatando que o processo de liofilização não alterou o potencial da atividade antimicrobiana dos extratos 2 e 3. No experimento II foi utilizado o extrato 1 e os resultados indicaram que o halo de inibição antimicrobiana diminui com o aumento da diluição do extrato, e que as bactérias isoladas de vacas com mastite apresentaram uma resposta menor em relação as bactérias padrão. A Caesalpinia ferrea apresentou atividade antimicrobiana potencial que sugere novas avaliações experimentais a fim de avaliar a toxicidade, sendo uma possível opção terapêutica para ensaios biológicos in vivo no controle da mastite bovina. Routine treatment for bovine mastitis is the use of antimicrobials that often promote bacterial resistance to these compounds. The use of phytoterapic medicaments have been growing in the last decade. However, many of these therapeutic options have no scientific evidence of its action efficiency against disease causing agents. The present work aimed to evaluate the antimicrobial activity of the alcoholic extract Caesalpinia ferrea Mart. fruit against bovine mastitis bacteria. The study was divided into two sequential experiments. Experiment I evaluate the potential of antimicrobial activity of the liquid aqueous solution (extract 1) and lyophilized (extract 2) of the ethanolic residue fractioned with chloroform and the aqueous solution of the ethanolic lyophilized residue (extract 3) against twelve selected bacteria (four standard and eight field strains), as a screening method for the following experiment. Experiment II used the same strains in the previous trial and evaluates the antimicrobial activity of the best extract in experiment I in eight dilutions. This study was performed using the well technique and in triplicate. Results from Experiment I report that 91.66% of the analyzed bacteria showed no statistical difference among the three extracts and confirms that the lyophilization process did not alter the antimicrobial activity of the extract 2 and 3. Extract 1 was used in Experiment I, results indicated that the antimicrobial inhibitory halo diminishes when extract dilution increases and bacteria isolated from bovine mastitis showed a minor response compared to the standard bacteria. Caesalpinia ferrea fruit extract reveals potential antimicrobial activity and a possible therapeutic option to biological assays in vivo in the bovine mastitis control.
Share - Bookmark