Características da estratégia de cooperação na cadeia de fornecimento da indústria automotiva do Rio Grande do Sul

Master thesis Portuguese OPEN
Janaina Passuello Ruffoni (1999)
  • Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • Subject: Parceria : Fornecedor : Autopeças : Rio Grande do Sul [Indústria automobilística]

Os acordos cooperativos são considerados uma nova forma de organização industrial que vem sendo bastante utilizada nos últimos anos. A realização de acordos de cooperação pode ser explicada a partir da Teoria dos Custos de Transação. Na indústria automotiva, especificamente, a formação de acordos de cooperação é apontada como uma estratégia adequada, devido às características da cadeia de produção, que exigem uma relação mais próxima entre as empresas e maior capacidade competitiva. O objetivo deste trabalho é identificar a característica da estratégia de cooperação das empresas da cadeia de fornecimento da indústria automotiva do Rio Grande do Sul. De acordo com a análise dos dados, observou-se que um quarto das empresas da Cadeia Automotiva do Rio Grande do Sul possui acordos de cooperação, sendo esses, principalmente, dos tipos joint P&D e cliente-fornecedor. Os principais parceiros são as empresas estrangeiras, nacionais e universidades nacionais. A maioria dos acordos, segundo a pesquisa, estão apresentando resultados positivos para as empresas gaúchas. Cooperation agreements are a new type of industrial organization which have been largely used in the last decades. The cooperation agreements strategy can be explained through the Transaction Costs Theory. In the automotive industry the cooperation agreements strategy is considered the most suitable, due to the production chain characteristics that demands an efficient supply and a greater competitive capacity. This dissertation aims at identifying the cooperative strategy characteristics of automotive supply chain of Rio Grande do Sul, Brazil. The data analyses indicate that one quarter of these firms decided for the strategy cooperation. The data show that the usual types of agreements are the joint R&D and the consumer-supplier. The partners are foreign and Brazilian firms, as well as local universities. The majority of these agreements have resulted in benefits for local firms.
Share - Bookmark