Perfume de mulher : riso feminino e poesia em Casina

Master thesis Portuguese OPEN
Carol Martins da Rocha (2010)
  • Subject: Casina - Critica e interpretação | Mulheres no teatro | Metateatro | Literatura latina | Produção de significado | Casina | Metatheater | Women in theater | Latin literature

Resumo: A peça Cásina (Casina), provável produção do fim da carreira do poeta romano Tito Mácio Plauto (III-II a.C.), carece de observação mais atenta no cenário mais recente dos estudos sobre o autor. É notável que essa comédia, ao que saibamos, não tenha recebido anteriormente tradução em nosso país, sobretudo porque um passar de olhos pelas intrigas e confusões da peça, já nos revela uma infinidade de aspectos da poesia plautina. Em muitos casos se trata de características sutis, muitas das quais têm passado despercebidas para a maioria dos críticos, que notaram sobretudo brincadeiras mais explícitas ali presentes, envolvendo inclusive travestimento e referências a partes pudicas. Como pretendemos ressaltar, outros recursos humorísticos e poéticos abundam em Cásina: desde o próprio nome dos personagens até passagens em que podemos notar teatro dentro do teatro (fenômeno tratado mais recentemente como ?metateatralidade?). A trama, mesmo que típica do drama plautino, constrói-se de tal maneira a destacar de modo especial personagens que em outras peças não recebem tanto realce: as mulheres. Seja no papel da típica matrona plautina (esposa ciumenta), seja num papel contrário (a esposa submissa), seja ainda, na inventividade da escrava, ou até mesmo, na figura de uma falsa mulher, os personagens femininos de Cásina chamam a atenção dos leitores modernos, e, provavelmente, também cativariam o público da época. Nossa tradução e análise da peça buscam, entre outros resultados, proporcionar a percepção de tais efeitos humorísticos e póeticos. Para tanto será necessário observar fatores distintos: possíveis interferências pós-plautinas (pressupostas a partir do prólogo); aspectos de teatro dentro do teatro presentes no texto; o tratamento cauteloso da linguagem plautina Abstract: The play Casina (Casina), probably a production of the end of the Roman poet's career Titus Maccius Plautus (III-II b. C.), lacks a more exhaustive observation in the recent scenario of the studies about the author. It is noteworthy that, as far as I know, this comedy hadn't received any translation in our country, above all because a look over to the Casina's intrigues and confusions may reveal an infinity of instigating aspects of Plautine poetry. In many cases, subtle characteristics haven't received a proper treatment by the critics that have noted above all tricks more explicit there, involving cross-dressing and references to chaste parts. As I intend to highlight, other humorous and poetics resources also abound in Casina: since the speaking names of the characters until passages where one may note play-within-the-play (phenomenom treated more recently as ?metatheater?). The plot, although typical in the Plautine drama, is built in such a way that emphasizes specially characters that in other plays don't receive much attention: the women. As the typical Plautine matrona (the jealous wife) or in an opposite role (the submissive wife), or, in the inventivity of the female slave, or even in the image of a false woman, the feminine characters of Casina drawn attention of the modern readers and, probably, should have delighted the public of the Plautine epoch. The translation and analysis here proposed aim, among other results, to provide the perception of such humorous and poetics effects. In order to accomplish this task it will be necessary to observe different elements: possible post-Plautine interventions (noted from the prologue); aspects of play-within-the-play noticeable in the text; the cautious treatment of the Plautine language
Share - Bookmark