Consumo alimentar e estilo de vida: um estudo longitudinal com estudantes universitários

Doctoral thesis Portuguese OPEN
Gabrielle Aparecida Cardoso (2016)
  • Publisher: Universidade de São Paulo
  • Subject: Consumo alimentar | Consumo fora do domicílio | consumption outside the home | Estado nutricional | Estudantes universitários | Estudo longitudinal | food consumption | longitudinal study | nutritional status | university students | Ciência e Tecnologia de Alimentos

A universidade é um local de aprendizagem no qual conhecimento acadêmico, social e cultural permeia a relação entre os estudantes, onde estes terão a oportunidade de vivenciar diferentes situações durante o curso. A maior preocupação é como esta experiência influenciará o estado nutricional com a possível mudança dos hábitos cotidianos, como abuso de bebidas alcoólicas, uso irrestrito de suplementos vitamínicos e alimentares e a alimentação inadequada. O consumo alimentar de universitários foi o foco desta pesquisa que teve como objetivo geral identificar as principais mudanças do consumo de alimentos/ bebidas e estilos de vida por meio de estudo de coorte, envolvendo estudantes ingressantes nos cursos de graduação da Escola Superior de Agricultura \"Luiz de Queiroz\" - ESALQ/USP, e como objetivos específicos desenvolver, validar e aplicar um instrumento com a finalidade de identificar medidas comportamentais relacionadas aos hábitos de consumo alimentar, atividade física, situação socioeconômica e relacionar as informações obtidas ao estado nutricional do estudante; descrever o consumo dentro e fora do domicílio. Participaram da pesquisa estudantes com idade entre 18 e 30 anos. Um questionário foi aplicado juntamente com a avaliação antropométrica para mensuração do peso, altura e classificação do estado nutricional por meio do Índice de Massa Corporal (IMC). Este protocolo foi repetido após 8 meses de curso para que fosse identificada a situação do estado nutricional de cada indivíduo relacionada às mudanças do comportamento alimentar. Os dados coletados foram armazenados em base de dados no Microsoft Excel, sendo analisados por meio do Statistical Analysis System. Os dados quantitativos foram expressos em média e desvio-padrão (DP) com cálculos de intervalos de confiança de 95%. O teste do qui-quadrado foi utilizado para comparar a distribuição da prevalência de sobrepeso e obesidade quanto à variável sexo, associando-se ao IMC. Foi utilizado o coeficiente de correlação intraclasse de Pearson para verificação de concordância entre peso e altura aferidos e referidos. Foi realizada análise de regressão múltipla para identificação da mudança de consumo entre as fases, assim como para peso corporal. Utilizou-se o nível de significância de 5%. Observaram-se entre as duas fases quantidades preocupantes de nutrientes ingeridos aquém ou além dos limites preconizados para ambos os sexos; destaque para o elevado consumo de sódio, e insatisfatório de carotenóides. No caso dos carotenóides, houve crescimento significativo da contribuição da categoria 3 para as alunas. O consumo de cafeína na segunda fase foi maior, predominando o fornecimento pelos alimentos ultraprocessados. De forma geral houve aumento do consumo de alimentos processados e ultraprocessados. Observou-se aumento (significativo a 5%) no consumo de lipídios. Constatou-se diminuição na prática de exercícios físicos e aumento na ingestão de bebidas alcoólicas, e destas com energéticos e no tabagismo. Concluiu-se que o ingresso na universidade contribui para a mudança nos hábitos alimentares e estilos de vida de maneira negativa, sendo necessária intervenção adequada visando a promoção da saúde dos estudantes. The college is a learning place where academic, social and cultural knowledge exists in the relationship between students, where they will have the opportunity to experience different situations during the course. The biggest concern is how this experience will influence on the nutritional status with the possible change in daily habits, such as alcohol abuse, unrestricted use of vitamin and food supplements and inadequate nutrition. Dietary intake of students was the focus of this research aimed to identify the main changes in the consumption of food, beverage and lifestyles through cohort study, involving freshman students in undergraduate courses of the Escola Superior de Agricultura \"Luiz de Queiroz \" - ESALQ/USP, and specific objectives are to develop, validate and apply an instrument in order to identify behavioral measures related to food habits, physical activity, socioeconomic status and relate the information obtained to the nutritional status of the student, describe consumption inside and outside the home. the participants were students, aged between 18 and 30 years. A questionnaire was administered along with the anthropometric for measuring weight, height and classification of nutritional status using the Body Mass Index (BMI). This protocol was repeated after 8-month course to be identified the situation of the nutritional state of each individual related to eating behavior changes. The collected data were stored in a database in Microsoft Excel (2007 version), and analyzed using the Statistical Analysis System software (version 9.3). Quantitative data were expressed as mean and standard deviation (SD) with calculation of 95% confidence intervals. The chi-square test was used to compare the distribution of the prevalence of overweight and obesity and gender, associating with BMI. We used the intraclass correlation coefficient of Pearson to check correlation between weight and height measured and reported. It was performed multiple regression analysis to identify the change in consumption between phases, as well as body weight. Used the significance level of 5%. They were observed between the two phases worrying amounts of nutrient intake below or above the recommended limits for both sexes; especially the high sodium intake, and poor carotenoids. In the case of carotenoids, a significant growth of the category 3 contribution to the students. Caffeine consumption was higher in the second phase, predominantly supply the ultra-processed food. Overall there was an increase in the consumption of processed foods and ultra-processed. There was an increase (significant at 5%) in the consumption of lipids. Found a decrease in physical exercise and increased intake of alcohol, and those with energy and tobacco. It was concluded that entry into the university contributes to the change in eating habits and lifestyles in a negative way, requiring appropriate intervention to combat harmful habits to aiming to promote the health of students.
Share - Bookmark