Pré-resfriamento em água de lichia 'B3' mantida em armazenamento refrigerado

Article Portuguese OPEN
del Aguila,Juan Saavedra ; Hofman,Peter ; Campbell,Terrence ; Marques,José Roberto ; Heiffig-del Aguila,Lília Sichmann ; Kluge,Ricardo Alfredo (2009)
  • Publisher: Universidade Federal de Santa Maria
  • Subject: Litchi chinensis Sonn. | refrigeração | calor de campo

Este experimento visou a estudar o efeito de diferentes temperaturas e tempos de pré-resfriamento em água sobre a qualidade de lichias 'B3', após a frigoconservação. Os tratamentos foram: T1 = controle (sem pré-resfriamento); T2 = imersão por cinco minutos em água a 2,5°C; T3 = imersão por 10 minutos em água a 2,5°C; T4 = imersão por 20 minutos em água a 2,5°C; T5 = imersão por sete minutos em água a 6°C; T6 = imersão por 20 minutos em água a 8°C e T7 = imersão por 10 minutos em água a 10°C. Após a aplicação dos respectivos tratamentos, os frutos foram acondicionados em filmes de polietileno de 24µm, selados e posteriormente armazenados a 5°C e 90% UR, por um período de sete dias, seguido por três dias de comercialização simulada a 20°C e 70% UR. O delineamento experimental foi inteiramente ao acaso, com tratamentos fatoriais de 7x3 (tratamentosxtempo). Foram utilizadas quatro repetições por tratamento, sendo cada uma composta por 150g de frutos. Determinaram-se: perda de massa fresca, coloração (L*, a e b), escurecimento (%) e podridões (%). De acordo com os resultados, o pré-resfriamento com água reduz a percentagem de escurecimento, o decréscimo da luminosidade (L*) e os valores de a. Por outro lado, esse tratamento favorece o surgimento de altos índices de podridão.
Share - Bookmark