publication . Master thesis . 2016

Produção enzimática de biodiesel a partir de resíduos agro-industriais usando a lipase imobilizada de origem microbiana

Almeida, Marta Neves Rebelo de;
Open Access Portuguese
  • Published: 03 May 2016
  • Publisher: Instituto Superior de Engenharia de Lisboa
  • Country: Portugal
Abstract
Trabalho Final de Mestrado para obtenção do grau de Mestre em Engenharia Química e Biológica O presente trabalho teve como objectivo a optimização do cultivo de várias estirpes mutantes bacterianas Pseudomonas aeruginosa da estirpe AI3(P. aeruginosa AI3), estirpe Ph3B (P. aeruginosa Ph3B) e estirpe L10 (P. aeruginosa L10) e fúngicas (Phlebia rufa (PM), Ganoderma lucidum violeta(GV), Pleurotus ostreatus (PO) e Ganoderma carnosum (G)), para a produção da lipase a partir de resíduos agro-industriais com vista à produção de biodiesel. Em termos de optimização da produção da lipase de origem bacteriana, foi realizado um planeamento experimental organizado por um fact...
Subjects
free text keywords: Estirpes mutantes de pseudomonas aeruginosa, Planeamento experimental, Reação de transesterificação, Resíduos agro-industriais, Biodiesel, Lipase EC 3.1.1.3, Pseudomonas aeruginosa mutant strains, Experimental design, Transesterification reaction, Agro-industrial waste
Related Organizations

1.2. Combustíveis derivados da biomassa .......................................13 1.5. Reacção de Transesterificação .................................................18 1.5.1. Vantagens e desvantagens da catálise ácida versus catálise básica ...............................................................................................20 1.5.2. Catalisadores enzimáticos......................................................21 1.4.3. Factores que afectam a reacção de transesterificação...........23 1.6. Lipase - Produção, caracterização e purificação ......................24 1.6.2. Métodos de doseamento de lipases .......................................29 1.6.3. Purificação de lipases de origem microbiana .........................30 1.7. Imobilização da lipase................................................................32 1.8. Valorização do sub-produto (glicerol) para tornar o processo economicamente mais viável ...................................................................

aeruginosa Ph3B e AI3 .....................................................................49 2.2.12. Análise eletroforética por SDS e Page Nativa das lipases das estirpes AI3 e Ph3B de P. aeruginosa ..............................................50 2.2.13. Imobilização da lipase .........................................................50 2.2.14. Doseamento da actividade enzimática da lipase imobilizada em alginato de cálcio ............................................................................

73 3.5. Planeamento experimental para otimização das condições de produção de lipase...............................................................................74 3.6. Actividade enzimática da lipase imobilizada ..............................77 3.6.1. Lipase imobilizada em alginato de cálcio ...............................77 3.6.2. Lipase imobilizada em glutaraldeído ......................................79 3.7. Comportamento cromatográfico das lipases das estirpe P.

aeruginosa Ph3B e L10, Phlebia rufa (PM) e Ganoderma lucidum violeta (GV) através de IMAC ..............................................................86 3.8. Purificação da lipase das estirpes Ph3B e AI3 de P. aeruginosa com o metal Cu(II) ...............................................................................88 3.9. Análise eletroforética por SDS e Page Nativa das lipases das estirpes AI3 e Ph3B de Pseudomonas aeruginosa..............................92 3.10. Produção enzimática de biodiesel catalisada pela lipase de P.

aeruginosa Ph3B .................................................................................95 3.10.1. Doseamento do biodiesel....................................................95 3.10.2. Doseamento do glicerol utilizando diferentes volumes de suspensão celular de P. aeruginosa Ph3B, de lipase livre e de lipase comercial NS-88003 .........................................................................97 3.10.3. Doseamento do glicerol e do biodiesel utilizando diferentes volumes de suspensão celular de P. aeruginosa Ph3B e de lipase comercial imobilizada NS-88002 e NS-88003...................................98 3.10.4. Doseamento do glicerol e de biodiesel utilizando a lipase da estirpe Ph3B de P. aeruginosa imobilizada em 6 poços, diferentes volumes de suspensão celular de P. aeruginosa Ph3B e de lipase comercial NS-88002 e NS-88003 ...................................................101 3.10.5. Doseamento do glicerol e do biodiesel utilizando diferentes volumes de suspensão celular de P. aeruginosa Ph3B e de lipase comercial NS-88002 e NS-88003 utilizando óleo usado com e sem aquecimento ...................................................................................103

Aarthy, M., Saravanan, P., Gowthaman, M., Rose, C., Kamini, N., Enzymatic transesterification for production of biodiesel using yeast lipases: An overview, Chemical Engineering Research and Design (2014), 92, 1591-1601. [OpenAIRE]

Feitosa, I., Barbosa,J., Orellana, S., Lima, A., Soares, C., Produção de lipase por meio de microrganismos isolados de solos com histórico de contato com petróleo, Acta Scientiarum Technology (2010), 21, 27-31.

Gupta, V., Tuohy, M., Kubicek, C., Saddler, J., Xu, F., Bioenergy Research: Advances and aplications, 2014, Elsevier, 1º edição.

Umpierre, A. e Machado, F., Gliceroquímica e Valorização do Glicerol, Revista Virtual de Química (2013), 5, 106-116.

Powered by OpenAIRE Open Research Graph
Any information missing or wrong?Report an Issue