Mecanismos de mudança em ação em situações desafiantes do quotidiano : uma investigação qualitativa consensual com pacientes em psicoterapia, pela sua voz

Master thesis Portuguese OPEN
Oliveira, Ana Beatriz Pereira Santos de (2015)
  • Subject: Processos de mudança | Psicoterapia | Teses de mestrado - 2015

Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia Clínica e da Saúde, Núcleo de Psicoterapia Cognitiva-Comportamental e Integrativa), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2015 Em psicoterapia, há muita investigação sobre resultados finais e sobre processos de mudança que ocorrem dentro da sessão e que podem contribuir para os resultados de sessão e para os resultados finais. Contudo há ainda pouca investigação sobre resultados intermédios ou mecanismos de mudança. O objetivo do presente estudo é, fora da sessão, explorar e diferenciar capacidades colocadas em ação no quotidiano face situações desafiantes, na perspetiva e pela voz dos pacientes actualmente em psicoterapia. Não sendo habitual na literatura sobre mecanismos de mudança que exige procedimentos metodológicos e estatísticos substanciais pouco viáveis em contexto naturalístico, foi utilizada uma metodologia qualitativa, de caráter exploratório, com uma amostra de 12 participantes. O instrumento de avaliação utilizado foi o IACEP (Instrumento de Avaliação de Capacidades de Processamento), que recorre a cenários que remetem para situações potencialmente perturbadoras do quotidiano, pedindo que recordem as duas últimas semanas. A partir do método de Análise Consensual (CQR) encontraram-se três categorias principais: Perceção de Mudança e Crescimento Pessoal; Dificuldades Persistentes; e Mudança Desejada. Os resultados encontrados sugerem que a Consciência do self e a Utilização de Estratégias e Capacidades, são as mudanças mais significativas para lidar com as dificuldades do quotidiano. Em simultâneo, verificam-se dificuldades persistentes e desejos futuros, parecendo refletir a interiorização da terapia como um processo (de mudança e crescimento pessoal) em si como um resultado intermédio também. Conclui-se que independente do número de sessões ou abordagens terapêuticas os pacientes atualmente em processo de psicoterapia conseguem identificar mudanças nas suas ações do quotidiano, refletindo capacidades e competências de ordem intrapsíquica e interpessoal. Estes resultados intermédios podem espelhar já a sua arquitetura mental em transformação, pelo que são discutidos à luz da literatura de mecanismos de mudança como potenciais candidatos transteóricos e transdiagnósticos. In psychotherapy, there is much research regarding final outcome, as well as about change processes occurring within sessions that can contribute to session outcome and final outcome. Nonetheless, there is still a lack of research on intermediate results and change mechanisms. The purpose of this study is, out of session, and through patient’s perspective and voice, to explore and differentiate capacities put into action in everyday life, facing challenging situations. Unlike the literature on change mechanism that requires substantial methodological and statistical procedures, not so feasible in naturalistic setting, a qualitative exploratory methodology, with a sample of 12 psychotherapy patients was used. The evaluation instrument used was IACEP (Assessment Instrument of Structural Processing Capacities), which uses idiographic scenarios linking to potentially disturbing situations in daily life during the last two weeks. Using Consensual Qualitative Research (CQR) as a method of analysis, three main categories emerged: Perception of Change and Personal Growth; Persistent distress; Desired Change. Results suggest that self-awareness and use of strategies and skills were shown to be the most significant changes in order to deal with the distress of everyday life. In parallel, there are persistent difficulties and future wishes, which allows the understanding of therapy as a process (of change and personal growth) itself, as an intermediate result as well. We conclude that regardless of the number of treatment sessions or approaches, psychotherapy patients can identify changes in their everyday lives, reflecting intrapsychic and interpersonal capacities and competencies. These intermediate results can already mirror their changing mental architecture, and will be discussed as potential transtheoretical and transdiagnostic candidates, in the context of the literature on change mechanisms.
  • Metrics
    0
    views in OpenAIRE
    51
    views in local repository
    28
    downloads in local repository

    The information is available from the following content providers:

    From Number Of Views Number Of Downloads
    Repositorio da Universidade de Lisboa 51 28
Share - Bookmark