O microbioma intestinal e as suas implicações na obesidade

Master thesis Portuguese OPEN
Martins, Ana Raquel Silva (2015)
  • Subject: Microbioma intestinal | Obesidade | Dieta | Transplante fecal

Dissertação para obtenção do grau de Mestre no Instituto Superior de Ciências da Saúde Egas Moniz O organismo humano é colonizado por uma enorme variedade de microrganismos que constituem o microbioma humano. Estes microrganismos colonizam várias partes do corpo humano, entre elas o intestino. O objetivo deste trabalho é rever o conhecimento atual sobre o microbioma intestinal, a sua importância e o seu papel na saúde. Assim, destaca-se o estudo e a evolução do microbioma intestinal ao longo da vida, incluindo o que o influencia e altera. São vários os fatores que afetam o microbioma intestinal. Este trabalho foca-se principalmente na relação entre o microbioma intestinal e a dieta alimentar, e nas suas implicações na obesidade. É evidente o contributo do microbioma nesta doença metabólica, que afeta cada vez mais pessoas, e são feitas referências às novas terapêuticas encontradas, na procura de solução para este problema. Entre as opções terapêuticas, reconhecem-se as farmacológicas, hormonais e cirúrgicas. As cirurgias bariátricas, muito usadas como tratamento na obesidade mórbida, também estão relacionadas com alterações no microbioma intestinal. A perda de peso, relacionada com a cirurgia, tem efeitos a nível do intestino no sentido de o reequilibrar. Destaca-se ainda a utilização do transplante fecal como técnica inovadora. Apesar de ainda não haver estudos em humanos sobre a sua eficácia no tratamento da obesidade, pensa-se que esta técnica possa vir a ser uma opção terapêutica. Há ainda um longo caminho a percorrer nesta área. Espera-se que, num futuro próximo, surjam avanços no tratamento da obesidade, a partir do conhecimento do microbioma intestinal. Para a realização deste trabalho, foi realizada uma revisão da literatura, usando como base de dados o Pubmed e o Scholar Google.
Share - Bookmark