A 'revolução criativa' na publicidade dos anos sessenta

Book Portuguese OPEN
Rosa, António Machuco (2014)
  • Subject: Humanidades

A presente comunicação tem como principal objectivo avaliar até que ponto a chamada 'revolução criativa' (creative revolution) na publicidade dos anos sessenta constituiu uma ruptura em relação às formas de publicidade até então dominantes. São analisadas diversas campanhas concebidas por Bill Bernbach e por Mary Wells Lawrence. Será ainda analisada uma campanha dos cigarros Camel que serve de exemplo das estratégias de diferenciação individual que conduzem à formação de uma anti-moda assente na denúncia da moda em geral. A ideia condutora da comunicação é que a 'creative revolution' em publicidade deve ser inserida numa análise histórica da evolução do desejo, a qual que consiste na busca permanente da diferenciação individual mas que acaba por cair na uniformidade geral. Será avançada a ideia de essa estratégia de diferenciação tem subjacente o mecanismo indutor das mudanças de moda identificado pelo sociólogo Thorstein Veblen.
  • References (5)

    Frank, T.(1998). The Conquest of Cool: Business Culture, Counterculture, and the Rise of Hip Consumerism. Chicago: University of Chicago Press.

    Packard, V. (1957). The Hidden Persuaders. New York: Simon & Shuster.

    Reeves, R. (1961). Reality in Advertising. New York: Alfred A. Knopf.

    Veblen, T. (1994 [1899]). The Theory of the Leisure Class. New York: Penguin Books.

    Comunicação ibero-americana: os desafios da Internacionalização - Livro de Atas do II Congresso Mundial de Comunicação ibero-americana 2919

  • Metrics
    1
    views in OpenAIRE
    0
    views in local repository
    0
    downloads in local repository
Share - Bookmark