publication . Article . 2021

Regulação, circulação e distribuição da penicilina em Portugal (1944-1954)

Bell, Victoria; Rui Pita, João; Pereira, Ana Leonor;
Open Access Portuguese
  • Published: 15 Jan 2021
  • Publisher: Mikel Astrain Gallart
  • Country: Spain
Abstract
Portugal foi um dos primeiros países do mundo, não participantes na II Guerra Mundial, a obter penicilina para uso civil. Em 1944 o medicamento começou a ser importado dos Estados Unidos da América pela Cruz Vermelha Portuguesa, mas como as quantidades eram escassas a sua distribuição foi confiada a uma comissão controladora constituída pela instituição. Em 1945, com o aumento da produção mundial, a penicilina foi integrada no circuito comercial de venda de medicamentos. A Comissão Reguladora dos Produtos Químicos e Farmacêuticos, fundada em 1940, enquadrada na política normalizadora do Estado Novo, com a finalidade de tutelar a atividade farmacêutica e o comérc...
Persistent Identifiers
Subjects
free text keywords: Penicillin ; Portuguese Red Cross ; Pharmaceutical Industry ; Pharmacy ; Regulatory Committee for Chemical and Pharmaceutical Products, Penicilina, Cruz Vermelha Portuguesa, Indústria farmacêutica, Farmácia, Comissão reguladora para os produtos químicos e farmacêuticos, Penicillin, Portuguese Red Cross, Pharmaceutical industry, Pharmacy, Regulatory Committee for Chemical and Pharmaceutical Products
Funded by
FCT| UID/HIS/00460/2013
Project
UID/HIS/00460/2013
Centre for 20th Century Interdisciplinary Studies
  • Funder: Fundação para a Ciência e a Tecnologia, I.P. (FCT)
  • Project Code: 147245
  • Funding stream: 5876
63 references, page 1 of 5

maioritariamente a dever-se à natureza humanitária da missão da Cruz Vermelha. 6. Bell, Victoria. Introdução dos antibióticos em Portugal: ciência, técnica e sociedade (anos 40 a 60

da Universidade de Coimbra. 2014, 111-113; 150. 7. Rodriguez Nozal, Raúl. El despacho de penicilina en la España: de las restricciones y el estraperlo.

Revista Panacea - Humanidades, Ciencia y Sanidad. 2015; 1: 14-15. 8. Ministère de la Santé Publique. Thérapeutique par la Pénicilline (Primiere). Paris: Masson et Cie,

Éditeurs; 1947, xiv. 9. Bell, Victoria; Pereira, Ana Leonor; Pita, João Rui. The reception of penicillin in Portugal during

2015; 13: 143-157. 10. Penicillin: A wartime accomplishment, n. 4. 11. Santesmases, María Jesús; Gradmann, Christoph, eds. Circulation of antibiotics: historical

reconstruction [dossier]. Dynamis. 2011; 31 (2): 293-427. Este dossier, por si só, revela a

estes estudos podem assumir, bem como a sua complexidade. 12. Reis Torgal, Luís. Estados Novos, Estado Novo. Coimbra: Imprensa da Universidade; 2009. 13. Mosca, João. Salazar e a política económica do Estado Novo. Lusíada. História. 2007; Série II,

4: 339-364; Rosas, Fernando. O Estado Novo nos Anos Trinta, 1928-1938. Lisboa: Editorial

Estampa; 1996. Penicilina em Portugal: 1944-1945 15. Decreto-lei nº 30 270 de 12 de Janeiro, n. 14. 16. Lesch, John E. The First Miracle Drugs: How the Sulfa Drugs Transformed Medicine. New York:

Oxford Univ Press; 2007, p. 210. John E. 17. Sobre a penicilina em Espanha, González Bueno, Antonio; Rodríguez Nozal, Raúl; Pérez Teijón,

autárquica (1944-1959). Estudos do Século XX. 2012; 12: 271-288; Santesmases, María Jesús.

Distributing Penicillin: the clinic, the hero and industrial production in Spain, 1943-1952.

Oxford: Peter Lang; 2010, p. 91-118; Romero de Pablos, Ana. Regulation and the circulation

of knowledge: penicillin patents in Spain. Dynamis. 2011; 31 (2): 363-383. 18. Medical Research Council. Supplieis and distribution of penicillin. British Medical Journal; 1943;

2 (4312): 274. 19. Bell, Victoria; Pita, João Rui; Pereira, Ana Leonor. A importância do Brasil no fornecimento

63 references, page 1 of 5
Any information missing or wrong?Report an Issue