Perfil das interações medicamentosas solicitadas ao Centro de Informações sobre Medicamentos de hospital universitário

Article Portuguese OPEN
Santos, Luciana ; Martinbiancho, Jacqueline ; Kreutz, Laura Minuzzi ; Todiotto, Andressa Lovato (2011)
  • Publisher: HCPA/FAMED/UFRGS
  • Journal: Clinical & Biomedical Research (issn: 2357-9730, eissn: 0101-5575)
  • Subject: R | Farmácia; Centro de Informações sobre Medicamentos; interações medicamentosas, incompatibilidades | nutrição enteral | Centro de informação sobre medicamentos | incompatibilidade de medicamentos | interações de medicamentos | Medicine | Centro de informação sobre medicamentos; interações de medicamentos; incompatibilidade de medicamentos; nutrição enteral

Introdução: O Centro de Informações sobre Medicamentos (CIM) busca, através de suas fontes de pesquisa, identificar as possíveis interações medicamentosas que possam prejudicar ou não o paciente no momento da administração. Objetivo: Descrever as interações medicamentosas solicitadas ao CIM pelos profissionais internos de hospital universitário. Método: Foi realizado estudo descritivo, no período de janeiro de 2009 a maio de 2011, das solicitações relacionadas com interações medicamento x medicamento, medicamento x alimentos e sondas enterais e incompatibilidades medicamentosas. Das solicitações, verificou-se a disponibilidade de informação na literatura e a orientação fornecida ao solicitante. Resultados: Das solicitações envolvendo interações medicamentosas, dos 55 medicamentos foram informadas 19 interações, na sua maioria moderadas (61%) e de efeito tardio (50%). Das interações medicamento x alimentos (15), 26,7% apresentaram efeitos de alteração na farmacocinética dos medicamentos. Para interações envolvendo medicamentos e dietas enterais, 58,3% dos fármacos não apresentavam interação, 25% não foram testados com dietas enterais e 16,7% foram considerados contraindicados. Em relação às incompatibilidades medicamentosas, dos medicamentos solicitados, 52,8% foram compatíveis e 16,1%, incompatíveis. Conclusão: O CIM vem auxiliando na resolução de dúvidas, mas a indisponibilidade de informações na literatura nem sempre permite uma prática segura e correta no momento da administração dos medicamentos.
Share - Bookmark