publication . Article . 2021

Uma proposta de instrumento de avaliação pedagógica da preceptoria para residências em Medicina de Família e Comunidade

Pollyane Rodrigues Miranda; Valéria Ferreira Romano;
Open Access Portuguese
  • Published: 01 Apr 2021 Journal: Revista Brasileira de Medicina de Família e Comunidade, volume 16, issue 43 (issn: 1809-5909, eissn: 2179-7994, Copyright policy)
  • Publisher: Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade
Abstract
Introdução: Desde a Conferência de Alma-Ata, a importância do cuidado centrado na Atenção Primária à Saúde (APS) foi consolidada como objetivo mundial. No Brasil, a Estratégia Saúde da Família (ESF), composta por equipes multiprofissionais, visa à reorganização da APS, sendo o especialista em Medicina de Família e Comunidade (MFC) o médico indicado para atuação neste campo. A residência em MFC é considerada o padrão ouro da formação desse profissional, porém, para expansão da residência é necessário expansão da preceptoria. Preceptores são profissionais que utilizam seu conhecimento e sua experiência profissional para atuação docente junto aos residentes. No município do Rio de Janeiro houve expansão da APS, com aumento da cobertura ESF de 3,5% para 69,43% em 2018, o que trouxe a necessidade de investimento para expansão da residência, e, desta forma, demandou mais preceptores. No entanto, não pôde ser realizada uma capacitação completa em tempo hábil, sendo desejável que os preceptores continuassem sua qualificação concomitante à preceptoria. Dentre as atividades do preceptor, destacam-se os atributos pedagógicos, relacionados à responsabilidade docente no processo ensino-aprendizagem do residente. Objetivo: Apresentar uma proposta de instrumento para avaliação dos atributos pedagógicos da preceptoria das residências em Medicina de Família e Comunidade. Métodos: Para elaboração da proposta de instrumento para avaliação dos atributos pedagógicos foram realizadas entrevistas compreensivas, com preceptores em Medicina de Família e Comunidade da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, segundo um roteiro semiestruturado. Resultados: As entrevistas geraram espaços de reflexão sobre as práticas pedagógicas dos preceptores, motivando-os a construírem novos planos pedagógicos e a repensarem as potencialidades e os obstáculos enfrentados no trabalho pedagógico da preceptoria em MFC. Conclusão: A proposta de um instrumento para avaliação pedagógica se apresentou como formativa para a preceptoria em MFC no âmbito da APS do município do Rio de Janeiro, fazendo supor que produziu ressignificação, precursor de motivação e esperança.
Subjects
free text keywords: Educação em Saúde, Preceptoria, Avaliação Educacional, Medicina de Família e Comunidade, Atenção Primária à Saúde, lcsh:Medicine (General), lcsh:R5-920, lcsh:Public aspects of medicine, lcsh:RA1-1270
Any information missing or wrong?Report an Issue