Prevalence, etiological factors and the treatment of infant exogenous obesity

Article English OPEN
Edio Luiz Petroski ; Ludmila Dalben Soares (2003)
  • Publisher: Universidade Federal de Santa Catarina
  • Journal: Revista Brasileira de Cineantropometria e Desempenho Humano (issn: 1415-8426, eissn: 1980-0037)
  • Subject: Obesidade infantil | Tratamento da obesidade | Sobrepeso | Obesity | Infant obesity | Treatment of obesity | Overweight | Sports | GV557-1198.995 | Medicine (General) | R5-920

In the last few years, there has been considerable interest in the effects of excessive weight gain during childhood, due to the fact that the development of fat tissue in this period is a determinant of adult body composition. The objective of this study was to investigate the prevalence of infant obesity, to identify possible etiological factors, and to highlight treatments that have been used to reduce and/or prevent child obesity. Results have shown that obesity has increased more than any other nutritional problem in both developed and developing countries over the last decade. Etiological factors linked to childhood obesity were early weaning, introduction of inadequate nutrition, and physical inactivity. The treatment of childhood obesity requires a multidisciplinary team consisting of a doctor, nutritionist, psychologist, and physical educator. There are also some general recommendations to be followed: a balanced diet for adequate growth and weight control, and controlled physical exercise together with individual and family emotional support. Parental cooperation is important for the best results. Schools also have a fundamental role in teaching children positive attitudes and behavior towards physical activity and nutrition. <p> <b> RESUMO </b> Nos últimos anos, o interesse sobre os efeitos do ganho de peso excessivo na infância tem aumentado consideravelmente, devido ao fato que o desenvolvimento da celularidade adiposa neste período ser determinante nos padrões de composição corporal de um indivíduo adulto. Este trabalho teve como objetivo investigar a prevalência da obesidade infantil, identificar os possíveis fatores etiológicos além de verifi car quais as intervenções que se destacaram nesta última década como forma de diminuir e/ou prevenir a obesidade em crianças. Os resultados encontrados foram que a obesidade é uma das enfermidades nutricionais que mais têm apresentado aumento de sua prevalência, tanto nos países desenvolvidos quanto nos em desenvolvimento. Em relação aos fatores etiológicos relacionados com o desenvolvimento da obesidade na infância são determinantes o desmame precoce, introdução de alimentos inadequados e a inatividade física. Para o tratamento do obeso infantil, é importante a atuação de equipe multiprofi ssional (médico, nutricionista, psicólogo, e o educador físico). Existem, porém, algumas recomendações gerais a serem seguidas: dieta balanceada que determine crescimento adequado e manutenção de peso; exercícios físicos controlados além do apoio emocional individual e familiar. Para melhores resultados no tratamento é importante a cooperação dos pais. A escola tem papel fundamental ao modelar as atitudes e comportamentos das crianças sobre a atividade física e nutrição.
Share - Bookmark