Risco de salinização das terras do baixo Acaraú (CE)

Article Portuguese OPEN
Mota,Lydia Helena da Silva de Oliveira ; Gomes,Andréa da Silva ; Valladares,Gustavo Souza ; Magalhães,Regina Maria Fontenele ; Leite,Hugo Mota Ferreira ; Silva,Tibério Almeida da (2012)
  • Publisher: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo
  • Journal: (issn: 1806-9657)
  • Related identifiers: doi: 10.1590/S0100-06832012000400014
  • Subject: SIG | S1-972 | gestão agroambiental | multicritério | Agriculture (General)

Em determinadas condições de relevo, do clima e de uso, com certa frequência pode acontecer acúmulo de sais nos solos, dando lugar à formação dos solos salinos e sódicos - também denominados de solos afetados por sais. A fim de orientar as práticas de manejo e uso das terras da região do Baixo Acaraú, CE, objetivou-se com o presente trabalho gerar um mapa de risco de salinização. Para obtenção das classes de vulnerabilidade, foram avaliados os temas pedologia, geologia, geomorfologia e uso e cobertura das terras e informações de declividade e altimetria, tratados em ambiente SIG com o método multicritério aditivo. Foram definidas quatro classes de risco de salinização: baixo, moderado, alto e altíssimo ou solos naturalmente salinos/sódicos. Foi constatado que 35,47 % da área corresponde à classe de baixo risco de salinização; 26,22 %, à de risco moderado; 8,23 %, à de risco alto; e 19,65 %, à de risco altíssimo.