O papel da informação como medida preventiva ao uso de drogas entre jovens em situação de risco

Article Portuguese OPEN
Sanchez,Zila van der Meer ; Oliveira,Lúcio Garcia de ; Ribeiro,Luciana Abeid ; Nappo,Solange Aparecida (2010)
  • Publisher: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
  • Subject: Pesquisa qualitativa | Informação | Família | Drogas | Prevenção

Entre os jovens, o uso de drogas ilícitas é um problema de saúde coletiva que desperta atenção. Poucos estudos sobre motivos para o não uso de drogas exploram o real papel da informação como método preventivo. O objetivo do estudo é analisar, entre adolescentes e jovens em situação de risco, os motivos para o não uso de drogas ilícitas, destacando o impacto da informação como fator protetor. Através de metodologia qualitativa, adotou-se uma amostra intencional, selecionada por informantes-chave e por "bola de neve". Foram entrevistados 62 adolescentes e jovens entre dezesseis e 24 anos, de baixa classe socioeconomica. Destes, 32 eram não usuários de drogas (NU) e trinta eram usuários pesados (U). Entre o grupo NU, a informação destacou-se como principal motivo de não uso, através do conhecimento de aspectos positivos e negativos. O principal meio de veiculação foi a família, seguido da observação da experiência negativa vivenciada por amigos que já faziam abuso. Em contrapartida, no grupo U, prevaleceu a falta de informação ou a disponibilidade de conhecimentos vagos. Dispor de informações adequadas sobre o tema "drogas" parece essencial à prevenção do uso experimental entre adolescentes e jovens em situação de risco. No entanto, a informação que mais parece eficaz é a transmitida pela família.
Share - Bookmark