Avaliação antropométrica, fatores de risco para desnutrição e medidas de apoio nutricional em crianças internadas em hospitais de ensino no Brasil Anthropometric evaluation, risk factors for malnutrition, and nutritional therapy for children in teaching hospitals in Brazil

Article English OPEN
Roseli O. S. Sarni ; Maria de Fátima C. C. Carvalho ; Cristina M. G. do Monte ; Zuleica P. Albuquerque ; Fabíola I. S. Souza (2009)
  • Publisher: Elsevier
  • Journal: Jornal de Pediatria (issn: 0021-7557, eissn: 1678-4782)
  • Related identifiers: doi: 10.1590/S0021-75572009000300007
  • Subject: criança hospitalizada e terapia nutricional | Protein-energy malnutrition | RJ1-570 | hospitalized children and nutritional therapy | Pediatrics | Desnutrição proteico-energética

OBJETIVO: Avaliar os fatores de risco para desnutrição, estado nutricional e medidas de apoio nutricional em crianças hospitalizadas. MÉTODOS: Por meio de estudo longitudinal, prospectivo, avaliou-se por 3 meses consecutivos todas as crianças hospitalizadas (< 5 anos) em enfermarias de pediatria geral de 10 hospitais universitários brasileiros. Para coleta de dados, utilizou-se questionário padrão e avaliação da condição nutricional, obtida na internação e alta: escore z peso/estatura, peso/idade e estatura/idade. RESULTADOS: Somente 56,7% das crianças tinham classificação do estado nutricional registrada no prontuário. Observou-se, na admissão, 16,3 e 30% de crianças com desnutrição moderada/grave e baixa estatura, respectivamente. O risco de desnutrição associou-se com o baixo peso ao nascer e com a baixa idade das crianças. Houve alto percentual de agravos nutricionais nas crianças avaliadas, não sendo verificada a anotação da condição nutricional no prontuário e nem adoção de medidas de terapia nutricional apropriadas para crianças desnutridas. CONCLUSÕES: Salienta-se a importância da capacitação das unidades hospitalares quanto ao diagnóstico e abordagem terapêutica da desnutrição baseado nos guias de conduta já disponíveis em nosso país.<br>OBJECTIVE: To evaluate risk factors for malnutrition, nutritional status and nutritional support provided in hospitalized children. METHODS: This longitudinal study prospectively followed, for 3 consecutive months, all children under 5 years of age (n = 907) hospitalized in general pediatric medical wards of 10 Brazilian university-based hospitals. For data collection, a standard questionnaire was used and nutritional condition was evaluated at hospital admission and discharge: weight-for-height, weight-for-age and height-for-age z score. RESULTS: Only 56.7% of the children had their nutritional classification documented in the medical record. At hospital admission, 16.3 and 30.0% of the children had moderate/severe malnutrition and low stature, respectively. Risk of malnutrition was associated with low birth weight and younger age. A high percentage of nutritional deficiencies was observed in the children analyzed, although child's nutritional condition and the adoption of appropriate nutritional therapy were not documented in the medical records of the malnourished children. CONCLUSION: These data underscore the importance of developing qualified hospital medical wards regarding diagnosis and therapeutic approach to malnutrition, based on the conduct guidelines already available in Brazil.