Teoria das representações sociais: a ruptura de paradigmas das correntes clássicas das teorias psicológicas

Article Portuguese OPEN
Rocha,Luis Fernando (2014)
  • Publisher: Conselho Federal de Psicologia
  • Journal: (issn: 1982-3703)
  • Related identifiers: doi: 10.1590/S1414-98932014000100005
  • Subject: Psychology | Psicología | Psicologia social | Paradigma | Psicología social | BF1-990 | Psicologia | Representación sociale | Representação social

A teoria das representações sociais é o principal objetivo deste artigo de revisão bibliográfica, cujo estudo se inicia com a discussão dos paradigmas científicos predominantes e de como a teoria se encontra em uma posição de rompimento com esses paradigmas. Desenvolvida sob a necessidade de se construir uma Psicologia social que superasse a dicotomia indivíduo e sociedade, a teoria abarca uma série de objetos que dizem respeito à comunicação e à elaboração de comportamentos entre indivíduos e grupos. O texto também traz críticas à teoria, particularmente no tocante à sua relação com o conceito de ideologia, proposta por diversos autores. De todo modo, a fecundidade de seus conceitos e o amplo uso a que pode ser submetida tornam a teoria das representações sociais importante construto, não somente para a Psicologia como também para as disciplinas das áreas de humanidades.