A reforma gerencial do orçamento brasileiro: em busca de múltiplos significados

Article Portuguese OPEN
Barcelos,Carlos Leonardo Klein ; Calmon,Paulo Carlos Du Pin (2014)
  • Publisher: Fundação Getulio Vargas
  • Journal: (issn: 0034-7612)
  • Related identifiers: doi: 10.1590/S0034-76122014000100007
  • Subject: planificación pública | Political institutions and public administration (General) | planejamento público | cambio institucional | presupuesto público | modelo decisorio | orçamento público | JF20-2112 | mudança institucional | modelo decisório

O objetivo deste trabalho é examinar o processo decisório que culminou na reforma gerencial do orçamento brasileiro (RGO), ocorrida em 2000. Com base na estrutura narrativa - uma técnica desenvolvida por Barzelay e colaboradores (2001) -, são organizados os principais eventos da RGO, a fim de interpretá-los de acordo com o quadro referencial proposto por Allison e Zelikow (1999), que preconizam a existência de três paradigmas, ou "modelos", na análise do processo decisório governamental: o Modelo do Ator Racional (Modelo I), o Modelo do Comportamento Organizacional (Modelo II) e o Modelo da Política Burocrática (Modelo III). Este estudo de caso sugere que o exame do processo decisório do setor público brasileiro, a partir de modelos multiparadigmáticos, fornece uma perspectiva mais rica e mais abrangente dos fatores condicionantes da tomada de decisão e da mudança institucional no governo.