Desempenho produtivo e bioeconômico de frangos de corte criados em diferentes sistemas de aquecimento

Article Portuguese OPEN
Abreu,Paulo Giovanni de ; Baêta,Fernando da Costa ; Abreu,Valéria Maria Nascimento ; Soares,Paulo Rubens ; Perdomo,Carlos Cláudio ; Silva,Martinho de Almeida e (2000)
  • Publisher: Sociedade Brasileira de Zootecnia
  • Journal: (issn: 1516-3598)
  • Subject: produção de aves | piso | ambiência | Animal culture | aquecimento | aves | SF1-1100

RESUMO - Este experimento foi realizado em duas fases para estudar o efeito de diferentes sistemas de aquecimento em piso sobre os desempenhos produtivo e bioeconômico de frangos de corte. Um total de 500 pintos de um dia, 50% macho e 50% fêmea, em cada círculo de proteção, foi distribuído em um delineamento experimental em blocos casualizados, com sete tratamentos e quatro blocos. Os sistemas de aquecimento testados foram: placa de fibra de vidro sem cobertura de lona plástica; placa de fibra de vidro com cobertura de lona plástica; resistência embutida no piso sem cobertura de lona plástica; resistência embutida no piso com cobertura de lona plástica; placa de argamassa armada sem cobertura de lona plástica; placa de argamassa armada com cobertura de lona plástica; e campânula a gás. O aquecimento foi mantido por 21 dias, iniciando com a temperatura de 35ºC na primeira semana, com redução de 3ºC por semana. Peso vivo, ganho de peso, consumo de ração, conversão alimentar e mortalidade foram avaliados. Os consumos de energia elétrica e de gás foram registrados durante todo o período de aquecimento, para comparação de custos. O sistema de aquecimento placa de argamassa com cobertura de lona plástica foi o mais indicado, pois propiciou boas condições térmicas e maior margem bruta no final do período de criação.
Share - Bookmark