Entre o papel e o suporte digital para documentos probatórios – uma questão de confiança

Article Portuguese OPEN
Garção Bilé, Sérgio Alexandre ; Oliveira, Abílio (2012)
  • Publisher: Actas do Congresso Nacional de Bibliotecários, Arquivistas e Documentalistas
  • Journal: Actas do Congresso Nacional de Bibliotecários, Arquivistas e Documentalistas (issn: ad______)
  • Subject: Suporte documental; Papel; Preservação digital; Cópia; Confiança

Este estudo aborda uma prática frequente no nosso dia-a-dia e nas opções que tomamos enquanto cidadãos, face à necessidade de provarmos que efectuámos determinados procedimentos - através de documentos probatórios, que comprovem a realização desses procedimentos -, numa sociedade cada vez mais tecnológica. Numa perspectiva mais social do que técnica, averigua-se a relação existente entre utilizadores de ferramentas tecnológicas e a preservação de documentos probatórios. Pretende-se também verificar o nível de confiança entre quem preserva e o suporte escolhido para a preservação de documentos. Os dados foram obtidos por intermédio de um questionário on-line (constituído por uma série de questões fechadas, avaliadas com escalas de 1 a 5) e entre os participantes que constituem a população (N=520), distinguiram-se três grupos profissionais, conforme as áreas a que se referem: Banca, Seguros e Serviços Partilhados. Os documentos probatórios que foram estudados tanto podem ser preservados em suporte papel como digital, de maneira a possibilitar a escolha aos inquiridos por uma das hipóteses ou, eventualmente, as duas. A escolha dos documentos foi pensada tendo em conta que os mesmos deveriam ser do conhecimento comum ou uso corrente dos inquiridos. Os resultados obtidos mostram que a confiança e a segurança que os inquiridos têm nos suportes papel e digital variam de acordo com o grau de importância que os documentos têm para o individuo. Por exemplo, verificou-se que são sobretudo os homens, quando comparados com as mulheres, que mais se sentem inseguros com a preservação de documentos importantes unicamente em papel. Em geral, o sentimento de segurança dos participantes relativamente à preservação de documentos importantes apenas num único suporte, está relacionado com alguma falta de confiança no outro suporte. Os meios tecnológicos, sobretudo pela possibilidade de se poderem guardar cópias dos documentos em diversos suportes, com grande capacidade de memória, desempenham um papel essencial.
Share - Bookmark