search
2,605 Projects, page 1 of 261

  • Fundação para a Ciência e a Tecnologia, I.P.
  • 2015

10
arrow_drop_down
  • Open Access mandate for Publications
    Funder: FCT Project Code: UID/GES/00097/2013
    Funder Contribution: 223,692 EUR
    Partners: Associação do Instituto Superior Técnico para a Investigação e Desenvolvimento

    Integrated in an engineering school, CEG-IST is the Center for Management Studies of Instituto Superior Técnico IST hosted by IST-ID the IST Association for Research and Development. CEG-IST vision is to be a leading international research center in the frontiers between Management Science and Engineering MS&E. To that end, CEG-IST will explore and reinforce its systemic view to stimulate creativity in problem-solving, challenged by sustainability paradigms. CEG-IST’s overall objective is to promote research opportunities associated with the development of knowledge, processes, tools and methods required to make decisions and to shape public policies, to configure organizational structures and normative systems, to design engineering systems in sustainable patterns, and to solve problems associated with the information-intensive technology based economy, as well as with resilient, environmentally sound and sustainable futures. CEG-IST core research activity focus on appropriate problem formulations and solutions, on the design and modeling of systems and strategies, support to decision processes, public policy and planning, enabling technology transfer and the transition to more sustainable patterns of development. CEG-IST’s organizational structure is built with the purpose of promoting multi- and inter-disciplinary research, acknowledging the existence of three research fields of Systems Engineering and Management SEM, Engineering and Management of Organizations EMO and Strategic Environmental and Sustainability assessment and management SENSU, each one with a principal investigator, yet not disaggregated and compartmentalized in formal thematic lines. Instead, CEG-IST strategy is to encourage the cross-fertilization of the three fields to promote transversal research themes that can engage researchers with distinct backgrounds and interests, and encourage integrated research developments and findings. The unified structure of CEG-IST, as a single research group, enhances a network of research interests with multiple interactions and, consequently, motivating creativity and innovation. Research at CEG-IST is very much driven by applications to specific public and private sectors, such as health, energy, industries and ecosystems, cities and rural territories management that provide the substantive context to the development and fine-tunning of instruments that operate in the interface of management sciences with engineering. A varied type of instruments collate the research outcomes of CEG-IST, associated with the creation and development of knowledge, tools, and methods to make decisions and to shape policies, to design and improve management and engineering systems in organizations, and to examine the dynamics of industry, labor, technology as well as the environmental and the social systems. CEG-IST’s strategic implementation plan will depart from a proper use of available resources to support research related activities. The main outputs of CEG-IST are scientific publications, knowledge diffusion through applied research, technology transfer activities and conference presentations, and PhD-level education. CEG-IST publications report its theoretical, applied and interdisciplinary research in a large number and diversity of journals - including top journals such as the International Journal of Management Science OMEGA, the European Economic Review, the European Journal of Operational Research EJOR. CEG-IST currently has 34 researchers holding a PhD degree, of which 26 are integrated researchers. According to a bibliometric study commissioned by the FCT to the University of Leiden, covering the period 2007-2011, CEG-IST is very highly ranked amongst 17 Portuguese economics and management research units. CEG-IST’s strategy in striving for excellence is driven by an in-depth exploration of concepts, techniques and applications in its three fields: SEM is the more consolidated research field, focusing particularly on decision sciences, risk analysis, optimization, supply chains and operations management, performance management and project management; EMO, enhanced in the last 5-years period, expanded CEG-IST reach into organizations and markets, human capital and human resources, and entrepreneurship and innovation; SENSU, recently created as a new embracing field, is dedicated to strategic environmental and sustainability assessment and management, leading pathways in strategic environmental assessment, design and strategies for sustainability, and social innovation. In brief CEG-IST develops theoretical and applied research in the frontiers of Management Science with Engineering to learn more about the art and science of making decisions in complex, dynamic environments. Since its creation CEG-IST activities have been mainly focused on conceiving and applying innovative formulations and management science methods to facilitate the engineering and management of Systems and Organizations. The progressive interdisciplinary concerns related to Sustainability issues made clear the need to formalize a new research area. With this structure CEG-IST currently offers a stronger interconnecting platform, aims at multi and inter-disciplinary interactions, ensuring a new perspective into time, technology, environment and people with sustainability as a long-term objective in a new society paradigm. Taken together under a systems thinking perspective, the three core fields of CEG-IST will attempt to provide a global mindset, integrating management, technology, and social sciences. O Centro de Estudos de Gestão do Instituto Superior Técnico CEG-IST é uma unidade de investigação integrada numa escola de engenharia, administrada pelo IST-ID Associação para a Investigação e Desenvolvimento do IST. A visão do CEG-IST é ser um centro de investigação de liderança internacional na fronteira entre a Ciência da Gestão e a Engenharia. Com esse fim, o CEG-IST explorará e reforçará a sua visão sistémica e o estímulo à criatividade na resolução de problemas, atendendo aos desafios da sustentabilidade. O objetivo do CEG-IST é promover oportunidades de investigação no desenvolvimento de conhecimento, processos, instrumentos e métodos necessários à tomada de decisão, formulação de políticas, configuração de estruturas organizacionais e sistemas normativos, desenho de sistemas de engenharia, e resolução de problemas associados a uma economia baseada em tecnologia de informação-intensiva bem como a futuros resilientes, ambientalmente saudáveis e dirigidos à sustentabilidade. A atividade do CEG-IST centra-se na formulação de problemas e soluções, no desenho e modelação de sistemas e estratégias, no apoio aos processos de decisão, políticas públicas e planeamento, facilitando a transferência de tecnologia e a transição para padrões mais sustentáveis de desenvolvimento. A estrutura organizacional do CEG-IST é estabelecida com o propósito de promover uma investigação multi e interdisciplinar, reconhecendo a existência de três campos de investigação - Engenharia de Sistemas e Gestão ESG – em inglês SME, Engenharia e Gestão de Organizações EGO – em inglês EMO e Gestão e Avaliação Estratégica Ambiental para a Sustentabilidade GAEAS – em inglês SENSU - cada uma liderada por um investigador principal, sem no entanto se desagregar em linhas temáticas. Em vez disso, a estratégia do CEG-IST é encorajar a fertilização cruzada dos três campos, com o objetivo de promover temas de investigação transversal que envolvam investigadores com perfis e interesses distintos, encorajando o desenvolvimento, e resultados, de uma investigação integrada. A estrutura do CEG-IST num único grupo de investigação procura viabilizar uma rede de interesses de investigação com interações múltiplas e, consequentemente, motivar a criatividade e a inovação. A investigação no CEG-IST é fortemente dirigida por aplicações a setores públicos e privados específicos, tal como saúde, energia, indústria e ecossistemas, gestão de cidades e territórios rurais, que conferem um contexto substantivo ao desenvolvimento e melhoria de intrumentos que operam na interface da ciência da gestão com a engenharia. Diversos tipos de instrumentos agregam os resultados de investigação do CEG-IST, associados à criação e desenvolvimento de conhecimento, ferramentas e métodos para tomar decisões e formular políticas, desenhar e melhorar sistemas de gestão e engenharia nas organizações, e examinar as dinâmicas da indústria, do trabalho, da tecnologia bem como dos sistemas ambientais e sociais. O plano de implementação estratégica do CEG-IST assenta no uso adequado dos recursos disponíveis que apoiam as atividades de investigação. Os principais resultados do CEG-IST são publicações científicas, difusão do conhecimento através de investigação aplicada, atividades de transferência de tecnologia, apresentações em conferências e edução em programas de doutoramento. As publicações do CEG-IST reportam a sua investigação teórica, aplicada e interdisciplinar num conjunto alargado e diversificado de revistas – incluindo revistas de topo como o International Journal of Management Science OMEGA, a European Economic Review, o European Journal of Operational Research EJOR. O CEG-IST tem atualmente 34 investigadores doutorados, dos quais 26 são investigadores integrados. De acordo com um estudo bibliométrico realizado pela Universidade de Leiden para a FCT, cobrindo o período 2007-2011, o CEG-IST está altamente classificado entre as 17 unidades de investigação em enconomia e gestão em Portugal. A estratégia do CEG-IST no seu esforço para um nível de excelência assenta na exploração profunda de conceitos, técnicas e aplicações nos seus três campos: ESG SEM é o campo de investigação mais consolidado, particularmente focado nas ciências da decisão, análise de riscos, optimização, cadeias de fornecimento e gestão de operações, gestão de desempenho e gestão de projeto; EGO EMO, que nos últimos 5 anos expandiu o alcance do CEG-IST no domínio das organizações e dos mercados, do capital humano e dos recursos humanos, e do empreendedorismo e da inovação; GAEAS SENSU, recentemente introduzido no CEG-IST como um novo campo integrador, é dedicado à gestão e avaliação estratégica ambiental para a sustentabilidade, liderando investigação em avaliação ambiental estratégica, desenho e estratégias para a sustentabilidade e inovação social. Em síntese o CEG-IST desenvolve investigação teórica e aplicada nas fronteiras da Ciência da Gestão com a Engenharia para aprender mais sobre a arte e a ciência de tomar decisões em ambientes complexos e dinâmicos. Desde a sua criação as atividades do CEG-IST têm estado sobretudo focadas na concepção e aplicação de formulações inovadoras em métodos de ciência da gestão para facilitar a engenharia e a gestão de Sistemas e Organizações. As crescentes preocupações relcionadas com as questões de sustentabilidade tornaram clara a necessidade de formalizar uma nova área de investigação. Com esta estrutura o CEG-IST oferece atualmente uma plataforma mais fortalecida para proporcionar interações multi e inter-disciplinares, assegurando uma nova perspetiva em relação às dimensões tempo, tecnologia, ambiente e pessoas, adoptando a sustentabilidade como um objetivo de longo prazo, num novo paradigma de sociedade. Juntos numa perspetiva de pensamento sistémico, os três campos principais do CEG-IST procurarão estabelecer uma nova atitude de investigação numa abordagem que integra a gestão, a tecnologia e as ciências sociais.

  • Open Access mandate for Publications
    Funder: FCT Project Code: UID/FIL/00701/2013
    Funder Contribution: 30,000 EUR
    Partners: UCP

    Until 2013, the CEFI was organized in three Research Groups. They corresponded to the need to reorganize the research inherited from the R&D unit that preceded it, endowing it with a thematic coherence and framing the research activities within the wider objectives of the Center. These objectives were structured around a philosophical investigation of the human phenomenon in its various dimensions, in accordance with the general aims of the Center since its foundation. The present Strategic Project reassesses these aims and intends to work out those dimensions in three distinct but complementary research areas: 1 the human being as a living being and a person; 2 as an individual, social and historical being; and 3 as a creator of culture and as an agent responding to ethical and legal standards and norms. Given the diversity of philosophical training of the Center’s senior and junior researchers, many of whom have expertise in more than one area of the philosophical curriculum, as well as the variety of methodologies they currently use to address philosophical problems, the research carried out in the past – and most probably in the future – has a necessarily interdisciplinary nature. Thus, some researchers may participate in more than one Research Group. Notwithstanding, the insertion of CEFI in the institutional framework of the Portuguese Catholic University - without disregard for the specificity of philosophy as an independent and self-justified kind of knowledge – explains the particular attention that has been given to those dimensions of the human phenomenon that point in a perspective of transcendence: either in exploring the dynamics of consciousness in its relation to the world for instance, in the sphere of cognition, or in the analysis of ethical issues in the broad domain of human agency. This overall direction of research, which confers to CEFi its specificity, compared with research practices that take place in other R&D units of Philosophy, will be maintained under this Strategic Program, although subject to several changes, which will be mentioned in the frame on General Strategy and Management. CEFI researchers will focus on contemporary debates regardless of the diverse philosophical orientations in which they are conducted, in a creative and not merely historical perspective. CEFI conceives philosophy as a living practice, deeply inserted in discussions on Science, Religion, Politics and the Arts. From this perspective, the various fields of the philosophical curriculum, metaphysics, ontology, anthropology, philosophy of science, ethics, political philosophy as well as the multiple trends in which it is distributed throughout its history, can be called to address the multiple dimensions of the human phenomenon. We can thus be more specific on how further research will be conducted, on the basis of the three areas that have been indicated above. 1 Regarding the first: philosophical disciplines such as Philosophy of Consciousness also labeled Philosophy of Mind or even Philosophy of Spirit, depending on the cultural and linguistic milieu in which it develops offer new perspectives and a reappraisal of some classical themes of Philosophical Anthropology, enriching them with the contributions of Psychology, Psycho-linguistics, Psychoanalysis and the Cognitive Sciences. This will be an area of research for 2015-2020, especially in the Research Group «Cognition, Lived Experience and Emotions», continuing the research already conducted in the Center, namely in projects such as «What can a Body do?» or the Ongoing Seminar «Phenomenology and Psychoanalysis». 2 Regarding the second: one knows that in the field of ethics new perspectives have also been opened for the understanding of the human phenomenon. On the one hand, in a reflection extended to areas traditionally independent of philosophically oriented ethical considerations, such as the Health Sciences or Environment Sciences; on the other hand, in the enlargement of the classical notion of practical philosophy– traditionally divided e.g. in the Aristotelian or Kantian heritage in ethics and political philosophy –, now extending to areas such as the philosophical counseling, the intersubjective relations in corporate milieu, etc. This line of research, that has began in the CEFi in recent years, will be developed in 2015-2020. 3 Regarding the third: the emergence of the phenomenon of globalization including its economic and financial aspects provides a set of challenging issues for philosophical reflection. Philosophy, as practiced until the middle of the XXth century, inherited from the Greco-roman and Christian traditions. The accepted values, the rules for leaving in community, the forms of legitimating human conduct, the global meaning of human existence – expressed in philosophy, culture, art and religion – were since then strongly put under question. In line with previous research projects about the meaning and the heritage of French Revolution, the mutual limitation of public and private spheres, or the political ideas of Eric Voegelin, the CEFi researchers will also focus their attention in this set of issues. The CEFi is not only strongly committed to its Christian identity, but also with its belonging to the Portuguese speaking philosophical and cultural tradition. That’s why particular attention will be paid to the several ways the aforementioned debates have been reflected by the Portuguese philosophical community, enriching and being enriched by them, and projecting Portuguese philosophical production in the European and worldly levels. For more details on this particular issue, see further on the objectives of the Research Group «Culture, Art and Religion. Até 2013 o CEFi encontrava-se organizado em três Grupos de Investigação. Eles corresponderam a uma necessidade de reorganizar a investigação herdada da Unidade de I&D que o precedeu, proporcionando-lhe a desejada coerência temática e, em simultâneo, enquadrando-a nos objectivos gerais do Centro. Tais objectivos, explicitamente consignados nos relatórios científicos do Centro, desde a sua fundação, estruturavam-se em torno de uma investigação filosófica do fenómeno humano nas suas múltiplas dimensões. É esta investigação que o presente Projecto Estratégico pretende aprofundar, articulando-a em três grandes áreas de pesquisa, distintas, mas complementares: 1 o ser humano enquanto ser vivo e enquanto pessoa; 2 enquanto indivíduo e enquanto ser social e histórico; 3 enquanto criador de cultura e enquanto agente sujeito a normas e padrões éticos e jurídicos. Tendo em conta a diversidade de formação filosófica dos seus investigadores seniores e juniores, muitos dos quais possuem habilitações em mais do que uma área do curriculum filosófico, bem como a variedade de metodologias por eles utilizadas na abordagem dos problemas filosóficos, a investigação realizada no passado teve – e continuar a ter no futuro – um carácter necessariamente multidisciplinar. Por esta razão, aconteceu e acontecerá novamente que alguns investigadores, tendo em conta a natureza dos projectos em que se encontram envolvidos, participem nas actividades de mais do que um Grupo de Investigação. A inserção do CEFi no quadro institucional da Universidade Católica Portuguesa – e sem que tal signifique menor cuidado pela especificidade da filosofia enquanto saber independente e auto-fundante – explica a particular atenção da investigação àquelas dimensões do fenómeno humano que apontam numa perspectiva de transcendência: quer explorando as dinâmicas da consciência na sua relação com o mundo nomeadamente, na esfera da cognição, quer na análise de problemas de natureza ética no domínio amplo da acção. Esta orientação global da investigação, que confere ao CEFi a sua especificidade, se a compararmos com a investigação realizada em outras unidades de I&D em Filosofia, manter-se-á no actual Projecto Estratégico, embora sujeita a algumas modificações que serão registadas no quadro sobre Estratégia Geral e Governo da Unidade. Sem negligenciar a tradição filosófica no interior da qual tiveram a sua origem os três tópicos acima mencionados, os investigadores do CEFi concentrar-se-ão nos debates contemporâneos independentemente das diversas orientações filosóficas com que são levados a cabo, nos quais procurarão intervir numa perspectiva criadora e não apenas histórico-filosófica. O CEFi partilha de uma ideia de Filosofia como uma prática viva, profundamente inserida nas discussões sobre a Ciência, a Religião, a Política e a Arte. Nesta perspectiva, vários domínios do curriculum filosófico metafísica, ontologia, antropologia, filosofia da ciência, ética, filosofia política, tal como variadas correntes nas quais se repartiu a filosofia ao longo da sua história, podem ser convocados para uma abordagem do fenómeno humano. Podemos, então, ser mais específicos relativamente ao modo como a investigação será levada a cabo no futuro, na base das três grandes áreas acima referidas. 1 Relativamente à primeira: novas perspectivas foram abertas nas últimas décadas a uma investigação filosófica do fenómeno humano. Disciplinas filosóficas tais como a Filosofia da Consciência também designada por Filosofia da Mente, ou mesmo por Filosofia do Espírito, em função do ambiente cultural e linguístico em que se desenvolveu oferecem a possibilidade de uma reavaliação de temas clássicos da Antropologia Filosófica, enriquecendo-a com os contributos da Psicologia, da Psicolinguística, da Psicanálise ou das Ciências Cognitivas. Esta será uma área de investigação para o próximo período de seis anos, continuando investigação já levada a cabo num dos Grupos de Investigação existentes. 2 Relativamente à segunda: sabe-se que, no âmbito da ética, novos horizontes se abriram para a compreensão do fenómeno humano. Por um lado, numa reflexão que se alargou a áreas tradicionalmente independentes de considerações de natureza ética, tais como as ciências da saúde ou as ciências do ambiente; por outro lado, com o alargamento da noção clássica de filosofia prática – tradicionalmente divida em ética e política –, abrindo-se, agora, a áreas como o aconselhamento filosófico, as relações intersubjectivas em meio empresarial, etc. Esta linha de investigação, que começou no CEFi em anos recentes, será prosseguida e aprofundada em 2015-2020. 3 Relativamente à terceira: a emergência do fenómeno da globalização incluindo os seus aspectos económicos e financeiros colocou a reflexão filosófica perante um conjunto de interessantes questões. A Filosofia, tal como foi praticada até meados do século XX, era herdeira das tradições Greco-romana e cristã. Os valores aceites, as regras para viver em comunidade, as formas de legitimação da conduta humana, o sentido global da existência – expresso na filosofia, na arte ou na religião – foram, desde então, seriamente postos em causa. Em linha com projectos de investigação já realizados ou ainda em curso sobre o sentido e o legado da Revolução Francesa, sobre a delimitação das esferas pública privada, sobre as ideias políticas de Eric Voegelin, sobre a tradição franciscana na cultura portuguesa, os investigadores do CEFi dedicarão também a sua atenção a estes problemas. O CEFi integra-se no espaço institucional e identitário da Universidade Católica Portuguesa, mas também no espaço de língua e cultura portuguesas. Por este motivo, os seus investigadores estarão particularmente atentos às expressões dos debates filosóficos anteriormente referidos na comunidade filosófica portuguesa e lusófona, que os enriqueceu e por eles foi enriquecida, projectando-se, em consequência, tanto a nível europeu como a nível mundial.

  • Open Access mandate for Publications
    Funder: FCT Project Code: SFRH/BPD/108591/2015
    Funder Contribution: 18,690 EUR
  • Open Access mandate for Publications
    Funder: FCT Project Code: UID/DTP/04138/2013
    Funder Contribution: 800,000 EUR
    Partners: CECF/FF/ULisboa

    The Research Institute for Medicines - Instituto de Investigação do Medicamento iMed.ULisboa is a multidisciplinary R&D Unit in Life and Health Sciences, hosted at Faculdade de Farmácia, Universidade de Lisboa FF/ULisboa. The identity of this new research unit, with renewed statutes, matured from the existence of previous FCT-funded research units, iMed.UL and CPM/URIA, sharing facilities, resources and expertise at FF/ULisboa. Our mission is to develop innovative medicines and benefit human health through top-class multidisciplinary research. This mission is pivotal in setting the strategic direction to achieve our objectives: • Encourage and support high-quality multidisciplinary research to improve human health and benefit quality of life; • Encourage commercial exploitation of our discoveries to improve economic competitiveness; • Attract and train highly skilled researchers; • Outreach the general public and schools; • Promote good practices, striving for continuous improvements, including evaluation of all aspects of performance. The 2015-20 iMed.ULisboa Strategic Plan takes the theme RESEARCH Develops MEDICINES emphasizing the impact that high quality research has on effective development of novel therapeutics, thus benefiting human health and society wellbeing. Here we establish the global path for developing innovative treatment strategies, while maintaining excellence in the basic research that supports these activities. We outline our strategic priorities explaining how the strategy will drive progress in support of iMed.ULisboa mission, and will deliver measurable impact of research outcomes. STRATEGIC PRIORITY 1: Create innovative scientific solutions Supporting research from basic to translational that is most likely to develop medicines. The objective is to focus on four Program Areas in basic to translational research, including Drug Discovery, Drug Design, Drug Development and Drug Usage. STRATEGIC PRIORITY 2: Bridge research and society Expanding networks and synergies to ensure recognition of iMed.ULisboa value and contributions, and return the impact of fundamental research to people. STRATEGIC PRIORITY 3: Enable scientists and train students Sustaining a robust and flourishing environment for world-class medicines research and training. STRATEGIC PRIORITY 4: Optimize organizational effectiveness Building upon existing organizational strengths by considering and pursuing opportunities for improvement. We will support excellent research in areas that are the most likely to deliver substantive progress in tackling challenges posed by drug discovery and development. While aiming at maximum impact, iMed.ULisboa will encourage research across the full spectrum of drug development, in major relevant disease areas, from fundamental laboratory-based science to pre-clinical studies. We value an environment that encourages widespread collaboration, challenging research problems, and provocative and stimulating research questions. Our 94 integrated members and 121 PhD students have the adequate environment to pursue fundamental long-term research problems or focused research for specific applications, particularly in the area of therapeutic innovation. We benefit from shared core laboratories and technologies, broad technical and administrative support, and intense research communication and networking activities. We work closely with national and international collaborators to fulfill our mission. This strategy will maintain a broadly balanced research portfolio, and at the same time shape it to ensure that research reflects evolution of health needs, namely in areas of ageing and ageing-related diseases, such as diabetes, cancer and neurodegeneration, and infection. Our strategy will additionally ensure co-operation or concentration of efforts to maximize the national and international impact of our research, while reflecting the needs of others who use our research, in public services and in industry, always responding to international research trends. Accelerating the development of promising new technologies and products is key, including investing in knowledge transfer opportunities. Finally, the last pillar of this strategy will improve the productivity of our research by investing in infrastructures and training. We will measure progress against our aims and objectives throughout this strategic plan, and deliver a minimum of one major strategic evaluation per year, and a number of specific focused evaluations. Key success indicators in each Strategic Priority will include: • Advancement of knowledge in life and health sciences, and specifically in drug discovery and development, through publications and patents with positive economic impact; technology transfer and licensing; encouragement of research proposals and contracts of the highest excellence; alignment of funding profile with research priorities. • Impact on the development of new policy and practice in medicines and pharmaceutical research; new products leading to improved diagnosis and treatment of disease; increased engagement of society in debates and discussion; leading role in defining the agenda for support medicines research and development in Portugal and Europe. • Measurable increase in skilled people working in drug discovery and development; improved technologies, methods and tools benefiting research; better position to apply for international competitive project calls. • Projects completed on time and within budget. Our strategy for the future is built on our unique position in contributing to more effective ways for medicines research to succeed, from understanding fundamental questions, with specific life and health issues in mind, to pursuing unrelenting disease problems in today’s society. This strategy reflects the vision of iMed.ULisboa boards and research groups, advised by industry and academia leaders, to best position iMed.ULisboa to fulfill its mission. O Instituto de Investigação do Medicamento iMed.ULisboa é uma unidade multidisciplinar de R&D em Ciências da Vida e da Saúde, da Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa FF/ULisboa. A identidade desta nova unidade, com estatutos renovados, amadureceu a partir de unidades anteriores financiadas pela FCT, iMed.UL e CPM/URIA, que partilhavam recursos e conhecimento na FF/ULisboa. A nossa missão é desenvolver medicamentos inovadores e beneficiar a saúde humana através de investigação multidisciplinar de nível internacional. Esta missão é fundamental na definição da orientação estratégica para atingir os nossos objetivos: • Apoiar a investigação multidisciplinar de excelência, tendo em vista o benefício da saúde humana e da qualidade de vida; • Incentivar a exploração comercial das descobertas, contribuindo para a competitividade da economia; • Atrair e formar investigadores altamente qualificados; • Chegar ao público e às escolas; • Promover boas práticas e avaliar todos os aspetos do desempenho. O Plano Estratégico 2015-20 do iMed.ULisboa abraça o tema INVESTIGAÇÃO Desenvolve MEDICAMENTOS, enfatizando o impacto que a investigação de excelência tem no desenvolvimento de medicamentos mais eficazes, em benefício da saúde e bem-estar da sociedade. Estabelecemos o caminho global para o desenvolvimento de estratégias terapêuticas inovadoras, desenvolvemos investigação básica de suporte, delineamos prioridades e explicamos como impulsionamos o progresso, em prole da nossa missão, com resultados de impacto mensurável. PRIORIDADE ESTRATÉGICA 1: Criar soluções científicas inovadoras Apoiar a investigação básica e translacional de sucesso no desenvolvimento de medicamentos inovadores, concentrando esforços em quatro áreas programáticas de Descoberta, Design, Desenvolvimento e Uso de Medicamentos. PRIORIDADE ESTRATÉGICA 2: Construir pontes entre investigação e sociedade Expandir redes e sinergias que promovam o valor da contribuição do iMed.ULisboa e devolvam à sociedade o impacto da investigação. PRIORIDADE ESTRATÉGICA 3: Capacitar os cientistas e treinar os alunos Manter um ambiente dinâmico e criativo na investigação e formação, de nível internacional, na área de medicamentos inovadores. PRIORIDADE ESTRATÉGICA 4: Otimizar a eficácia organizacional Construir sobre os pontos fortes existentes na organização, procurando oportunidades de melhoria e crescimento. O iMed.ULisboa apoiará a investigação de qualidade excecional, em resposta aos desafios colocados pela descoberta e desenvolvimento de medicamentos. Embora visando o máximo impacto, pretendemos incentivar a investigação em todo o espectro do desenvolvimento de medicamentos desde o laboratório até à pré-clínica. Valorizamos um ambiente que incentiva a colaboração e o desafio. Os nossos 94 membros integrados e os 121 alunos de doutoramento dedicar-se-ão a questões fundamentais, a longo prazo, ou a aplicações específicas, na área da inovação terapêutica. Beneficiamos da existência de laboratórios partilhados e tecnologias essenciais, bem como de apoio técnico e administrativo, para além de atividades intensas de comunicação e funcionamento em rede. Trabalhamos de perto com colaboradores nacionais e internacionais para cumprir a nossa missão. Esta estratégia mantém um portfólio de investigação equilibrado e, ao mesmo tempo, estrutura-o e prepara-o por forma a refletir a evolução das necessidades em saúde, nomeadamente nas áreas de envelhecimento e doenças relacionadas, tais como diabetes, cancro e neurodegenerescência, e infecção. A nossa estratégia irá, igualmente, assegurar a cooperação e concentração de esforços para maximizar o impacto nacional e internacional da investigação que realizamos, ao mesmo tempo que reflete as necessidades de quem usa os nossos resultados, nos serviços públicos e na indústria, sempre respondendo às tendências internacionais. Acelerar o desenvolvimento de novas tecnologias e produtos promissores será crucial, nomeadamente através do investimento em oportunidades de transferência de conhecimento. Finalmente, o último pilar desta estratégia melhorará a produtividade da nossa investigação, através do investimento em infraestruturas e formação. Propomo-nos avaliar o nosso progresso, em relação às metas e objetivos, ao longo deste plano estratégico, realizando uma avaliação anual, para além de uma série de avaliações intercalares, específicas e mais focadas. Os principais indicadores de sucesso incluem: • Avanço do conhecimento nas Ciências da Vida e da Saúde, especificamente na descoberta e desenvolvimento de medicamentos, através de publicações com impacto; transferência de tecnologia e licenciamento; incentivo a propostas e contratos de investigação de excelência; alinhamento do perfil de financiamento com as prioridades de investigação. • Impacto sobre o desenvolvimento de novas políticas e práticas na investigação farmacêutica e do medicamento; novos produtos que levam a um melhor diagnóstico e tratamento de doenças; maior envolvimento da sociedade; liderança na definição da agenda de apoio à investigação em Portugal e na Europa. • Aumento do número de investigadores qualificados que trabalham na descoberta e desenvolvimento de medicamentos; melhoria das tecnologias, métodos e ferramentas de investigação; melhor posicionamento em concursos internacionais de projetos competitivos. • Conclusão de projetos dentro do prazo e do orçamento. A nossa estratégia para o futuro é construída sobre a posição única que ocupamos a nível nacional e no contributo que podemos dar para o sucesso da investigação na área do Medicamento, desde a compreensão de questões fundamentais da vida Humana até ao tratamento de doenças devastadoras na sociedade de hoje. Esta estratégia reflete a visão dos vários órgãos e grupos de investigação do iMed.ULisboa, aconselhados por líderes do meio industrial e académico, para melhor posicionar o iMed.ULisboa no cumprimento da sua missão.

  • Open Access mandate for Publications
    Funder: FCT Project Code: SFRH/BD/104671/2014
    Funder Contribution: 65,033.7 EUR
    Partners: Faculdade de Ciências da Saúde da Universidade da Beira Interior
  • Open Access mandate for Publications
    Funder: FCT Project Code: SFRH/BPD/101480/2014
    Funder Contribution: 34,750.9 EUR
  • Open Access mandate for Publications
    Funder: FCT Project Code: SFRH/BPD/101793/2014
    Funder Contribution: 72,020.3 EUR
  • Open Access mandate for Publications
    Funder: FCT Project Code: PD/BD/105891/2014
    Funder Contribution: 66,249.2 EUR
    Partners: FD/UNL
  • Open Access mandate for Publications
    Funder: FCT Project Code: UID/DIR/04643/2013
    Funder Contribution: 200,000 EUR
    Partners: Universidade de Coimbra

    Societal challenges, uncertainty and law 1. The most impressive features of contemporary life are uncertainty and change. In many relevant fields of social agency, the outcome of human action – and, as a consequence, the future of mankind at large – has become increasingly uncertain. Paradoxically, the development of science and technology leads to sharper awareness of the limits of positive knowledge: progressively, we know in a more precise manner, and to a wider extent, what is still unknown to us. Uncertainty affects both the dynamics of social action as the object of legal regulation and the process through which legal rules and their authors are produced. To put it simple, not only the environmental impact of a given industry, but also the criteria to be adopted for authorising its functioning might be uncertain. Hence, apart from having significant epistemic consequences, uncertainty impinges also on the pragmatic dimensions of social interaction, because it reduces predictability, which is a condition of utmost importance in the just and rational reconciliation of conflicting interests. 2. Uncertainty magnifies the problematic issues raised by the changes in the social, economic and political structures that have dramatically transfigured the world in the last two decades. Those issues can be grouped in three levels of analysis. 2.1 At the macro-level, the production of binding rules is no longer confined within the mediate or immediate monopoly of the State. Trans-state entities – public, such as the WTO and the EU, and private, such as transnational corporations and NGO –, as well as infra-state autonomous agencies to whom public power is “out-sourced”, play an essential role in the regulation of social and economic relations. The political status of those entities challenges the traditional parameters of legitimacy and the net of rules, norms and ethic codes secreted in the dynamics of their interaction must be organised under the old and some new legal principles. Furthermore, it is necessary to draft common strategies to tackle scarceness issues that have become of global concern: poverty, shortage of food and water supplies as well as energy and natural resources, the sustainability of pension systems and, as shown by the most recent economic crisis, financing States and enterprises under the global rules of the existing financial system. 2.2 At the meso-level, risk control is a crucial concept in the highly rationalised decision-making process, for both drafting public policies and planning private economic activity. Efficient decisions and regulations depend on reliable risk assessments, which, in turn, require accurate information, making transparency and communications processes public goods. From another perspective, technological development and innovation create new economic utilities, which raise conflicting interests that must be reconciled through appropriate new legal frameworks. Finally, there are several policy issues at this level that cannot be addressed outside the framework of distributive justice, such as the specific legal treatment of small and medium-sized enterprises, with a view to promoting innovation and growth, and the protection of weaker economic agents e.g., the worker, the consumer, etc.. 2.3 At the micro-level, new rights have been awarded to vulnerable individuals e. g., elderly people, women, minors, prisoners, members of ethnic and religious minorities, patients, the physically or mentally impaired, migrants, the poor, which include claims for special protection and, in some instances, specific rights of participation in the decision-making process. The proliferation and strengthening of individual rights results from the cultural evolution of the idea of justice and is in line with the core notion that the human person is at the very centre of the legal discourse. However, it is also clear that it increases the complexity of the tasks the legal system is supposed to perform, in that it calls for new valid balances between the multifarious interests at stake. 2.4 The new societal challenges mentioned above rise in time present and law, as a cultural institution, is rooted in the past. This calls for an overarching reflection on the methodological, theoretical and philosophical current status of legal discourse as a particular cultural product, both situated in time and promoting its continuous self-reinvention for the fulfilment of its specific purpose. Being an ever unfinished project that must provide definite answers to new and unforeseen issues, one might wonder whether the continuity / institutionalisation of the legal system should embrace and be committed to preserving a given cultural identity, or rather acknowledge new boundaries to its functions and resort to more neutral regulation devices. 3. Counting more than 50 members, it is only natural that the UCILeR does not endorse one single scientific approach to law: the abundance of researchers is seen as an opportunity for a pluralistic methodological stance. However, there are two common features that unite all the researchers and thus justify the creation of an autonomous institution with its own “genetic code”: the awareness that law is a practical task requiring a sound and accurate theoretical basis; and the belief that the ultimate reference – the vanishing point – of legal discourse is the eminent dignity of the human person. Desafios sociais, incerteza e direito 1. As características mais marcantes da vida contemporânea são a incerteza e a mudança. Nos diversos campos da actividade social, o resultado da acção humana – e, por isso, o próprio futuro da Humanidade – foi-se tornando cada vez mais incerto. Paradoxalmente, o desenvolvimento da ciência e da tecnologia conduz a uma percepção mais nítida dos limites do conhecimento positivo: progressivamente, sabemos de forma mais precisa e com maior extensão aquilo que ainda desconhecemos. A incerteza afecta simultaneamente a dinâmica da actividade social enquanto objecto de regulamentação e o processo através do qual as regras jurídicas e os respectivos autores são produzidos: tanto o impacto ambiental da instalação de certa indústria como os critérios que devem ser adoptados para autorizar o seu funcionamento podem ser incertos. Assim, para além de ter consequências epistémicas significativas, a incerteza incide também sobre a interacção social, porque reduz a previsibilidade, que é uma condição da maior importância na composição justa e racional dos interesses conflituantes. 2. A incerteza amplia os problemas suscitados pelas alterações das estruturas sociais, económicas e políticas que transfiguraram dramaticamente o mundo nas últimas duas décadas. Esses problemas podem agrupar-se em três níveis de análise. 2.1 No nível macro, a produção de regras vinculativas já não é um monopólio mediato ou imediato do Estado. As entidades trans-estatais – públicas, como a OMC e a UE, e privadas, como as empresas multinacionais e as ONG – e certas agências infra-estatais autónomas a quem se conferem poderes públicos desempenham hoje um papel essencial na regulação das relações sócio-económicas. O estatuto político destas entidades desafia os parâmetros tradicionais da legitimação e a rede de regras, normas e códigos deontológicos segregada pela dinâmica da respectiva interacção tem que ser organizada e reconduzida aos clássicos e novos princípios jurídicos. Além disso, é necessário conceber estratégias comuns para resolver os problemas de escassez que se tornaram em preocupações globais: a pobreza; a diminuição das reservas de alimentos e de água bem como dos recursos naturais e energéticos; a sustentabilidade dos sistemas de pensões e, tal como se evidenciou na crise económica mais recente, o financiamento de Estados e empresas sob as regras globais do sistema financeiro existente. 2.2 No nível meso, o controlo do risco é um conceito crucial em processos decisórios altamente racionalizados, tanto no que toca à concepção de políticas públicas, como no planeamento da actividade económica privada. A eficiência das decisões e das regulamentações depende de avaliações do risco fiáveis, que por sua vez requerem informação precisa, tornando por aí a transparência e os processos comunicativos em bens públicos. De outra perspectiva, o desenvolvimento tecnológico e a inovação criam novas utilidades, capazes de suscitar interesses conflituantes que devem ser harmonizados através de novos enquadramentos jurídicos. Finalmente, há algumas políticas neste campo que têm de submeter-se a um quadro de justiça distributiva, como o tratamento jurídico específico das pequenas e médias empresas com vista à promoção da inovação e do crescimento e a protecção dos agentes económicos mais débeis p. ex., o trabalhador, o consumidor, etc.. 2.3 No nível micro, deparamos com a atribuição de novos direitos a pessoas vulneráveis p. ex., os idosos, as mulheres, os menores, os reclusos, os membros de minorias étnicas e religiosas, os doentes, as pessoas portadoras de deficiência física ou mental, os emigrantes, os pobres, onde se incluem pretensões de protecção especial e, muitas vezes, direitos específicos de participação nos processos decisórios públicos. A proliferação e o fortalecimento dos direitos individuais resulta da evolução cultural da ideia de justiça e é consistente com a noção fundamental de que a pessoa humana se encontra no centro do direito e do discurso jurídico. Todavia, é indiscutível que esta evolução aumenta a complexidade das tarefas que o sistema jurídico deve executar, porque exige novos equilíbrios válidos entre a multiplicidade de interesses em jogo. 2.4 Os novos desafios societários mencionados são problemas do presente e o direito, enquanto instituição cultural, está enraizado no passado. Esta circunstância convoca uma reflexão global sobre o estatuto metodológico, teorético e filosófico actual do discurso jurídico como produto cultural de natureza particular, simultaneamente situado no tempo e promovendo a sua contínua auto-reinvenção para o cumprimento da sua específica intencionalidade. Tratando-se de um projecto nunca findo ao qual se pedem respostas definitivas para questões novas e imprevistas, pode perguntar-se se a continuidade / institucionalização do sistema jurídico deveria adoptar e comprometer-se com a preservação de uma dada identidade cultural, ou antes reconhecer novos limites às suas funções e reduzir-se ao estabelecimento de mecanismos de regulamentação neutros. 3. Contando com mais de 50 membros, é natural que o IJ não adopte uma abordagem científica única: a abundância de investigadores é encarada como uma oportunidade para uma atitude metodológica pluralista. Porém, há duas características comuns que unem todos os investigadores e que assim justificam a criação de uma instituição autónoma com um “código genético” próprio: a consciência de que o direito é uma tarefa prática que requer uma base teórica sólida e precisa; e a convicção de que a referência última – o ponto de fuga – do discurso jurídico é a eminente dignidade da pessoa humana.

  • Open Access mandate for Publications
    Funder: FCT Project Code: UID/EMS/00667/2013
    Funder Contribution: 467,828 EUR
    Partners: Associação para a Inovação e Desenvolvimento da FCT

    UNIDEMI is a small research unit that experienced a fast development and growth in the last 10 years. UNIDEMI’s strategy considers that it must develop a strong core of scientific distinctive competences in a limited set of areas and extend these core competences with multidisciplinary linkages to other scientific knowledge areas and linkages with application domains through cooperation with other research units. Within the core, we have reconfigured our research groups to: Systems Engineering and Management; Manufacturing Technology and Automation; and Fluids and Structures Engineering. UNIDEMI has defined four strategic objectives for 2015-2020: to Achieve Excellence in Research and Development Activities, meaning worldwide recognition by the results achieved by the various UNIDEMI research teams; Create an Excellent Nurturing Space for New Researchers, leveraging the capability to attract and breed new PhDs students from across the world; Developing Excellence in Embedding Leading-edge Scientific Knowledge into Business Fabric through the increasing number of contracts with companies, the profile level of companies that engage in joint R&D activities both national and international, the amount of contracted funding obtained, number of patents/models/IP registered as results from projects, and start-ups ignited derived from research conduct within the research group; and finally Generating Excellent Multidisciplinary and Internationally Networked Research Teams, meaning that research will be conducted with teams assembled with research members from across the world, and thus sustaining dynamic virtual research teams with different background and expertise. To attain these objectives, UNIDEMI has a strategy with two main threads: 1 The Scientific Competences Thread The Scientific Competences Thread, where activities are targeted at achieving higher levels of scientific competences in the various research areas of each research group. Scientific competences are seen at the research unit level as being developed as a portfolio of programs, projects and individual activities, and where organization and allocation of resources, planning and control is conducted at the research group level. - The Systems Engineering and Management SEM Research Group is UNIDEMI’s larger research group and has vertical scientific research areas, that focus on specific themes of industrial systems design, engineering and management, along with horizontal scientific areas of research that cover the vertical areas but also extend to the other research groups. - At Manufacturing and Technology Automation MTA Research Group there is a high focus on advanced manufacturing processes focused in laser welding, friction stir processing, composites machining and non-destructive testing. - At Structures and Fluids Engineering SFE Research Group there is a high focus on specific scientific areas of fluid-structure interaction, namely on applications related to efficient energy production and its utilization, and design of coastal structures and reliability of marine structures. 2 The Horizontal Competences Thread The Horizontal Competences Thread where activities are targeted at delivering supporting competences related with Enhancing Scientific Capabilities, Liaison with Scientific Partners, Scientific Promotion and Exploitation and Entrepreneurship. - Enhancing Scientific Capabilities activities are designed to develop different dimensions of the scientific capabilities for UNIDEMI’s researchers. - Liaison with Scientific Partners activities will focus on developing events like workshops, conferences or one-to-one meetings with prospective and current strategic scientific partners like other national and international research units and groups. - Scientific Promotion activities are mainly related with marketing scientific results close to the peers within the scientific community, close to the business fabric and industrial ecosystems at national and international level, with governmental bodies, and promoting scientific results in society as whole. - Exploitation and Entrepreneurship activities will focus on leveraging commercial exploitation of scientific research close to companies, governmental bodies along with providing guidance and support, in close liaison with FCT’s office for Entrepreneurship and Technology Transfer, for intellectual propriety protection and patents application. The scientific research services provided by UNIDEMI, regarding Industrial Engineering and Mechanical Engineering competences, are quite well demanded by companies located in Lisbon and Setubal regions, interested in developing scientific application projects in product design, prototyping, supply chain design, lean six sigma, ergonomics, industrial simulation, production management, logistics and warehousing, technology development. UNIDEMI is currently involved in 2 Doctoral programs: Industrial Engineering PDEI and Mechanical Engineering PDEM. UNIDEMI strategic plan considers launching eventually a third doctoral program, which is currently in development, in the area of Healthcare Engineering and Management. UNIDEMI’s research teams develop now their work in truly multidisciplinary environment, being part of various consortia in research projects at international levels. This will be enlarged through new strategic partnerships that will provide the grounding for the establishment of linkages with world-class research teams to achieve an extension to other scientific fields, namely, Nanotechnology, Computer Science, Operations Research and Statistics, and reinforce application domains in Healthcare, Materials, Automotive, Transportation and Energy. Knowledge transfer will be conducted through exploitation and entrepreneurship activities leveraging commercial exploitation of scientific research close to companies, governmental bodies, providing guidance and support for patents application. A UNIDEMI é uma pequena unidade de investigação que sofreu um rápido crescimento nos últimos 10 anos. A estratégia da UNIDEMI considera desenvolver um forte núcleo de competências científicas distintivas e ampliar essas competências centrais com ligações multidisciplinares para outras áreas do conhecimento científico e com novos domínios de aplicação através da cooperação com outras unidades de investigação. Dentro do núcleo de competências científicas, que foi reconfigurado, os nossos grupos de investigação são: Engenharia e Gestão de Sistemas; Tecnologia de Produção e Automação e Engenharia de Fluidos e Estruturas. A UNIDEMI definiu quatro objectivos estratégicos para 2015-2020: alcançar a excelência em actividades de investigação e desenvolvimento, i.e., o reconhecimento internacional pelos resultados alcançados pelas várias equipas de investigação UNIDEMI; Criar um Espaço de Incentivo de Excelência para novos investigadores, alavancando a capacidade de atrair estudantes de doutoramento de todo o mundo; Excelência na Incorporação de Conhecimento Científico nos Ecossistemas Empresariais através do aumento do número de contratos com empresas, o seu perfil nacionais e internacionais, o montante do financiamento obtidos, número de patentes/modelos/IP registados como resultados de projetos e start-ups derivados da investigação; e finalmente, a criação de uma Rede de Excelência Multidisciplinar Internacional de Equipas de Investigação, o que significa que a investigação será realizada com equipas com membros de todo o mundo, e sustentar, assim, dinâmicas de investigação com conhecimentos diferentes. Para atingir estes objetivos, a UNIDEMI definiu uma estratégia com duas linhas principais: 1 Linha estratégica Competências Científicas As atividades são orientadas para alcançar níveis mais elevados de competências científicas nas diversas áreas de cada grupo de investigação. As Competências Científicas são desenvolvidas como um portefólio de programas, projetos e atividades individuais, onde a organização e alocação de recursos, planeamento e controlo é realizado ao nível dos grupos de investigação. - O grupo de investigação Engenharia de Sistemas e Gestão SEM tem áreas científicas verticais, que se concentram em temas específicos do design industrial de sistemas, engenharia e gestão, juntamente com as áreas científicas horizontais de investigação que cobrem as áreas verticais, mas que também se estendem a outros grupos de investigação. - No grupo de Tecnologia de Produção e Automação MTA há um elevado enfoque nas tecnologias de fabricação ao nível da soldadura laser, dos processos de fricção, da maquinação de compósitos e dos testes não destrutivos. - No grupo de Fluidos e Estruturas de Engenharia FSE há um enfoque na interação fluido-estrutura e em aplicações relacionadas com a produção eficiente de energia e sua utilização, e no design de estruturas costeiras e fiabilidade de estruturas marítimas. 2 As competências horizontais As competências horizontais são direcionadas para a Capacitação Científica, Ligação com Parceiros Científicos, Promoção e Exploração Científica e Empreendedorismo. - As atividades de Capacitação Científica são concebidas para desenvolver as diferentes dimensões das capacidades científicas dos investigadores do UNIDEMI. - A Ligação com Parceiros Científicos incidirá no desenvolvimento de eventos como seminários, conferências ou reuniões com parceiros científicos estratégicos atuais e futuros, com outras unidades e grupos nacionais e internacionais de investigação. - Atividades de Promoção e Exploração Científica são relacionadas principalmente com os resultados científicos junto de pares dentro da comunidade científica, junto do tecido empresarial e ecossistemas industriais a nível nacional e internacional, com agências governamentais, bem como a promoção dos resultados científicos na sociedade de um modo geral. As atividades de Empreendedorismo irão concentrar-se em alavancar a exploração comercial da investigação científica junto de empresas, agências governamentais, juntamente com o fornecimento de orientação e apoio para a propriedade intelectual e submissão de patentes, em estreita ligação com o gabinete da FCT-UNL para o Empreendedorismo e Transferência de Tecnologia. A investigação científica realizada pela UNIDEMI, nas áreas de engenharia industrial e engenharia mecânica, são muito procuradas por empresas localizadas nas regiões de Lisboa e Setúbal, interessadas em desenvolver projetos de aplicação científica em design de produto, prototipagem, desenho da cadeia de abastecimento, Lean Six Sigma, ergonomia, simulação industrial, gestão da produção, logística e armazenamento, e desenvolvimento de tecnologia. A UNIDEMI tem actualmente dois programas de Doutoramento: Programa de Doutoramento em Engenharia Industrial PDEI e do Programa de Doutoramento em Engenharia Mecânica PDEM. O plano estratégico da UNIDEMI prevê o lançamento de um terceiro programa de doutoramento, que está actualmente em desenvolvimento, na área da Engenharia Industrial e Gestão de Unidades de Saúde. As equipas de investigação da UNIDEMI desenvolvem o seu trabalho em ambientes multidisciplinares, fazendo parte de vários consórcios em projectos de investigação a nível internacional. Esta rede será ampliada por meio de novas parcerias estratégicas que irão fornecer as bases para o estabelecimento de vínculos com as equipas de investigação de classe mundial para alcançar uma extensão para outros campos científicos, nomeadamente, a Nanotecnologia; a Ciência da Computação; a Investigação Operacional; a Estatística e reforçar domínios de aplicação na Saúde, Materiais, Automóvel, Transportes e Energia. A transferência de conhecimento será realizada através de actividades de exploração e de empreendedorismo, aproveitando a exploração comercial da investigação científica junto de empresas, agências governamentais, com orientação e apoio para a aplicação de patentes.

search
2,605 Projects, page 1 of 261
  • Open Access mandate for Publications
    Funder: FCT Project Code: UID/GES/00097/2013
    Funder Contribution: 223,692 EUR
    Partners: Associação do Instituto Superior Técnico para a Investigação e Desenvolvimento

    Integrated in an engineering school, CEG-IST is the Center for Management Studies of Instituto Superior Técnico IST hosted by IST-ID the IST Association for Research and Development. CEG-IST vision is to be a leading international research center in the frontiers between Management Science and Engineering MS&E. To that end, CEG-IST will explore and reinforce its systemic view to stimulate creativity in problem-solving, challenged by sustainability paradigms. CEG-IST’s overall objective is to promote research opportunities associated with the development of knowledge, processes, tools and methods required to make decisions and to shape public policies, to configure organizational structures and normative systems, to design engineering systems in sustainable patterns, and to solve problems associated with the information-intensive technology based economy, as well as with resilient, environmentally sound and sustainable futures. CEG-IST core research activity focus on appropriate problem formulations and solutions, on the design and modeling of systems and strategies, support to decision processes, public policy and planning, enabling technology transfer and the transition to more sustainable patterns of development. CEG-IST’s organizational structure is built with the purpose of promoting multi- and inter-disciplinary research, acknowledging the existence of three research fields of Systems Engineering and Management SEM, Engineering and Management of Organizations EMO and Strategic Environmental and Sustainability assessment and management SENSU, each one with a principal investigator, yet not disaggregated and compartmentalized in formal thematic lines. Instead, CEG-IST strategy is to encourage the cross-fertilization of the three fields to promote transversal research themes that can engage researchers with distinct backgrounds and interests, and encourage integrated research developments and findings. The unified structure of CEG-IST, as a single research group, enhances a network of research interests with multiple interactions and, consequently, motivating creativity and innovation. Research at CEG-IST is very much driven by applications to specific public and private sectors, such as health, energy, industries and ecosystems, cities and rural territories management that provide the substantive context to the development and fine-tunning of instruments that operate in the interface of management sciences with engineering. A varied type of instruments collate the research outcomes of CEG-IST, associated with the creation and development of knowledge, tools, and methods to make decisions and to shape policies, to design and improve management and engineering systems in organizations, and to examine the dynamics of industry, labor, technology as well as the environmental and the social systems. CEG-IST’s strategic implementation plan will depart from a proper use of available resources to support research related activities. The main outputs of CEG-IST are scientific publications, knowledge diffusion through applied research, technology transfer activities and conference presentations, and PhD-level education. CEG-IST publications report its theoretical, applied and interdisciplinary research in a large number and diversity of journals - including top journals such as the International Journal of Management Science OMEGA, the European Economic Review, the European Journal of Operational Research EJOR. CEG-IST currently has 34 researchers holding a PhD degree, of which 26 are integrated researchers. According to a bibliometric study commissioned by the FCT to the University of Leiden, covering the period 2007-2011, CEG-IST is very highly ranked amongst 17 Portuguese economics and management research units. CEG-IST’s strategy in striving for excellence is driven by an in-depth exploration of concepts, techniques and applications in its three fields: SEM is the more consolidated research field, focusing particularly on decision sciences, risk analysis, optimization, supply chains and operations management, performance management and project management; EMO, enhanced in the last 5-years period, expanded CEG-IST reach into organizations and markets, human capital and human resources, and entrepreneurship and innovation; SENSU, recently created as a new embracing field, is dedicated to strategic environmental and sustainability assessment and management, leading pathways in strategic environmental assessment, design and strategies for sustainability, and social innovation. In brief CEG-IST develops theoretical and applied research in the frontiers of Management Science with Engineering to learn more about the art and science of making decisions in complex, dynamic environments. Since its creation CEG-IST activities have been mainly focused on conceiving and applying innovative formulations and management science methods to facilitate the engineering and management of Systems and Organizations. The progressive interdisciplinary concerns related to Sustainability issues made clear the need to formalize a new research area. With this structure CEG-IST currently offers a stronger interconnecting platform, aims at multi and inter-disciplinary interactions, ensuring a new perspective into time, technology, environment and people with sustainability as a long-term objective in a new society paradigm. Taken together under a systems thinking perspective, the three core fields of CEG-IST will attempt to provide a global mindset, integrating management, technology, and social sciences. O Centro de Estudos de Gestão do Instituto Superior Técnico CEG-IST é uma unidade de investigação integrada numa escola de engenharia, administrada pelo IST-ID Associação para a Investigação e Desenvolvimento do IST. A visão do CEG-IST é ser um centro de investigação de liderança internacional na fronteira entre a Ciência da Gestão e a Engenharia. Com esse fim, o CEG-IST explorará e reforçará a sua visão sistémica e o estímulo à criatividade na resolução de problemas, atendendo aos desafios da sustentabilidade. O objetivo do CEG-IST é promover oportunidades de investigação no desenvolvimento de conhecimento, processos, instrumentos e métodos necessários à tomada de decisão, formulação de políticas, configuração de estruturas organizacionais e sistemas normativos, desenho de sistemas de engenharia, e resolução de problemas associados a uma economia baseada em tecnologia de informação-intensiva bem como a futuros resilientes, ambientalmente saudáveis e dirigidos à sustentabilidade. A atividade do CEG-IST centra-se na formulação de problemas e soluções, no desenho e modelação de sistemas e estratégias, no apoio aos processos de decisão, políticas públicas e planeamento, facilitando a transferência de tecnologia e a transição para padrões mais sustentáveis de desenvolvimento. A estrutura organizacional do CEG-IST é estabelecida com o propósito de promover uma investigação multi e interdisciplinar, reconhecendo a existência de três campos de investigação - Engenharia de Sistemas e Gestão ESG – em inglês SME, Engenharia e Gestão de Organizações EGO – em inglês EMO e Gestão e Avaliação Estratégica Ambiental para a Sustentabilidade GAEAS – em inglês SENSU - cada uma liderada por um investigador principal, sem no entanto se desagregar em linhas temáticas. Em vez disso, a estratégia do CEG-IST é encorajar a fertilização cruzada dos três campos, com o objetivo de promover temas de investigação transversal que envolvam investigadores com perfis e interesses distintos, encorajando o desenvolvimento, e resultados, de uma investigação integrada. A estrutura do CEG-IST num único grupo de investigação procura viabilizar uma rede de interesses de investigação com interações múltiplas e, consequentemente, motivar a criatividade e a inovação. A investigação no CEG-IST é fortemente dirigida por aplicações a setores públicos e privados específicos, tal como saúde, energia, indústria e ecossistemas, gestão de cidades e territórios rurais, que conferem um contexto substantivo ao desenvolvimento e melhoria de intrumentos que operam na interface da ciência da gestão com a engenharia. Diversos tipos de instrumentos agregam os resultados de investigação do CEG-IST, associados à criação e desenvolvimento de conhecimento, ferramentas e métodos para tomar decisões e formular políticas, desenhar e melhorar sistemas de gestão e engenharia nas organizações, e examinar as dinâmicas da indústria, do trabalho, da tecnologia bem como dos sistemas ambientais e sociais. O plano de implementação estratégica do CEG-IST assenta no uso adequado dos recursos disponíveis que apoiam as atividades de investigação. Os principais resultados do CEG-IST são publicações científicas, difusão do conhecimento através de investigação aplicada, atividades de transferência de tecnologia, apresentações em conferências e edução em programas de doutoramento. As publicações do CEG-IST reportam a sua investigação teórica, aplicada e interdisciplinar num conjunto alargado e diversificado de revistas – incluindo revistas de topo como o International Journal of Management Science OMEGA, a European Economic Review, o European Journal of Operational Research EJOR. O CEG-IST tem atualmente 34 investigadores doutorados, dos quais 26 são investigadores integrados. De acordo com um estudo bibliométrico realizado pela Universidade de Leiden para a FCT, cobrindo o período 2007-2011, o CEG-IST está altamente classificado entre as 17 unidades de investigação em enconomia e gestão em Portugal. A estratégia do CEG-IST no seu esforço para um nível de excelência assenta na exploração profunda de conceitos, técnicas e aplicações nos seus três campos: ESG SEM é o campo de investigação mais consolidado, particularmente focado nas ciências da decisão, análise de riscos, optimização, cadeias de fornecimento e gestão de operações, gestão de desempenho e gestão de projeto; EGO EMO, que nos últimos 5 anos expandiu o alcance do CEG-IST no domínio das organizações e dos mercados, do capital humano e dos recursos humanos, e do empreendedorismo e da inovação; GAEAS SENSU, recentemente introduzido no CEG-IST como um novo campo integrador, é dedicado à gestão e avaliação estratégica ambiental para a sustentabilidade, liderando investigação em avaliação ambiental estratégica, desenho e estratégias para a sustentabilidade e inovação social. Em síntese o CEG-IST desenvolve investigação teórica e aplicada nas fronteiras da Ciência da Gestão com a Engenharia para aprender mais sobre a arte e a ciência de tomar decisões em ambientes complexos e dinâmicos. Desde a sua criação as atividades do CEG-IST têm estado sobretudo focadas na concepção e aplicação de formulações inovadoras em métodos de ciência da gestão para facilitar a engenharia e a gestão de Sistemas e Organizações. As crescentes preocupações relcionadas com as questões de sustentabilidade tornaram clara a necessidade de formalizar uma nova área de investigação. Com esta estrutura o CEG-IST oferece atualmente uma plataforma mais fortalecida para proporcionar interações multi e inter-disciplinares, assegurando uma nova perspetiva em relação às dimensões tempo, tecnologia, ambiente e pessoas, adoptando a sustentabilidade como um objetivo de longo prazo, num novo paradigma de sociedade. Juntos numa perspetiva de pensamento sistémico, os três campos principais do CEG-IST procurarão estabelecer uma nova atitude de investigação numa abordagem que integra a gestão, a tecnologia e as ciências sociais.

  • Open Access mandate for Publications
    Funder: FCT Project Code: UID/FIL/00701/2013
    Funder Contribution: 30,000 EUR
    Partners: UCP

    Until 2013, the CEFI was organized in three Research Groups. They corresponded to the need to reorganize the research inherited from the R&D unit that preceded it, endowing it with a thematic coherence and framing the research activities within the wider objectives of the Center. These objectives were structured around a philosophical investigation of the human phenomenon in its various dimensions, in accordance with the general aims of the Center since its foundation. The present Strategic Project reassesses these aims and intends to work out those dimensions in three distinct but complementary research areas: 1 the human being as a living being and a person; 2 as an individual, social and historical being; and 3 as a creator of culture and as an agent responding to ethical and legal standards and norms. Given the diversity of philosophical training of the Center’s senior and junior researchers, many of whom have expertise in more than one area of the philosophical curriculum, as well as the variety of methodologies they currently use to address philosophical problems, the research carried out in the past – and most probably in the future – has a necessarily interdisciplinary nature. Thus, some researchers may participate in more than one Research Group. Notwithstanding, the insertion of CEFI in the institutional framework of the Portuguese Catholic University - without disregard for the specificity of philosophy as an independent and self-justified kind of knowledge – explains the particular attention that has been given to those dimensions of the human phenomenon that point in a perspective of transcendence: either in exploring the dynamics of consciousness in its relation to the world for instance, in the sphere of cognition, or in the analysis of ethical issues in the broad domain of human agency. This overall direction of research, which confers to CEFi its specificity, compared with research practices that take place in other R&D units of Philosophy, will be maintained under this Strategic Program, although subject to several changes, which will be mentioned in the frame on General Strategy and Management. CEFI researchers will focus on contemporary debates regardless of the diverse philosophical orientations in which they are conducted, in a creative and not merely historical perspective. CEFI conceives philosophy as a living practice, deeply inserted in discussions on Science, Religion, Politics and the Arts. From this perspective, the various fields of the philosophical curriculum, metaphysics, ontology, anthropology, philosophy of science, ethics, political philosophy as well as the multiple trends in which it is distributed throughout its history, can be called to address the multiple dimensions of the human phenomenon. We can thus be more specific on how further research will be conducted, on the basis of the three areas that have been indicated above. 1 Regarding the first: philosophical disciplines such as Philosophy of Consciousness also labeled Philosophy of Mind or even Philosophy of Spirit, depending on the cultural and linguistic milieu in which it develops offer new perspectives and a reappraisal of some classical themes of Philosophical Anthropology, enriching them with the contributions of Psychology, Psycho-linguistics, Psychoanalysis and the Cognitive Sciences. This will be an area of research for 2015-2020, especially in the Research Group «Cognition, Lived Experience and Emotions», continuing the research already conducted in the Center, namely in projects such as «What can a Body do?» or the Ongoing Seminar «Phenomenology and Psychoanalysis». 2 Regarding the second: one knows that in the field of ethics new perspectives have also been opened for the understanding of the human phenomenon. On the one hand, in a reflection extended to areas traditionally independent of philosophically oriented ethical considerations, such as the Health Sciences or Environment Sciences; on the other hand, in the enlargement of the classical notion of practical philosophy– traditionally divided e.g. in the Aristotelian or Kantian heritage in ethics and political philosophy –, now extending to areas such as the philosophical counseling, the intersubjective relations in corporate milieu, etc. This line of research, that has began in the CEFi in recent years, will be developed in 2015-2020. 3 Regarding the third: the emergence of the phenomenon of globalization including its economic and financial aspects provides a set of challenging issues for philosophical reflection. Philosophy, as practiced until the middle of the XXth century, inherited from the Greco-roman and Christian traditions. The accepted values, the rules for leaving in community, the forms of legitimating human conduct, the global meaning of human existence – expressed in philosophy, culture, art and religion – were since then strongly put under question. In line with previous research projects about the meaning and the heritage of French Revolution, the mutual limitation of public and private spheres, or the political ideas of Eric Voegelin, the CEFi researchers will also focus their attention in this set of issues. The CEFi is not only strongly committed to its Christian identity, but also with its belonging to the Portuguese speaking philosophical and cultural tradition. That’s why particular attention will be paid to the several ways the aforementioned debates have been reflected by the Portuguese philosophical community, enriching and being enriched by them, and projecting Portuguese philosophical production in the European and worldly levels. For more details on this particular issue, see further on the objectives of the Research Group «Culture, Art and Religion. Até 2013 o CEFi encontrava-se organizado em três Grupos de Investigação. Eles corresponderam a uma necessidade de reorganizar a investigação herdada da Unidade de I&D que o precedeu, proporcionando-lhe a desejada coerência temática e, em simultâneo, enquadrando-a nos objectivos gerais do Centro. Tais objectivos, explicitamente consignados nos relatórios científicos do Centro, desde a sua fundação, estruturavam-se em torno de uma investigação filosófica do fenómeno humano nas suas múltiplas dimensões. É esta investigação que o presente Projecto Estratégico pretende aprofundar, articulando-a em três grandes áreas de pesquisa, distintas, mas complementares: 1 o ser humano enquanto ser vivo e enquanto pessoa; 2 enquanto indivíduo e enquanto ser social e histórico; 3 enquanto criador de cultura e enquanto agente sujeito a normas e padrões éticos e jurídicos. Tendo em conta a diversidade de formação filosófica dos seus investigadores seniores e juniores, muitos dos quais possuem habilitações em mais do que uma área do curriculum filosófico, bem como a variedade de metodologias por eles utilizadas na abordagem dos problemas filosóficos, a investigação realizada no passado teve – e continuar a ter no futuro – um carácter necessariamente multidisciplinar. Por esta razão, aconteceu e acontecerá novamente que alguns investigadores, tendo em conta a natureza dos projectos em que se encontram envolvidos, participem nas actividades de mais do que um Grupo de Investigação. A inserção do CEFi no quadro institucional da Universidade Católica Portuguesa – e sem que tal signifique menor cuidado pela especificidade da filosofia enquanto saber independente e auto-fundante – explica a particular atenção da investigação àquelas dimensões do fenómeno humano que apontam numa perspectiva de transcendência: quer explorando as dinâmicas da consciência na sua relação com o mundo nomeadamente, na esfera da cognição, quer na análise de problemas de natureza ética no domínio amplo da acção. Esta orientação global da investigação, que confere ao CEFi a sua especificidade, se a compararmos com a investigação realizada em outras unidades de I&D em Filosofia, manter-se-á no actual Projecto Estratégico, embora sujeita a algumas modificações que serão registadas no quadro sobre Estratégia Geral e Governo da Unidade. Sem negligenciar a tradição filosófica no interior da qual tiveram a sua origem os três tópicos acima mencionados, os investigadores do CEFi concentrar-se-ão nos debates contemporâneos independentemente das diversas orientações filosóficas com que são levados a cabo, nos quais procurarão intervir numa perspectiva criadora e não apenas histórico-filosófica. O CEFi partilha de uma ideia de Filosofia como uma prática viva, profundamente inserida nas discussões sobre a Ciência, a Religião, a Política e a Arte. Nesta perspectiva, vários domínios do curriculum filosófico metafísica, ontologia, antropologia, filosofia da ciência, ética, filosofia política, tal como variadas correntes nas quais se repartiu a filosofia ao longo da sua história, podem ser convocados para uma abordagem do fenómeno humano. Podemos, então, ser mais específicos relativamente ao modo como a investigação será levada a cabo no futuro, na base das três grandes áreas acima referidas. 1 Relativamente à primeira: novas perspectivas foram abertas nas últimas décadas a uma investigação filosófica do fenómeno humano. Disciplinas filosóficas tais como a Filosofia da Consciência também designada por Filosofia da Mente, ou mesmo por Filosofia do Espírito, em função do ambiente cultural e linguístico em que se desenvolveu oferecem a possibilidade de uma reavaliação de temas clássicos da Antropologia Filosófica, enriquecendo-a com os contributos da Psicologia, da Psicolinguística, da Psicanálise ou das Ciências Cognitivas. Esta será uma área de investigação para o próximo período de seis anos, continuando investigação já levada a cabo num dos Grupos de Investigação existentes. 2 Relativamente à segunda: sabe-se que, no âmbito da ética, novos horizontes se abriram para a compreensão do fenómeno humano. Por um lado, numa reflexão que se alargou a áreas tradicionalmente independentes de considerações de natureza ética, tais como as ciências da saúde ou as ciências do ambiente; por outro lado, com o alargamento da noção clássica de filosofia prática – tradicionalmente divida em ética e política –, abrindo-se, agora, a áreas como o aconselhamento filosófico, as relações intersubjectivas em meio empresarial, etc. Esta linha de investigação, que começou no CEFi em anos recentes, será prosseguida e aprofundada em 2015-2020. 3 Relativamente à terceira: a emergência do fenómeno da globalização incluindo os seus aspectos económicos e financeiros colocou a reflexão filosófica perante um conjunto de interessantes questões. A Filosofia, tal como foi praticada até meados do século XX, era herdeira das tradições Greco-romana e cristã. Os valores aceites, as regras para viver em comunidade, as formas de legitimação da conduta humana, o sentido global da existência – expresso na filosofia, na arte ou na religião – foram, desde então, seriamente postos em causa. Em linha com projectos de investigação já realizados ou ainda em curso sobre o sentido e o legado da Revolução Francesa, sobre a delimitação das esferas pública privada, sobre as ideias políticas de Eric Voegelin, sobre a tradição franciscana na cultura portuguesa, os investigadores do CEFi dedicarão também a sua atenção a estes problemas. O CEFi integra-se no espaço institucional e identitário da Universidade Católica Portuguesa, mas também no espaço de língua e cultura portuguesas. Por este motivo, os seus investigadores estarão particularmente atentos às expressões dos debates filosóficos anteriormente referidos na comunidade filosófica portuguesa e lusófona, que os enriqueceu e por eles foi enriquecida, projectando-se, em consequência, tanto a nível europeu como a nível mundial.

  • Open Access mandate for Publications
    Funder: FCT Project Code: SFRH/BPD/108591/2015
    Funder Contribution: 18,690 EUR
  • Open Access mandate for Publications
    Funder: FCT Project Code: UID/DTP/04138/2013
    Funder Contribution: 800,000 EUR
    Partners: CECF/FF/ULisboa

    The Research Institute for Medicines - Instituto de Investigação do Medicamento iMed.ULisboa is a multidisciplinary R&D Unit in Life and Health Sciences, hosted at Faculdade de Farmácia, Universidade de Lisboa FF/ULisboa. The identity of this new research unit, with renewed statutes, matured from the existence of previous FCT-funded research units, iMed.UL and CPM/URIA, sharing facilities, resources and expertise at FF/ULisboa. Our mission is to develop innovative medicines and benefit human health through top-class multidisciplinary research. This mission is pivotal in setting the strategic direction to achieve our objectives: • Encourage and support high-quality multidisciplinary research to improve human health and benefit quality of life; • Encourage commercial exploitation of our discoveries to improve economic competitiveness; • Attract and train highly skilled researchers; • Outreach the general public and schools; • Promote good practices, striving for continuous improvements, including evaluation of all aspects of performance. The 2015-20 iMed.ULisboa Strategic Plan takes the theme RESEARCH Develops MEDICINES emphasizing the impact that high quality research has on effective development of novel therapeutics, thus benefiting human health and society wellbeing. Here we establish the global path for developing innovative treatment strategies, while maintaining excellence in the basic research that supports these activities. We outline our strategic priorities explaining how the strategy will drive progress in support of iMed.ULisboa mission, and will deliver measurable impact of research outcomes. STRATEGIC PRIORITY 1: Create innovative scientific solutions Supporting research from basic to translational that is most likely to develop medicines. The objective is to focus on four Program Areas in basic to translational research, including Drug Discovery, Drug Design, Drug Development and Drug Usage. STRATEGIC PRIORITY 2: Bridge research and society Expanding networks and synergies to ensure recognition of iMed.ULisboa value and contributions, and return the impact of fundamental research to people. STRATEGIC PRIORITY 3: Enable scientists and train students Sustaining a robust and flourishing environment for world-class medicines research and training. STRATEGIC PRIORITY 4: Optimize organizational effectiveness Building upon existing organizational strengths by considering and pursuing opportunities for improvement. We will support excellent research in areas that are the most likely to deliver substantive progress in tackling challenges posed by drug discovery and development. While aiming at maximum impact, iMed.ULisboa will encourage research across the full spectrum of drug development, in major relevant disease areas, from fundamental laboratory-based science to pre-clinical studies. We value an environment that encourages widespread collaboration, challenging research problems, and provocative and stimulating research questions. Our 94 integrated members and 121 PhD students have the adequate environment to pursue fundamental long-term research problems or focused research for specific applications, particularly in the area of therapeutic innovation. We benefit from shared core laboratories and technologies, broad technical and administrative support, and intense research communication and networking activities. We work closely with national and international collaborators to fulfill our mission. This strategy will maintain a broadly balanced research portfolio, and at the same time shape it to ensure that research reflects evolution of health needs, namely in areas of ageing and ageing-related diseases, such as diabetes, cancer and neurodegeneration, and infection. Our strategy will additionally ensure co-operation or concentration of efforts to maximize the national and international impact of our research, while reflecting the needs of others who use our research, in public services and in industry, always responding to international research trends. Accelerating the development of promising new technologies and products is key, including investing in knowledge transfer opportunities. Finally, the last pillar of this strategy will improve the productivity of our research by investing in infrastructures and training. We will measure progress against our aims and objectives throughout this strategic plan, and deliver a minimum of one major strategic evaluation per year, and a number of specific focused evaluations. Key success indicators in each Strategic Priority will include: • Advancement of knowledge in life and health sciences, and specifically in drug discovery and development, through publications and patents with positive economic impact; technology transfer and licensing; encouragement of research proposals and contracts of the highest excellence; alignment of funding profile with research priorities. • Impact on the development of new policy and practice in medicines and pharmaceutical research; new products leading to improved diagnosis and treatment of disease; increased engagement of society in debates and discussion; leading role in defining the agenda for support medicines research and development in Portugal and Europe. • Measurable increase in skilled people working in drug discovery and development; improved technologies, methods and tools benefiting research; better position to apply for international competitive project calls. • Projects completed on time and within budget. Our strategy for the future is built on our unique position in contributing to more effective ways for medicines research to succeed, from understanding fundamental questions, with specific life and health issues in mind, to pursuing unrelenting disease problems in today’s society. This strategy reflects the vision of iMed.ULisboa boards and research groups, advised by industry and academia leaders, to best position iMed.ULisboa to fulfill its mission. O Instituto de Investigação do Medicamento iMed.ULisboa é uma unidade multidisciplinar de R&D em Ciências da Vida e da Saúde, da Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa FF/ULisboa. A identidade desta nova unidade, com estatutos renovados, amadureceu a partir de unidades anteriores financiadas pela FCT, iMed.UL e CPM/URIA, que partilhavam recursos e conhecimento na FF/ULisboa. A nossa missão é desenvolver medicamentos inovadores e beneficiar a saúde humana através de investigação multidisciplinar de nível internacional. Esta missão é fundamental na definição da orientação estratégica para atingir os nossos objetivos: • Apoiar a investigação multidisciplinar de excelência, tendo em vista o benefício da saúde humana e da qualidade de vida; • Incentivar a exploração comercial das descobertas, contribuindo para a competitividade da economia; • Atrair e formar investigadores altamente qualificados; • Chegar ao público e às escolas; • Promover boas práticas e avaliar todos os aspetos do desempenho. O Plano Estratégico 2015-20 do iMed.ULisboa abraça o tema INVESTIGAÇÃO Desenvolve MEDICAMENTOS, enfatizando o impacto que a investigação de excelência tem no desenvolvimento de medicamentos mais eficazes, em benefício da saúde e bem-estar da sociedade. Estabelecemos o caminho global para o desenvolvimento de estratégias terapêuticas inovadoras, desenvolvemos investigação básica de suporte, delineamos prioridades e explicamos como impulsionamos o progresso, em prole da nossa missão, com resultados de impacto mensurável. PRIORIDADE ESTRATÉGICA 1: Criar soluções científicas inovadoras Apoiar a investigação básica e translacional de sucesso no desenvolvimento de medicamentos inovadores, concentrando esforços em quatro áreas programáticas de Descoberta, Design, Desenvolvimento e Uso de Medicamentos. PRIORIDADE ESTRATÉGICA 2: Construir pontes entre investigação e sociedade Expandir redes e sinergias que promovam o valor da contribuição do iMed.ULisboa e devolvam à sociedade o impacto da investigação. PRIORIDADE ESTRATÉGICA 3: Capacitar os cientistas e treinar os alunos Manter um ambiente dinâmico e criativo na investigação e formação, de nível internacional, na área de medicamentos inovadores. PRIORIDADE ESTRATÉGICA 4: Otimizar a eficácia organizacional Construir sobre os pontos fortes existentes na organização, procurando oportunidades de melhoria e crescimento. O iMed.ULisboa apoiará a investigação de qualidade excecional, em resposta aos desafios colocados pela descoberta e desenvolvimento de medicamentos. Embora visando o máximo impacto, pretendemos incentivar a investigação em todo o espectro do desenvolvimento de medicamentos desde o laboratório até à pré-clínica. Valorizamos um ambiente que incentiva a colaboração e o desafio. Os nossos 94 membros integrados e os 121 alunos de doutoramento dedicar-se-ão a questões fundamentais, a longo prazo, ou a aplicações específicas, na área da inovação terapêutica. Beneficiamos da existência de laboratórios partilhados e tecnologias essenciais, bem como de apoio técnico e administrativo, para além de atividades intensas de comunicação e funcionamento em rede. Trabalhamos de perto com colaboradores nacionais e internacionais para cumprir a nossa missão. Esta estratégia mantém um portfólio de investigação equilibrado e, ao mesmo tempo, estrutura-o e prepara-o por forma a refletir a evolução das necessidades em saúde, nomeadamente nas áreas de envelhecimento e doenças relacionadas, tais como diabetes, cancro e neurodegenerescência, e infecção. A nossa estratégia irá, igualmente, assegurar a cooperação e concentração de esforços para maximizar o impacto nacional e internacional da investigação que realizamos, ao mesmo tempo que reflete as necessidades de quem usa os nossos resultados, nos serviços públicos e na indústria, sempre respondendo às tendências internacionais. Acelerar o desenvolvimento de novas tecnologias e produtos promissores será crucial, nomeadamente através do investimento em oportunidades de transferência de conhecimento. Finalmente, o último pilar desta estratégia melhorará a produtividade da nossa investigação, através do investimento em infraestruturas e formação. Propomo-nos avaliar o nosso progresso, em relação às metas e objetivos, ao longo deste plano estratégico, realizando uma avaliação anual, para além de uma série de avaliações intercalares, específicas e mais focadas. Os principais indicadores de sucesso incluem: • Avanço do conhecimento nas Ciências da Vida e da Saúde, especificamente na descoberta e desenvolvimento de medicamentos, através de publicações com impacto; transferência de tecnologia e licenciamento; incentivo a propostas e contratos de investigação de excelência; alinhamento do perfil de financiamento com as prioridades de investigação. • Impacto sobre o desenvolvimento de novas políticas e práticas na investigação farmacêutica e do medicamento; novos produtos que levam a um melhor diagnóstico e tratamento de doenças; maior envolvimento da sociedade; liderança na definição da agenda de apoio à investigação em Portugal e na Europa. • Aumento do número de investigadores qualificados que trabalham na descoberta e desenvolvimento de medicamentos; melhoria das tecnologias, métodos e ferramentas de investigação; melhor posicionamento em concursos internacionais de projetos competitivos. • Conclusão de projetos dentro do prazo e do orçamento. A nossa estratégia para o futuro é construída sobre a posição única que ocupamos a nível nacional e no contributo que podemos dar para o sucesso da investigação na área do Medicamento, desde a compreensão de questões fundamentais da vida Humana até ao tratamento de doenças devastadoras na sociedade de hoje. Esta estratégia reflete a visão dos vários órgãos e grupos de investigação do iMed.ULisboa, aconselhados por líderes do meio industrial e académico, para melhor posicionar o iMed.ULisboa no cumprimento da sua missão.

  • Open Access mandate for Publications
    Funder: FCT Project Code: SFRH/BD/104671/2014
    Funder Contribution: 65,033.7 EUR
    Partners: Faculdade de Ciências da Saúde da Universidade da Beira Interior
  • Open Access mandate for Publications
    Funder: FCT Project Code: SFRH/BPD/101480/2014
    Funder Contribution: 34,750.9 EUR
  • Open Access mandate for Publications
    Funder: FCT Project Code: SFRH/BPD/101793/2014
    Funder Contribution: 72,020.3 EUR
  • Open Access mandate for Publications
    Funder: FCT Project Code: PD/BD/105891/2014
    Funder Contribution: 66,249.2 EUR
    Partners: FD/UNL
  • Open Access mandate for Publications
    Funder: FCT Project Code: UID/DIR/04643/2013
    Funder Contribution: 200,000 EUR
    Partners: Universidade de Coimbra

    Societal challenges, uncertainty and law 1. The most impressive features of contemporary life are uncertainty and change. In many relevant fields of social agency, the outcome of human action – and, as a consequence, the future of mankind at large – has become increasingly uncertain. Paradoxically, the development of science and technology leads to sharper awareness of the limits of positive knowledge: progressively, we know in a more precise manner, and to a wider extent, what is still unknown to us. Uncertainty affects both the dynamics of social action as the object of legal regulation and the process through which legal rules and their authors are produced. To put it simple, not only the environmental impact of a given industry, but also the criteria to be adopted for authorising its functioning might be uncertain. Hence, apart from having significant epistemic consequences, uncertainty impinges also on the pragmatic dimensions of social interaction, because it reduces predictability, which is a condition of utmost importance in the just and rational reconciliation of conflicting interests. 2. Uncertainty magnifies the problematic issues raised by the changes in the social, economic and political structures that have dramatically transfigured the world in the last two decades. Those issues can be grouped in three levels of analysis. 2.1 At the macro-level, the production of binding rules is no longer confined within the mediate or immediate monopoly of the State. Trans-state entities – public, such as the WTO and the EU, and private, such as transnational corporations and NGO –, as well as infra-state autonomous agencies to whom public power is “out-sourced”, play an essential role in the regulation of social and economic relations. The political status of those entities challenges the traditional parameters of legitimacy and the net of rules, norms and ethic codes secreted in the dynamics of their interaction must be organised under the old and some new legal principles. Furthermore, it is necessary to draft common strategies to tackle scarceness issues that have become of global concern: poverty, shortage of food and water supplies as well as energy and natural resources, the sustainability of pension systems and, as shown by the most recent economic crisis, financing States and enterprises under the global rules of the existing financial system. 2.2 At the meso-level, risk control is a crucial concept in the highly rationalised decision-making process, for both drafting public policies and planning private economic activity. Efficient decisions and regulations depend on reliable risk assessments, which, in turn, require accurate information, making transparency and communications processes public goods. From another perspective, technological development and innovation create new economic utilities, which raise conflicting interests that must be reconciled through appropriate new legal frameworks. Finally, there are several policy issues at this level that cannot be addressed outside the framework of distributive justice, such as the specific legal treatment of small and medium-sized enterprises, with a view to promoting innovation and growth, and the protection of weaker economic agents e.g., the worker, the consumer, etc.. 2.3 At the micro-level, new rights have been awarded to vulnerable individuals e. g., elderly people, women, minors, prisoners, members of ethnic and religious minorities, patients, the physically or mentally impaired, migrants, the poor, which include claims for special protection and, in some instances, specific rights of participation in the decision-making process. The proliferation and strengthening of individual rights results from the cultural evolution of the idea of justice and is in line with the core notion that the human person is at the very centre of the legal discourse. However, it is also clear that it increases the complexity of the tasks the legal system is supposed to perform, in that it calls for new valid balances between the multifarious interests at stake. 2.4 The new societal challenges mentioned above rise in time present and law, as a cultural institution, is rooted in the past. This calls for an overarching reflection on the methodological, theoretical and philosophical current status of legal discourse as a particular cultural product, both situated in time and promoting its continuous self-reinvention for the fulfilment of its specific purpose. Being an ever unfinished project that must provide definite answers to new and unforeseen issues, one might wonder whether the continuity / institutionalisation of the legal system should embrace and be committed to preserving a given cultural identity, or rather acknowledge new boundaries to its functions and resort to more neutral regulation devices. 3. Counting more than 50 members, it is only natural that the UCILeR does not endorse one single scientific approach to law: the abundance of researchers is seen as an opportunity for a pluralistic methodological stance. However, there are two common features that unite all the researchers and thus justify the creation of an autonomous institution with its own “genetic code”: the awareness that law is a practical task requiring a sound and accurate theoretical basis; and the belief that the ultimate reference – the vanishing point – of legal discourse is the eminent dignity of the human person. Desafios sociais, incerteza e direito 1. As características mais marcantes da vida contemporânea são a incerteza e a mudança. Nos diversos campos da actividade social, o resultado da acção humana – e, por isso, o próprio futuro da Humanidade – foi-se tornando cada vez mais incerto. Paradoxalmente, o desenvolvimento da ciência e da tecnologia conduz a uma percepção mais nítida dos limites do conhecimento positivo: progressivamente, sabemos de forma mais precisa e com maior extensão aquilo que ainda desconhecemos. A incerteza afecta simultaneamente a dinâmica da actividade social enquanto objecto de regulamentação e o processo através do qual as regras jurídicas e os respectivos autores são produzidos: tanto o impacto ambiental da instalação de certa indústria como os critérios que devem ser adoptados para autorizar o seu funcionamento podem ser incertos. Assim, para além de ter consequências epistémicas significativas, a incerteza incide também sobre a interacção social, porque reduz a previsibilidade, que é uma condição da maior importância na composição justa e racional dos interesses conflituantes. 2. A incerteza amplia os problemas suscitados pelas alterações das estruturas sociais, económicas e políticas que transfiguraram dramaticamente o mundo nas últimas duas décadas. Esses problemas podem agrupar-se em três níveis de análise. 2.1 No nível macro, a produção de regras vinculativas já não é um monopólio mediato ou imediato do Estado. As entidades trans-estatais – públicas, como a OMC e a UE, e privadas, como as empresas multinacionais e as ONG – e certas agências infra-estatais autónomas a quem se conferem poderes públicos desempenham hoje um papel essencial na regulação das relações sócio-económicas. O estatuto político destas entidades desafia os parâmetros tradicionais da legitimação e a rede de regras, normas e códigos deontológicos segregada pela dinâmica da respectiva interacção tem que ser organizada e reconduzida aos clássicos e novos princípios jurídicos. Além disso, é necessário conceber estratégias comuns para resolver os problemas de escassez que se tornaram em preocupações globais: a pobreza; a diminuição das reservas de alimentos e de água bem como dos recursos naturais e energéticos; a sustentabilidade dos sistemas de pensões e, tal como se evidenciou na crise económica mais recente, o financiamento de Estados e empresas sob as regras globais do sistema financeiro existente. 2.2 No nível meso, o controlo do risco é um conceito crucial em processos decisórios altamente racionalizados, tanto no que toca à concepção de políticas públicas, como no planeamento da actividade económica privada. A eficiência das decisões e das regulamentações depende de avaliações do risco fiáveis, que por sua vez requerem informação precisa, tornando por aí a transparência e os processos comunicativos em bens públicos. De outra perspectiva, o desenvolvimento tecnológico e a inovação criam novas utilidades, capazes de suscitar interesses conflituantes que devem ser harmonizados através de novos enquadramentos jurídicos. Finalmente, há algumas políticas neste campo que têm de submeter-se a um quadro de justiça distributiva, como o tratamento jurídico específico das pequenas e médias empresas com vista à promoção da inovação e do crescimento e a protecção dos agentes económicos mais débeis p. ex., o trabalhador, o consumidor, etc.. 2.3 No nível micro, deparamos com a atribuição de novos direitos a pessoas vulneráveis p. ex., os idosos, as mulheres, os menores, os reclusos, os membros de minorias étnicas e religiosas, os doentes, as pessoas portadoras de deficiência física ou mental, os emigrantes, os pobres, onde se incluem pretensões de protecção especial e, muitas vezes, direitos específicos de participação nos processos decisórios públicos. A proliferação e o fortalecimento dos direitos individuais resulta da evolução cultural da ideia de justiça e é consistente com a noção fundamental de que a pessoa humana se encontra no centro do direito e do discurso jurídico. Todavia, é indiscutível que esta evolução aumenta a complexidade das tarefas que o sistema jurídico deve executar, porque exige novos equilíbrios válidos entre a multiplicidade de interesses em jogo. 2.4 Os novos desafios societários mencionados são problemas do presente e o direito, enquanto instituição cultural, está enraizado no passado. Esta circunstância convoca uma reflexão global sobre o estatuto metodológico, teorético e filosófico actual do discurso jurídico como produto cultural de natureza particular, simultaneamente situado no tempo e promovendo a sua contínua auto-reinvenção para o cumprimento da sua específica intencionalidade. Tratando-se de um projecto nunca findo ao qual se pedem respostas definitivas para questões novas e imprevistas, pode perguntar-se se a continuidade / institucionalização do sistema jurídico deveria adoptar e comprometer-se com a preservação de uma dada identidade cultural, ou antes reconhecer novos limites às suas funções e reduzir-se ao estabelecimento de mecanismos de regulamentação neutros. 3. Contando com mais de 50 membros, é natural que o IJ não adopte uma abordagem científica única: a abundância de investigadores é encarada como uma oportunidade para uma atitude metodológica pluralista. Porém, há duas características comuns que unem todos os investigadores e que assim justificam a criação de uma instituição autónoma com um “código genético” próprio: a consciência de que o direito é uma tarefa prática que requer uma base teórica sólida e precisa; e a convicção de que a referência última – o ponto de fuga – do discurso jurídico é a eminente dignidade da pessoa humana.

  • Open Access mandate for Publications
    Funder: FCT Project Code: UID/EMS/00667/2013
    Funder Contribution: 467,828 EUR
    Partners: Associação para a Inovação e Desenvolvimento da FCT

    UNIDEMI is a small research unit that experienced a fast development and growth in the last 10 years. UNIDEMI’s strategy considers that it must develop a strong core of scientific distinctive competences in a limited set of areas and extend these core competences with multidisciplinary linkages to other scientific knowledge areas and linkages with application domains through cooperation with other research units. Within the core, we have reconfigured our research groups to: Systems Engineering and Management; Manufacturing Technology and Automation; and Fluids and Structures Engineering. UNIDEMI has defined four strategic objectives for 2015-2020: to Achieve Excellence in Research and Development Activities, meaning worldwide recognition by the results achieved by the various UNIDEMI research teams; Create an Excellent Nurturing Space for New Researchers, leveraging the capability to attract and breed new PhDs students from across the world; Developing Excellence in Embedding Leading-edge Scientific Knowledge into Business Fabric through the increasing number of contracts with companies, the profile level of companies that engage in joint R&D activities both national and international, the amount of contracted funding obtained, number of patents/models/IP registered as results from projects, and start-ups ignited derived from research conduct within the research group; and finally Generating Excellent Multidisciplinary and Internationally Networked Research Teams, meaning that research will be conducted with teams assembled with research members from across the world, and thus sustaining dynamic virtual research teams with different background and expertise. To attain these objectives, UNIDEMI has a strategy with two main threads: 1 The Scientific Competences Thread The Scientific Competences Thread, where activities are targeted at achieving higher levels of scientific competences in the various research areas of each research group. Scientific competences are seen at the research unit level as being developed as a portfolio of programs, projects and individual activities, and where organization and allocation of resources, planning and control is conducted at the research group level. - The Systems Engineering and Management SEM Research Group is UNIDEMI’s larger research group and has vertical scientific research areas, that focus on specific themes of industrial systems design, engineering and management, along with horizontal scientific areas of research that cover the vertical areas but also extend to the other research groups. - At Manufacturing and Technology Automation MTA Research Group there is a high focus on advanced manufacturing processes focused in laser welding, friction stir processing, composites machining and non-destructive testing. - At Structures and Fluids Engineering SFE Research Group there is a high focus on specific scientific areas of fluid-structure interaction, namely on applications related to efficient energy production and its utilization, and design of coastal structures and reliability of marine structures. 2 The Horizontal Competences Thread The Horizontal Competences Thread where activities are targeted at delivering supporting competences related with Enhancing Scientific Capabilities, Liaison with Scientific Partners, Scientific Promotion and Exploitation and Entrepreneurship. - Enhancing Scientific Capabilities activities are designed to develop different dimensions of the scientific capabilities for UNIDEMI’s researchers. - Liaison with Scientific Partners activities will focus on developing events like workshops, conferences or one-to-one meetings with prospective and current strategic scientific partners like other national and international research units and groups. - Scientific Promotion activities are mainly related with marketing scientific results close to the peers within the scientific community, close to the business fabric and industrial ecosystems at national and international level, with governmental bodies, and promoting scientific results in society as whole. - Exploitation and Entrepreneurship activities will focus on leveraging commercial exploitation of scientific research close to companies, governmental bodies along with providing guidance and support, in close liaison with FCT’s office for Entrepreneurship and Technology Transfer, for intellectual propriety protection and patents application. The scientific research services provided by UNIDEMI, regarding Industrial Engineering and Mechanical Engineering competences, are quite well demanded by companies located in Lisbon and Setubal regions, interested in developing scientific application projects in product design, prototyping, supply chain design, lean six sigma, ergonomics, industrial simulation, production management, logistics and warehousing, technology development. UNIDEMI is currently involved in 2 Doctoral programs: Industrial Engineering PDEI and Mechanical Engineering PDEM. UNIDEMI strategic plan considers launching eventually a third doctoral program, which is currently in development, in the area of Healthcare Engineering and Management. UNIDEMI’s research teams develop now their work in truly multidisciplinary environment, being part of various consortia in research projects at international levels. This will be enlarged through new strategic partnerships that will provide the grounding for the establishment of linkages with world-class research teams to achieve an extension to other scientific fields, namely, Nanotechnology, Computer Science, Operations Research and Statistics, and reinforce application domains in Healthcare, Materials, Automotive, Transportation and Energy. Knowledge transfer will be conducted through exploitation and entrepreneurship activities leveraging commercial exploitation of scientific research close to companies, governmental bodies, providing guidance and support for patents application. A UNIDEMI é uma pequena unidade de investigação que sofreu um rápido crescimento nos últimos 10 anos. A estratégia da UNIDEMI considera desenvolver um forte núcleo de competências científicas distintivas e ampliar essas competências centrais com ligações multidisciplinares para outras áreas do conhecimento científico e com novos domínios de aplicação através da cooperação com outras unidades de investigação. Dentro do núcleo de competências científicas, que foi reconfigurado, os nossos grupos de investigação são: Engenharia e Gestão de Sistemas; Tecnologia de Produção e Automação e Engenharia de Fluidos e Estruturas. A UNIDEMI definiu quatro objectivos estratégicos para 2015-2020: alcançar a excelência em actividades de investigação e desenvolvimento, i.e., o reconhecimento internacional pelos resultados alcançados pelas várias equipas de investigação UNIDEMI; Criar um Espaço de Incentivo de Excelência para novos investigadores, alavancando a capacidade de atrair estudantes de doutoramento de todo o mundo; Excelência na Incorporação de Conhecimento Científico nos Ecossistemas Empresariais através do aumento do número de contratos com empresas, o seu perfil nacionais e internacionais, o montante do financiamento obtidos, número de patentes/modelos/IP registados como resultados de projetos e start-ups derivados da investigação; e finalmente, a criação de uma Rede de Excelência Multidisciplinar Internacional de Equipas de Investigação, o que significa que a investigação será realizada com equipas com membros de todo o mundo, e sustentar, assim, dinâmicas de investigação com conhecimentos diferentes. Para atingir estes objetivos, a UNIDEMI definiu uma estratégia com duas linhas principais: 1 Linha estratégica Competências Científicas As atividades são orientadas para alcançar níveis mais elevados de competências científicas nas diversas áreas de cada grupo de investigação. As Competências Científicas são desenvolvidas como um portefólio de programas, projetos e atividades individuais, onde a organização e alocação de recursos, planeamento e controlo é realizado ao nível dos grupos de investigação. - O grupo de investigação Engenharia de Sistemas e Gestão SEM tem áreas científicas verticais, que se concentram em temas específicos do design industrial de sistemas, engenharia e gestão, juntamente com as áreas científicas horizontais de investigação que cobrem as áreas verticais, mas que também se estendem a outros grupos de investigação. - No grupo de Tecnologia de Produção e Automação MTA há um elevado enfoque nas tecnologias de fabricação ao nível da soldadura laser, dos processos de fricção, da maquinação de compósitos e dos testes não destrutivos. - No grupo de Fluidos e Estruturas de Engenharia FSE há um enfoque na interação fluido-estrutura e em aplicações relacionadas com a produção eficiente de energia e sua utilização, e no design de estruturas costeiras e fiabilidade de estruturas marítimas. 2 As competências horizontais As competências horizontais são direcionadas para a Capacitação Científica, Ligação com Parceiros Científicos, Promoção e Exploração Científica e Empreendedorismo. - As atividades de Capacitação Científica são concebidas para desenvolver as diferentes dimensões das capacidades científicas dos investigadores do UNIDEMI. - A Ligação com Parceiros Científicos incidirá no desenvolvimento de eventos como seminários, conferências ou reuniões com parceiros científicos estratégicos atuais e futuros, com outras unidades e grupos nacionais e internacionais de investigação. - Atividades de Promoção e Exploração Científica são relacionadas principalmente com os resultados científicos junto de pares dentro da comunidade científica, junto do tecido empresarial e ecossistemas industriais a nível nacional e internacional, com agências governamentais, bem como a promoção dos resultados científicos na sociedade de um modo geral. As atividades de Empreendedorismo irão concentrar-se em alavancar a exploração comercial da investigação científica junto de empresas, agências governamentais, juntamente com o fornecimento de orientação e apoio para a propriedade intelectual e submissão de patentes, em estreita ligação com o gabinete da FCT-UNL para o Empreendedorismo e Transferência de Tecnologia. A investigação científica realizada pela UNIDEMI, nas áreas de engenharia industrial e engenharia mecânica, são muito procuradas por empresas localizadas nas regiões de Lisboa e Setúbal, interessadas em desenvolver projetos de aplicação científica em design de produto, prototipagem, desenho da cadeia de abastecimento, Lean Six Sigma, ergonomia, simulação industrial, gestão da produção, logística e armazenamento, e desenvolvimento de tecnologia. A UNIDEMI tem actualmente dois programas de Doutoramento: Programa de Doutoramento em Engenharia Industrial PDEI e do Programa de Doutoramento em Engenharia Mecânica PDEM. O plano estratégico da UNIDEMI prevê o lançamento de um terceiro programa de doutoramento, que está actualmente em desenvolvimento, na área da Engenharia Industrial e Gestão de Unidades de Saúde. As equipas de investigação da UNIDEMI desenvolvem o seu trabalho em ambientes multidisciplinares, fazendo parte de vários consórcios em projectos de investigação a nível internacional. Esta rede será ampliada por meio de novas parcerias estratégicas que irão fornecer as bases para o estabelecimento de vínculos com as equipas de investigação de classe mundial para alcançar uma extensão para outros campos científicos, nomeadamente, a Nanotecnologia; a Ciência da Computação; a Investigação Operacional; a Estatística e reforçar domínios de aplicação na Saúde, Materiais, Automóvel, Transportes e Energia. A transferência de conhecimento será realizada através de actividades de exploração e de empreendedorismo, aproveitando a exploração comercial da investigação científica junto de empresas, agências governamentais, com orientação e apoio para a aplicação de patentes.

Send a message
How can we help?
We usually respond in a few hours.