Advanced search in
Research products
arrow_drop_down
Searching FieldsTerms
Any field
arrow_drop_down
includes
arrow_drop_down
Include:
5,590 Research products, page 1 of 559

  • Publications
  • Research data
  • Other research products
  • 2013-2022
  • Conference object
  • PT
  • Portuguese

10
arrow_drop_down
Relevance
arrow_drop_down
  • Open Access Portuguese
    Authors: 
    Pinhão, Sílvia; Poinhos, Rui; Afonso, Cláudia; Franchini, Bela; Oliveira, Bruno; Teixeira, Vitor Hugo; Moreira, Pedro; Durão, C.; Pinho, Olívia; Reis, J.P. Lima; +3 more
    Country: Portugal

    [resumo] [abstract]

  • Open Access Portuguese
    Authors: 
    Morgado, Leonel; Cristóvão, Paulo; Luís Fernandes; Nunes, Ricardo Rodrigues; Martins, Paulo; Paredes, Hugo; Barbosa, Luis; Cardoso, Bernardo; Carvalho, Fausto;
    Country: Portugal
    Project: FCT | UID/EEA/50014/2013 (UID/EEA/50014/2013)

    Comunicação apresentada na SciTecIn15 - Conferência Ciências e Tecnologias da Interação, realizada em Coimbra, de 12-13 de novembro de 2015 Apresentamos um conceito de jogo inovador e o seu protótipo inicial, integrando tipos distintos de interação e de visualização. Dois jogadores interagem como timoneiro de uma nau portuguesa e gigante Adamastor. Um joga em realidade virtual controlada por gestos finos, outro usa aumentação contextual com gestos amplos e fi-nos. Pretende o conceito e o protótipo servirem como exemplificadores das potencialidades das novas formas de interação e de como as concretizar.

  • Open Access Portuguese
    Authors: 
    Sanches, Angelina; Freire Ribeiro, Ilda; Mesquita, Elza;
    Publisher: CINDU
    Country: Portugal

    A educação não-formal desenvolve-se fora do contexto de sala de aula, o que nem sempre significa que se processa fora da escola, pois, como refere Palhares (2009), “nos espaços e tempos escolares coexistem processos e actividades de natureza não-formal” (p. 55). A diversidade de contextos e espaços de educação não-formal é extensa e variada, integrando, por exemplo bibliotecas escolares, museus, espaços lúdicos, atividades de tempos livres, entre outros. Assistimos atualmente a uma proliferação de iniciativas, cada vez mais visíveis, de desenvolvimento de processos formativos em espaços não convencionais de ensino e aprendizagem. Estes novos cenários de intervenção demandam práticas educativas centradas na própria criança e que perspetivem a sua participação como um direito e exercício de cidadania. Conscientes desta problemática há a preocupação de incluir, na formação inicial de educadores e professores, espaços de reflexão e ação sobre estes contextos de diversificação educativa. A Licenciatura em Educação Básica (LEB), na Unidade Curricular de Iniciação à Prática Profissional I, que se estuda, procura proporcionar aos estudantes a possibilidade de observar, cooperar e intervir em contextos de natureza não-escolar, promovendo saberes que lhes permitam construir uma visão global sobre as crianças e os seus contextos de vida e aprendizagem, desenvolvendo competências para a ação em campos relacionados com a educação escolar e não-escolar especificamente em ambientes não-formais. Tendo como objetivo compreender as perceções dos estudantes sobre a integração desse tipo de atividades no curso, procedemos à sua inquirição através de um inquérito por questionário. O estudo traduz uma preocupação com a ampliação das oportunidades de educação das crianças, além da escola e a partir dela, reconhecendo os estudantes que as práticas em contextos nãoescolares podem contribuir para diversificar o leque de aprendizagens das crianças e de si próprios enquanto profissionais de educação. info:eu-repo/semantics/publishedVersion

  • Open Access Portuguese
    Authors: 
    Martins, Ana; Alves, Jorge; Vaz, Clara B.;
    Publisher: Instituto Politécnico de Bragança
    Country: Portugal

    O presente estudo tem como objetivo analisar se as empresas que têm implementado um Sistema de Gestão da Qualidade, certificadas segundo a norma ISO 9001, apresentam também uma boa qualidade da informação financeira. Neste sentido, pretende-se testar a expectável relação positiva entre a certificação de qualidade de uma empresa e a qualidade da sua informação financeira. Para isso, identificaram-se as empresas que possuem certificação do Sistema de Gestão de Qualidade, segundo a norma ISO 9001, enquanto a qualidade da informação financeira foi aferida utilizando como proxy os accruals discricionários. A amostra é constituída por 35417 empresas portuguesas para o período compreendido entre 2008 e 2013, disponíveis na base de dados Sistema de Análise de Balanços Ibéricos. Utiliza-se um modelo logit para testar a relação pretendida, tendo como variável dependente a variável binária relativa à certificação de qualidade e como principal variável explicativa a qualidade da informação financeira. Com base nos resultados obtidos foi possível verificar a existência de uma relação positiva e estatisticamente significativa entre certificação de qualidade das empresas e a sua qualidade da informação financeira. Constatou-se ainda que as empresas que possuem certificação de qualidade são, na sua maioria, sociedades anónimas, com atividade importadora/exportadora e com sede na zona centro do país. info:eu-repo/semantics/publishedVersion

  • Open Access Portuguese
    Authors: 
    Pimentel, Maria Helena; Fernandes, Hélder; Afonso, Carlos;
    Publisher: EVENTQUALIA CONGRESSOS
    Country: Portugal

    O Instituto Nacional de Estatística (INE, 2017) calculou, para o ano de 2016, um índice de envelhecimento de 150,9 para Portugal. O envelhecimento progressivo da população é um dos maiores desafios da agenda política nacional e internacional. Face a esta realidade as respostas para a promoção do bem-estar e da qualidade de vida desta população têm aumentado. Objetivo: avaliar os efeitos dos programas de intervenção autárquica na promoção do envelhecimento bem-sucedido na perspetiva da Otimização Seletiva com Compensação e dos diferentes domínios da qualidade de vida. Métodos: 320 inscritos nos programas ‘Bragança Ativa’ e ‘Desporto Sénior em Meio Rural’. Selecionaram-se aleatoriamente 50 participantes a que se juntaram outros 50, através de critérios de estratificação de género e idade tendo por base o primeiro grupo, resultando um total de 100 participantes em duas sub-amostras: o grupo de referência (inscritos nas atividades sociais e recreativas promovidas pela autarquia) e o grupo de comparação (os que não participam em nenhuma das atividades). Aplicou-se, aos dois grupos, um inquérito para obter dados sociodemográficos, o questionário de Otimização Seletiva com Compensação (SOC) e a escala WHOQOL-Bref para avaliar a qualidade de vida. info:eu-repo/semantics/publishedVersion

  • Open Access Portuguese
    Authors: 
    Heleno, Sandrina A.; Diz, Patrícia do Carmo Claro; Barros, Lillian; Pais, Luís S.; Rodrigues, Alírio; Barreiro, M.F.; Ferreira, Isabel C.F.R.;
    Country: Portugal
    Project: FCT | PEst-OE/AGR/UI0690/2014 (PEst-OE/AGR/UI0690/2014), FCT | UID/EQU/50020/2013 (UID/EQU/50020/2013)

    Os cogumelos são apreciados em todo o mundo, não só pelo seu valor nutricional, sabor apurado e textura, mas também pelas suas propriedades medicinais. Existem evidências científicas que demonstram os benefícios do consumo de cogumelos, que advém da sua riqueza em compostos bioativos, tais como micosteróis, e em particular, do ergosterol. Agaricus bisporus L. é o cogumelo mais consumido em todo o mundo, apresentando um elevado teor em ergosterol, cerca de 90% da sua fração de esteróis. Assim, este torna-se numa matriz muito interessante para a obtenção de ergosterol, uma molécula de elevado valor comercial. Segundo a literatura, o teor de ergosterol pode variar entre 3 e 9 mgporg de cogumelo seco. Atualmente, os métodos tradicionais tais como a maceração e a extração em Soxhlet estão a ser substituídos por metodologias emergentes, nomeadamente a extração assistida por ultrassons, visando diminuir a quantidade de solvente utilizado, o tempo de extração e, naturalmente, aumentar o rendimento da mesma. No presente trabalho, utitizou-se A. bisporus como fonte de ergosterol, tendo-se otimizado as condições mais favoráveis à sua extração utilizando a tecnologia de ultrassons variando o tipo solvente (hexano e etanol), a amplitude (50%, 75% e 100%) e o tempo (5 min, 10 min e 15 min). Além disso, e de forma a simplificar o processo, foi avaliada a pertinência da etapa de saponificação. O etanol demonstrou ser o melhor solvente, originando os rendimentos de ergosterol mais elevados (671, 5±0,5 mg/100 g de massa seca, com 75% de amplitude durante 15 min). Com hexano foi possível extrair apenas 152,2±0,2 mg/100 g, nas mesmas condições. No entanto, o extraio obtido com hexano mostrou ter uma pureza superior (11%) ao do extraio obtido com etanol (4%). No caso do extraio etanólico, o passo de saponificação aumentou consideravelmente a sua pureza, enquanto para o extraio obtido com hexano a pureza foi similar. Na verdade, o hexano apresenta maior setetividade para os compostos lipofílicos comparativamente com o etanol. Em geral, a extração assistida por ultrassons demonstrou ser uma tecnologia eficiente para maximizar o rendimento de extração em ergosterol. Outras tecnologias emergentes, tais como a extração assistida por micro-ondas, apresentam-se promissoras podendo originar também resultados promissores.

  • Publication . Conference object . 2014
    Open Access Portuguese
    Authors: 
    Lagoaça, Dora; Geraldes, Ana Maria;
    Publisher: Instituto Politécnico de Bragança
    Country: Portugal

    No nosso dia-a-dia utilizamos uma grande variedade de detergentes, produtos de limpeza e cosméticos. No entanto, algumas . das substâncias presentes nestes produtos podem interferir no funcionamento dos ecossistemas, levando à degradação da qualidade do ambiente. É o caso dos fosfatos presentes em muitos detergentes que contribuem para a eutroficação dos ecossistemas aquáticos, dos agentes tensioactivos que contribuem para a alteração das comunidades bacterianas nos ecossistemas, prejudicando os processos mediados por estes seres vivos que aí ocorrem. Outros compostos, para além de terem impactos ambientais negativos, têm também efeitos nocivos na saúde humana. Por exemplo, alguns conservantes e fragrâncias causam alergias e são cancerígenos e outros produtos, como os ftalatos, são · disruptores endócrinas. Para além do mencionado há ainda a considerar a grande quantidade de resíduos (embalagens) lançados no ambiente e que não são biodegradáveis. Assim, o objectivo deste trabalho é: apresentar os impactos negativos destes produtos .no ambiente e saúde humana e sugerir comportamentos que os consumidores e cidadãos devem adoptar para reduzir os efeitos mencionados. info:eu-repo/semantics/publishedVersion

  • Publication . Conference object . 2021
    Restricted Portuguese
    Authors: 
    Sofia Alexandra Cruz; Diana Urbano; António Coelho; João Pedro Pêgo;
    Country: Portugal

    This report describes a preliminary study that took place during the second semester of the school year 2019–2020, where suddenly classes had to be held online due to COVID 19 pandemic. Kahoot! a gamified application was used in some of the problem-solving classes of an undergraduate physics course of the integrated masters of the Electrical and Computers Engineering program. The quizzes applied covered rigid body dynamics and thermodynamics, both contents included in the syllabus of the course. The study was planned prior to the pandemic and the necessary adjustments of teaching online altered the goals. A simple analysis of the data obtained with the Kahoot! quizzes is performed and the results are discussed in the context of the positive and negative effects of “going online”.

  • Open Access Portuguese
    Authors: 
    Paula Marisa Fortunato Vaz; Galinha, Sónia;
    Publisher: Instituto Politécnico de Bragança
    Country: Portugal

    Constitui-se como objetivo central desta comunicação apresentar o Programa de Promoção de Bem-Estar em Idade Escolar – Adolescência (PEBEPSI-A), que visa promover a Qualidade de Vida e o Sucesso Académico dos Adolescentes dos 2o e 3o Ciclos do Ensino Básico, estimulando a reflexão e a mudança de atitudes necessárias à aquisição e à otimização de competências pessoais e relacionais com vista ao desenvolvimento e à compreensão de fatores que influenciam os comportamentos e suas dinâmicas. A Escola deve ser um espaço alegre e seguro. Para uma Escola Saudável o bem-estar deve ser valorizado através de um trabalho positivo conjunto. O PEBEPSI-A é um programa que assenta numa abordagem do desenvolvimento da inteligência emocional onde a formação é defendida como condição do desenvolvimento de competências e valores do processo de tomada de decisão do ser humano ao longo da vida. Os adolescentes pensam e sentem de maneira diferente uns dos outros e apresentam necessidades psicológicas e emocionais distintas, onde as intervenções precoces podem diminuir efeitos adversos. O PEBEPSI-A focaliza-se essencialmente na operacionalização de fatores psicológicos e sociais com impacto ao nível da Educação e da Saúde. Estruturalmente, este programa compreende na sua construção pedagógica e num recorte específico, os módulos: autoconceito (s); autoestima; bem-estar intrapessoal, bem-estar interpessoal, autorregulação, otimismo, motivação, sucesso académico, autoeficácia e suporte social, eixos importantes da cognição e da afetividade que fundamentamos. Tendo por base o conhecimento construído acerca deste programa reflete-se, por fim, sobre as possibilidades de novos estudos e de novos contextos de implementação do mesmo no contexto de uma Educação Inclusiva. The main objective of this article is to present the Program for the Promotion of Well-Being at School Age – Adolescence (PEBEPSI-A), which aims to promote the Quality of Life and Academic Success of Adolescents in the 2nd and 3rd Cycles of Basic Education, stimulating reflection and changing attitudes necessary for the acquisition and optimization of personal and relational skills with a view to developing and understanding factors that influence behavior and its dynamics. The School must be a happy and safe space. For a Healthy School, well-being must be valued through positive joint work. PEBEPSI-A is a program based on an approach to the development of emotional intelligence where training is defended as a condition for the development of skills and values in the decision-making process of human beings throughout life. Adolescents think and feel differently from each other and have different psychological and emotional needs, where early interventions can reduce adverse effects. PEBEPSI-A focuses essentially on the operationalization of psychological and social factors with an impact on Education and Health. Structurally, this program comprises, in its pedagogical construction and in a specific outline, the modules: self-concept(s); self esteem; intrapersonal well-being, interpersonal well-being, self-regulation, optimism, motivation, academic success, self-efficacy and social support, important axes of cognition and affectivity that we support. Based on the knowledge built about this program, it finally reflects on the possibilities of new studies and new contexts for its implementation in the context of an Inclusive Education info:eu-repo/semantics/publishedVersion

  • Open Access Portuguese
    Authors: 
    Silva, R.; Cruz, H.; Ferreira, J.;
    Country: Portugal

    Apresenta-se o trabalho realizado com o objectivo de avaliar a viabilidade da utilização de parafusos auto perfurantes e placas de contraplacado na reparação de vigas retas delaminadas, previamente levadas à rotura por flexão. O programa de ensaios envolveu o fabrico de 21 vigas com 3,090m x 0,175m x 0,095m, apresentando diversos tipos de delaminação. As vigas foram ensaiadas em flexão até à rotura, sendo posteriormente reparadas com recurso a parafusos auto perfurantes e placas de contraplacado, e ensaiadas de novo à flexão. Os resultados obtidos indicaram que a reparação efetuada foi tanto mais eficaz quanto menos danificada tivesse ficado a viga após o primeiro ensaio, e que a utilização de parafusos auto perfurantes aumentou a ductilidade das vigas. Os autores agradecem à FCT o apoio financeiro concedido. Agradece-se ainda às empresas “Rothoblaas”, “Bernardino e Mendes” e “JULAR Madeiras”, o apoio prestado. 16 7 16pp DE/NEM 2014 26 a 28 de novembro

Advanced search in
Research products
arrow_drop_down
Searching FieldsTerms
Any field
arrow_drop_down
includes
arrow_drop_down
Include:
5,590 Research products, page 1 of 559
  • Open Access Portuguese
    Authors: 
    Pinhão, Sílvia; Poinhos, Rui; Afonso, Cláudia; Franchini, Bela; Oliveira, Bruno; Teixeira, Vitor Hugo; Moreira, Pedro; Durão, C.; Pinho, Olívia; Reis, J.P. Lima; +3 more
    Country: Portugal

    [resumo] [abstract]

  • Open Access Portuguese
    Authors: 
    Morgado, Leonel; Cristóvão, Paulo; Luís Fernandes; Nunes, Ricardo Rodrigues; Martins, Paulo; Paredes, Hugo; Barbosa, Luis; Cardoso, Bernardo; Carvalho, Fausto;
    Country: Portugal
    Project: FCT | UID/EEA/50014/2013 (UID/EEA/50014/2013)

    Comunicação apresentada na SciTecIn15 - Conferência Ciências e Tecnologias da Interação, realizada em Coimbra, de 12-13 de novembro de 2015 Apresentamos um conceito de jogo inovador e o seu protótipo inicial, integrando tipos distintos de interação e de visualização. Dois jogadores interagem como timoneiro de uma nau portuguesa e gigante Adamastor. Um joga em realidade virtual controlada por gestos finos, outro usa aumentação contextual com gestos amplos e fi-nos. Pretende o conceito e o protótipo servirem como exemplificadores das potencialidades das novas formas de interação e de como as concretizar.

  • Open Access Portuguese
    Authors: 
    Sanches, Angelina; Freire Ribeiro, Ilda; Mesquita, Elza;
    Publisher: CINDU
    Country: Portugal

    A educação não-formal desenvolve-se fora do contexto de sala de aula, o que nem sempre significa que se processa fora da escola, pois, como refere Palhares (2009), “nos espaços e tempos escolares coexistem processos e actividades de natureza não-formal” (p. 55). A diversidade de contextos e espaços de educação não-formal é extensa e variada, integrando, por exemplo bibliotecas escolares, museus, espaços lúdicos, atividades de tempos livres, entre outros. Assistimos atualmente a uma proliferação de iniciativas, cada vez mais visíveis, de desenvolvimento de processos formativos em espaços não convencionais de ensino e aprendizagem. Estes novos cenários de intervenção demandam práticas educativas centradas na própria criança e que perspetivem a sua participação como um direito e exercício de cidadania. Conscientes desta problemática há a preocupação de incluir, na formação inicial de educadores e professores, espaços de reflexão e ação sobre estes contextos de diversificação educativa. A Licenciatura em Educação Básica (LEB), na Unidade Curricular de Iniciação à Prática Profissional I, que se estuda, procura proporcionar aos estudantes a possibilidade de observar, cooperar e intervir em contextos de natureza não-escolar, promovendo saberes que lhes permitam construir uma visão global sobre as crianças e os seus contextos de vida e aprendizagem, desenvolvendo competências para a ação em campos relacionados com a educação escolar e não-escolar especificamente em ambientes não-formais. Tendo como objetivo compreender as perceções dos estudantes sobre a integração desse tipo de atividades no curso, procedemos à sua inquirição através de um inquérito por questionário. O estudo traduz uma preocupação com a ampliação das oportunidades de educação das crianças, além da escola e a partir dela, reconhecendo os estudantes que as práticas em contextos nãoescolares podem contribuir para diversificar o leque de aprendizagens das crianças e de si próprios enquanto profissionais de educação. info:eu-repo/semantics/publishedVersion

  • Open Access Portuguese
    Authors: 
    Martins, Ana; Alves, Jorge; Vaz, Clara B.;
    Publisher: Instituto Politécnico de Bragança
    Country: Portugal

    O presente estudo tem como objetivo analisar se as empresas que têm implementado um Sistema de Gestão da Qualidade, certificadas segundo a norma ISO 9001, apresentam também uma boa qualidade da informação financeira. Neste sentido, pretende-se testar a expectável relação positiva entre a certificação de qualidade de uma empresa e a qualidade da sua informação financeira. Para isso, identificaram-se as empresas que possuem certificação do Sistema de Gestão de Qualidade, segundo a norma ISO 9001, enquanto a qualidade da informação financeira foi aferida utilizando como proxy os accruals discricionários. A amostra é constituída por 35417 empresas portuguesas para o período compreendido entre 2008 e 2013, disponíveis na base de dados Sistema de Análise de Balanços Ibéricos. Utiliza-se um modelo logit para testar a relação pretendida, tendo como variável dependente a variável binária relativa à certificação de qualidade e como principal variável explicativa a qualidade da informação financeira. Com base nos resultados obtidos foi possível verificar a existência de uma relação positiva e estatisticamente significativa entre certificação de qualidade das empresas e a sua qualidade da informação financeira. Constatou-se ainda que as empresas que possuem certificação de qualidade são, na sua maioria, sociedades anónimas, com atividade importadora/exportadora e com sede na zona centro do país. info:eu-repo/semantics/publishedVersion

  • Open Access Portuguese
    Authors: 
    Pimentel, Maria Helena; Fernandes, Hélder; Afonso, Carlos;
    Publisher: EVENTQUALIA CONGRESSOS
    Country: Portugal

    O Instituto Nacional de Estatística (INE, 2017) calculou, para o ano de 2016, um índice de envelhecimento de 150,9 para Portugal. O envelhecimento progressivo da população é um dos maiores desafios da agenda política nacional e internacional. Face a esta realidade as respostas para a promoção do bem-estar e da qualidade de vida desta população têm aumentado. Objetivo: avaliar os efeitos dos programas de intervenção autárquica na promoção do envelhecimento bem-sucedido na perspetiva da Otimização Seletiva com Compensação e dos diferentes domínios da qualidade de vida. Métodos: 320 inscritos nos programas ‘Bragança Ativa’ e ‘Desporto Sénior em Meio Rural’. Selecionaram-se aleatoriamente 50 participantes a que se juntaram outros 50, através de critérios de estratificação de género e idade tendo por base o primeiro grupo, resultando um total de 100 participantes em duas sub-amostras: o grupo de referência (inscritos nas atividades sociais e recreativas promovidas pela autarquia) e o grupo de comparação (os que não participam em nenhuma das atividades). Aplicou-se, aos dois grupos, um inquérito para obter dados sociodemográficos, o questionário de Otimização Seletiva com Compensação (SOC) e a escala WHOQOL-Bref para avaliar a qualidade de vida. info:eu-repo/semantics/publishedVersion

  • Open Access Portuguese
    Authors: 
    Heleno, Sandrina A.; Diz, Patrícia do Carmo Claro; Barros, Lillian; Pais, Luís S.; Rodrigues, Alírio; Barreiro, M.F.; Ferreira, Isabel C.F.R.;
    Country: Portugal
    Project: FCT | PEst-OE/AGR/UI0690/2014 (PEst-OE/AGR/UI0690/2014), FCT | UID/EQU/50020/2013 (UID/EQU/50020/2013)

    Os cogumelos são apreciados em todo o mundo, não só pelo seu valor nutricional, sabor apurado e textura, mas também pelas suas propriedades medicinais. Existem evidências científicas que demonstram os benefícios do consumo de cogumelos, que advém da sua riqueza em compostos bioativos, tais como micosteróis, e em particular, do ergosterol. Agaricus bisporus L. é o cogumelo mais consumido em todo o mundo, apresentando um elevado teor em ergosterol, cerca de 90% da sua fração de esteróis. Assim, este torna-se numa matriz muito interessante para a obtenção de ergosterol, uma molécula de elevado valor comercial. Segundo a literatura, o teor de ergosterol pode variar entre 3 e 9 mgporg de cogumelo seco. Atualmente, os métodos tradicionais tais como a maceração e a extração em Soxhlet estão a ser substituídos por metodologias emergentes, nomeadamente a extração assistida por ultrassons, visando diminuir a quantidade de solvente utilizado, o tempo de extração e, naturalmente, aumentar o rendimento da mesma. No presente trabalho, utitizou-se A. bisporus como fonte de ergosterol, tendo-se otimizado as condições mais favoráveis à sua extração utilizando a tecnologia de ultrassons variando o tipo solvente (hexano e etanol), a amplitude (50%, 75% e 100%) e o tempo (5 min, 10 min e 15 min). Além disso, e de forma a simplificar o processo, foi avaliada a pertinência da etapa de saponificação. O etanol demonstrou ser o melhor solvente, originando os rendimentos de ergosterol mais elevados (671, 5±0,5 mg/100 g de massa seca, com 75% de amplitude durante 15 min). Com hexano foi possível extrair apenas 152,2±0,2 mg/100 g, nas mesmas condições. No entanto, o extraio obtido com hexano mostrou ter uma pureza superior (11%) ao do extraio obtido com etanol (4%). No caso do extraio etanólico, o passo de saponificação aumentou consideravelmente a sua pureza, enquanto para o extraio obtido com hexano a pureza foi similar. Na verdade, o hexano apresenta maior setetividade para os compostos lipofílicos comparativamente com o etanol. Em geral, a extração assistida por ultrassons demonstrou ser uma tecnologia eficiente para maximizar o rendimento de extração em ergosterol. Outras tecnologias emergentes, tais como a extração assistida por micro-ondas, apresentam-se promissoras podendo originar também resultados promissores.

  • Publication . Conference object . 2014
    Open Access Portuguese
    Authors: 
    Lagoaça, Dora; Geraldes, Ana Maria;
    Publisher: Instituto Politécnico de Bragança
    Country: Portugal

    No nosso dia-a-dia utilizamos uma grande variedade de detergentes, produtos de limpeza e cosméticos. No entanto, algumas . das substâncias presentes nestes produtos podem interferir no funcionamento dos ecossistemas, levando à degradação da qualidade do ambiente. É o caso dos fosfatos presentes em muitos detergentes que contribuem para a eutroficação dos ecossistemas aquáticos, dos agentes tensioactivos que contribuem para a alteração das comunidades bacterianas nos ecossistemas, prejudicando os processos mediados por estes seres vivos que aí ocorrem. Outros compostos, para além de terem impactos ambientais negativos, têm também efeitos nocivos na saúde humana. Por exemplo, alguns conservantes e fragrâncias causam alergias e são cancerígenos e outros produtos, como os ftalatos, são · disruptores endócrinas. Para além do mencionado há ainda a considerar a grande quantidade de resíduos (embalagens) lançados no ambiente e que não são biodegradáveis. Assim, o objectivo deste trabalho é: apresentar os impactos negativos destes produtos .no ambiente e saúde humana e sugerir comportamentos que os consumidores e cidadãos devem adoptar para reduzir os efeitos mencionados. info:eu-repo/semantics/publishedVersion

  • Publication . Conference object . 2021
    Restricted Portuguese
    Authors: 
    Sofia Alexandra Cruz; Diana Urbano; António Coelho; João Pedro Pêgo;
    Country: Portugal

    This report describes a preliminary study that took place during the second semester of the school year 2019–2020, where suddenly classes had to be held online due to COVID 19 pandemic. Kahoot! a gamified application was used in some of the problem-solving classes of an undergraduate physics course of the integrated masters of the Electrical and Computers Engineering program. The quizzes applied covered rigid body dynamics and thermodynamics, both contents included in the syllabus of the course. The study was planned prior to the pandemic and the necessary adjustments of teaching online altered the goals. A simple analysis of the data obtained with the Kahoot! quizzes is performed and the results are discussed in the context of the positive and negative effects of “going online”.

  • Open Access Portuguese
    Authors: 
    Paula Marisa Fortunato Vaz; Galinha, Sónia;
    Publisher: Instituto Politécnico de Bragança
    Country: Portugal

    Constitui-se como objetivo central desta comunicação apresentar o Programa de Promoção de Bem-Estar em Idade Escolar – Adolescência (PEBEPSI-A), que visa promover a Qualidade de Vida e o Sucesso Académico dos Adolescentes dos 2o e 3o Ciclos do Ensino Básico, estimulando a reflexão e a mudança de atitudes necessárias à aquisição e à otimização de competências pessoais e relacionais com vista ao desenvolvimento e à compreensão de fatores que influenciam os comportamentos e suas dinâmicas. A Escola deve ser um espaço alegre e seguro. Para uma Escola Saudável o bem-estar deve ser valorizado através de um trabalho positivo conjunto. O PEBEPSI-A é um programa que assenta numa abordagem do desenvolvimento da inteligência emocional onde a formação é defendida como condição do desenvolvimento de competências e valores do processo de tomada de decisão do ser humano ao longo da vida. Os adolescentes pensam e sentem de maneira diferente uns dos outros e apresentam necessidades psicológicas e emocionais distintas, onde as intervenções precoces podem diminuir efeitos adversos. O PEBEPSI-A focaliza-se essencialmente na operacionalização de fatores psicológicos e sociais com impacto ao nível da Educação e da Saúde. Estruturalmente, este programa compreende na sua construção pedagógica e num recorte específico, os módulos: autoconceito (s); autoestima; bem-estar intrapessoal, bem-estar interpessoal, autorregulação, otimismo, motivação, sucesso académico, autoeficácia e suporte social, eixos importantes da cognição e da afetividade que fundamentamos. Tendo por base o conhecimento construído acerca deste programa reflete-se, por fim, sobre as possibilidades de novos estudos e de novos contextos de implementação do mesmo no contexto de uma Educação Inclusiva. The main objective of this article is to present the Program for the Promotion of Well-Being at School Age – Adolescence (PEBEPSI-A), which aims to promote the Quality of Life and Academic Success of Adolescents in the 2nd and 3rd Cycles of Basic Education, stimulating reflection and changing attitudes necessary for the acquisition and optimization of personal and relational skills with a view to developing and understanding factors that influence behavior and its dynamics. The School must be a happy and safe space. For a Healthy School, well-being must be valued through positive joint work. PEBEPSI-A is a program based on an approach to the development of emotional intelligence where training is defended as a condition for the development of skills and values in the decision-making process of human beings throughout life. Adolescents think and feel differently from each other and have different psychological and emotional needs, where early interventions can reduce adverse effects. PEBEPSI-A focuses essentially on the operationalization of psychological and social factors with an impact on Education and Health. Structurally, this program comprises, in its pedagogical construction and in a specific outline, the modules: self-concept(s); self esteem; intrapersonal well-being, interpersonal well-being, self-regulation, optimism, motivation, academic success, self-efficacy and social support, important axes of cognition and affectivity that we support. Based on the knowledge built about this program, it finally reflects on the possibilities of new studies and new contexts for its implementation in the context of an Inclusive Education info:eu-repo/semantics/publishedVersion

  • Open Access Portuguese
    Authors: 
    Silva, R.; Cruz, H.; Ferreira, J.;
    Country: Portugal

    Apresenta-se o trabalho realizado com o objectivo de avaliar a viabilidade da utilização de parafusos auto perfurantes e placas de contraplacado na reparação de vigas retas delaminadas, previamente levadas à rotura por flexão. O programa de ensaios envolveu o fabrico de 21 vigas com 3,090m x 0,175m x 0,095m, apresentando diversos tipos de delaminação. As vigas foram ensaiadas em flexão até à rotura, sendo posteriormente reparadas com recurso a parafusos auto perfurantes e placas de contraplacado, e ensaiadas de novo à flexão. Os resultados obtidos indicaram que a reparação efetuada foi tanto mais eficaz quanto menos danificada tivesse ficado a viga após o primeiro ensaio, e que a utilização de parafusos auto perfurantes aumentou a ductilidade das vigas. Os autores agradecem à FCT o apoio financeiro concedido. Agradece-se ainda às empresas “Rothoblaas”, “Bernardino e Mendes” e “JULAR Madeiras”, o apoio prestado. 16 7 16pp DE/NEM 2014 26 a 28 de novembro

Send a message
How can we help?
We usually respond in a few hours.